Vídeos
  • 26/07/2022
Dossiê Scooter: testamos as opções de 125 cm³ do Brasil

3 Minutos de leitura

  • Publicado:
  • Por: Ismael Baubeta

Os scooter de baixa cilindrada ainda são uma excelente opção para quem busca economia de tempo, combustível e agilidade nos deslocamentos.

O segmento como um todo praticamente triplicou sua participação no mercado nacional de motocicletas, passando de pouco mais de 3% em 2015 para 9% em 2021, ou seja, é um nicho que vem despertando muita atenção do público brasileiro.

Dossiê Scooter: testamos as opções de 125 cm³ do Brasil
Os modelos testados para nosso Dossiê Scooter (Foto: Gustavo Epifânio)

LEIA MAIS:
Socorro (SP) sedia Scooter Fest no início de agosto
Yamaha XMAX ABS: máxima evolução
Honda PCX DLX: um scooter charmoso e funcional

Diante desse cenário, produzimos um dossiê que visa mostrar as opções de entrada disponíveis no país. E para produzir este material, aceleramos Haojue Lindy 125, Honda Elite 125, e os Yamaha Fluo ABS e Neo 125.

Avaliamos e destacamos suas virtudes e pontos negativos para que você possa conhecer e, por que não, escolher um deles para sair do transporte público ou simplesmente para fugir dos congestionamentos, deixando o carro na garagem de sua casa. 

Há semelhanças e diferenças entre essas quatro opções, por isso é preciso que você considere (além do gosto pelo design e tecnologias) o uso que você pretende dar para ele, além de saber de quanto espaço você gostaria de ter para levar suas coisas. 

  • Dossiê Scooter: testamos as opções de 125 cm³ do Brasil
  • Dossiê Scooter: testamos as opções de 125 cm³ do Brasil
  • Dossiê Scooter: testamos as opções de 125 cm³ do Brasil
  • Dossiê Scooter: testamos as opções de 125 cm³ do Brasil
  • Dossiê Scooter: testamos as opções de 125 cm³ do Brasil
  • Dossiê Scooter: testamos as opções de 125 cm³ do Brasil
  • Dossiê Scooter: testamos as opções de 125 cm³ do Brasil

Também é preciso levar em consideração a posição de pilotagem de acordo com o seu biotipo e os equipamentos de série que você julga essenciais para sua convivência com o scooter no trânsito. Apesar de haver algumas opções de scooter elétricos, que podem ser considerados de entrada, nós nos concentramos nestes modelos que são os mais vendidos e consagrados do segmento de baixa cilindrada para produzir este material.

E você, o que acha dos scooters de entrada? Tem ou teria algum desses em sua garagem? Deixe sua opinão nos comentários e conte pra gente o que achou do nosso vídeo.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Conteúdo Recomendado

Comentários