Notícias
  • 13/11/2020
Vídeo: V4 Granturismo, o incrível novo motor Ducati

A nova geração da Ducati Multistrada será equipada com um novo motor V4 que se destaca por sua leveza, alto desempenho e por esticar os intervalos de manutenção em até 60.000 km.

A Ducati introduziu o motor Desmosedici Stradale na nova Panigale V4, já sinalizando que o futuro da marca italiana passaria pela incorporação de modelos de quatro cilindros cujo propulsor derivaria diretamente deste Desmosedici Stradale.

Vídeo: V4 Granturismo, o incrível novo motor Ducati
V4 Granturismo: o motor é super compacto e leve (Divulgação)

Veja também:
Promessa cumprida: eis a nova Ducati Multistrada V4
Definition CE 04, o novo conceito elétrico da BMW
Novo Yamaha NMAX 160 ABS 2021: primeiro contato

O primeiro desses modelos da nova era da Ducati, nada mais é do que a Multistrada V4, a maxi-trail de Borgo Panigale que já sabemos que será a primeira moto a incorporar controle de cruzeiro adaptativo e será lançada mundialmente.

No entanto, antes de um lançamento tão importante, a Ducati decidiu avançar todos os detalhes do motor que impulsionará a nova Multistrada, já apelidada de V4 Granturismo, motor que deriva do Desmosedici Stradale incorporando uma série de mudanças importantes como maior cilindrada, com menos potência, porém com mais torque, para adoçar seu caráter e adequar sua resposta a um uso mais focado no segmento de turismo, e com maior confiabilidade.

Vídeo: V4 Granturismo, o incrível novo motor Ducati
V4 Granturismo: o motor é parte principal da estrutura (Divulgação)

O V4 Grantursimo é apresentado como um motor extremamente compacto, leve e de alto desempenho, com altos valores de torque, construído para atender às necessidades dos aventureiros mais exigentes. Projetado para impulsionar a quarta geração da Ducati Multistrada, o motor V4 Granturismo está pronto para abrir uma nova e importante era da fabricante italiana.

Vídeo: V4 Granturismo, o incrível novo motor Ducati
V4 Granturismo: a largura é de um bicilíndrico em linha (Divulgação)

Enquanto o V4 Granturismo compartilha seu esquema técnico geral com o Desmosedici Stradale, ele também foi projetado e desenvolvido para combinar perfeitamente a esportividade da Ducati com grande poder e versatilidade. Além disso, sua confiabilidade e durabilidade se devem ao fato de que alguns dos principais componentes foram desenvolvidos para suportar as forças extremas do Stradale Desmosedici.

Vídeo: V4 Granturismo, o incrível novo motor Ducati
V4 Granturismo: motor V4 é mais leve que o V2 (Divulgação)

Entre seus componentes exclusivos está o sistema de comando de válvulas completamente novo, desenvolvido para alongar consideravelmente os intervalos de manutenção, chegando agora a 60.000 quilômetros, número alcançado graças à profunda experiência adquirida pela Ducati no uso de materiais, tratamentos e soluções técnicas desenvolvidas em torno do sistema Desmodrômico. Tudo isso, aplicado a um sistema de retorno da válvula com molas que força menos os componentes em comparação com o sistema Desmodrômico, um marco excepcional nunca antes alcançado em um motor de motocicleta, diz a Ducati.

Vídeo: V4 Granturismo, o incrível novo motor Ducati
V4 Granturismo: cabeçote em alumínio super leve (Divulgação)

O plano de manutenção do motor V4 Granturismo prevê troca de óleo e verificação do filtro de ar a cada 30.000 km e cartucho de filtro de óleo a cada 15.000 km ou dois anos. A verificação e eventual ajuste do conjunto da válvula e a troca de velas de ignição são programadas a cada 60.000 quilômetros.

Os perfis dos cames e os valores de elevação das válvulas foram desenvolvidos para obter uma entrega adequada do acelerador para um motor orientado ao turismo, ao mesmo tempo em que deixam de lado o desempenho, que permanece no topo da categoria. A distribuição inovadora do motor V4 Granturismo garante grande regularidade de operação, particularmente em baixas velocidades e rotações, uma característica inata dos motores convencionais de válvulas com molas, e contribui para as dimensões compactas e leves de todo o motor.

Vídeo: V4 Granturismo, o incrível novo motor Ducati
V4 Granturismo: novo sistema de comando de válvulas (Divulgação)

A Ducati prestou atenção especial à dinâmica dos fluidos. O comprimento, o diâmetro dos dutos, o arranjo das câmaras de combustão, bem como o diâmetro das válvulas, tudo contribuiu para uma entrega fluida e constante, mesmo em baixas rotações. Também vale a pena mencionar o desempenho absoluto, a potência máxima em altas rotações e a velocidade máxima como um verdadeiro motor esportivo.

Vídeo: V4 Granturismo, o incrível novo motor Ducati
V4 Granturismo: obra de arte da engenharia italiana (Divlgação)

O V4 Granturismo entrega 170 cv de potência a 10.500 rpm e um torque máximo de 12,7 kgf.m a 8.750 rpm. A potência é significativamente menor que o da Panigale V4 com 214 cv, mas a Ducati conseguiu aumentar o torque máximo. Todos esses dados estão em conformidade com a mais exigente diretiva de emissões de poluentes Euro5.

V4 Granturismo: pistões para alta taxa de compressão (Divulgação)

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Os 1.158 cm³ (55 cm³ a mais que a Panigale) provaram ser o ponto de conexão perfeito em termos de desempenho, leveza e estrutura do motor V4, capaz de ser mais leve e compacto que o bicilíndrico Testastretta, que alimentava a Multistrada 1260 anterior. Em comparação com este último, o V4 Granturismo é 85 mm mais curto, 95 mm menor e apenas 20 mm mais largo. Além disso, o peso total do V4 Granturismo é de 66,7 kg, ou seja, 1,2 quilos a menos em relação ao Testastretta V2.

A nova Ducati Multistrada V4 (Divulgação)

Embora o V4 Granturismo seja um motor desenvolvido para a estrada, seu DNA de corrida é mantido vivo com soluções como o virabrequim contra-rotativo que compensa o efeito giroscópico, melhorando o manuseio e a agilidade e também oferece um ronco forte e singular.