Card image
Testes
Teste: Harley-Davidson Road Glide Special 2020

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 11/07/2020
  • Por: Willian Teixeira

Com conforto de sobra para viajar e curtir, a Harley-Davidson Road Glide Special ostenta o máximo do luxo em duas rodas; tê-la na garagem já é um bom motivo para sair do sofá e encarar a estrada

Texto: Alexandre Nogueira
Edição: Willian Teixeira
Fotos: Gustavo Epifânio

A Harley-Davidson anuncia a nova Road Glide Special como uma “tourer de luxo premium” e faz sua estreia na linha Touring da marca norte-americana em 2020. A Road Glide Special vem equipada com a carenagem Skark Nose, o nariz de tubarão, com dois LEDs Daymaker esculpidos na face frontal. O motor Milwaukee-Eight 114 Twin-Cooled com 16,2 kgf.m de torque é quem empurra forte esta enorme motocicleta para ganhar velocidade.

Teste: Harley-Davidson Road Glide Special 2020
Respeito: imponente, a Road Glide Special é impactante, quase exibicionista

Por conta da carenagem nariz de tubarão ser fixada no chassi e não nas mesas, a sensação de leveza aumenta nas manobras. Os garfos Showa de 49 mm tipo Dual Bending Valve têm boa capacidade de absorção de impactos para os quase 400 quilos da moto. O amortecedor monoshock traseiro ajustável à mão permite a regulagem da pré-carga, mas deixa a desejar na buraqueira das cidades, transferindo boa parte das pancadas para as vértebras do piloto e do garupa.

Teste: Harley-Davidson Road Glide Special 2020
Conforto: esta Harley-Davidson combina conforto com desempenho e diversão

Outro destaque da Road Glide Special é a diferenciação, pois os clientes têm uma variedade maior de cores, acabamentos e acessórios para escolher. A Road Glide Special 2020 tem montadas as novas rodas modelo Prodigy na cor Gloss Black, com aro de 19 polegadas na dianteira e 18 polegadas na traseira. Os freios contam com duplo disco dianteiro de 320 mm e disco único traseiro de 316 mm, os três sendo mordidos por pinças de quatro pistões e auxiliados pelo sistema ABS Bosch.

Teste: Harley-Davidson Road Glide Special 2020
Desempenho: as inclinações são suficientes para garantir a diversão

A eletrônica avançou como nunca nas motos da Harley-Davidson, e agora a linha touring conta com a tecnologia Reflex Defensive Rider Systems (RDRS), um sofisticado pacote eletrônico projetado para ajudar na pilotagem da motocicleta de acordo com as condições de aderência, aceleração, inclinação, frenagem ou desaceleração mesmo nas curvas, integrando eletronicamente os freios combinados (C-ELB) com ABS (aprimorado para atuar em curvas C-ABS), equilibrando a potência mesmo com a moto inclinada para aumentar o controle nas frenagens.

Teste: Harley-Davidson Road Glide Special 2020
O painel mescla relógios analógicos com tela TFT

O sistema ainda conta com controle de tração (C-TCS), para impedir a roda traseira de derrapar, sistema de controle de escorregamento por torque de arrasto (DSCS), responsável por gerenciar o deslizamento e a tração da roda traseira durante a frenagem do motor após desaceleração em estradas escorregadias.

No pacote está incluído também o Vehicle Hold Control (VHC), acionado por pressão do manete ou pedal de freio e que impede que a motocicleta role para trás nas arrancadas em subida. No painel também é possível acessar o sistema de monitoramento de pressão dos pneus (TPMS) do pacote RDRS.

Teste: Harley-Davidson Road Glide Special 2020
Visual dark: o acabamento total black torna o visual ainda mais marcante

Evolução eletrônica

Toda essa tecnologia eletrônica equivale a feitiçaria no universo das VTwin de turismo de luxo. Uma heresia para os harleyros mais tradicionalistas, mas acredite, a unidade de medição inercial IMU de seis eixos incrivelmente inteligente da Bosch funciona! Eu mesmo pude comprovar isso, porque durante o teste na estrada cheguei rápido demais em uma curva e quando vi que era fechada demais para a velocidade, freei o máximo que pude, inclinei a moto e tudo o que me restou fazer foi esganar a alavanca de freio o máximo possível e o RDRS ajustou a pressão dos freios, redistribuiu a força e me resgatou de volta à trajetória da pista.

Manchas de areia testaram o sistema de controle de tração repetidas vezes, mas mesmo se eu estivesse aplicando toda a força com os quatro dedos na alavanca, os freios e o controle de tração nunca deixariam de me dar uma sólida sensação de segurança e contato com o solo.

Teste: Harley-Davidson Road Glide Special 2020
Tomada 12V para recarregar periféricos
Teste: Harley-Davidson Road Glide Special 2020
Porta USB para conectar pen drive musical ou celular

A Road Glide Special mantém o luxo como seu mantra e alia comodidades para o turismo, como as malas rígidas e o sistema de infotainment. O motor Milwaukee-Eight 114 de 1.868 cm³ com refrigeração dupla oferece muita endorfina, entregando 16,6 kgf.m de torque a míseras 3.000 rpm. Estes motores da HD estão com baixo nível de vibração e alta capacidade de diversão, e a tarefa de empurrar uma motocicleta de 387 quilos é fácil e dá ótimas sensações.

As setas traseiras estão integradas à lanterna e à luz de freio

O torque está disponível sempre que você precisa, basta acionar o acelerador para ganhar velocidade com autoridade. O largo guidão permite uma posição de pilotagem relaxada e o assento amplo e superconfortável oferece bom apoio por algumas horas para o piloto. Porém, houve um deslize no desenvolvimento do banco: a costura retém água, o que faz com que você no dia seguinte de uma chuva ou após uma visita ao lava-rápido, algo absurdo, ainda mais se tratando de uma moto de mais de R$ 100 mil. Outros recursos premium incluem pintura com pinstripes, carenagem interna com acabamento brilhante, manoplas aquecidas e uma unidade de infotainment Boom! Box GTS com tela TFT multicolorida e piloto automático. Um sistema inteligente de velocidade ajusta o volume do som quando se diminui a velocidade, quando se para nos semáforos ou para estacionar por exemplo. GPS, Bluetooth, porta USB e ignição por chave de presença agregam itens ao excelente pacote.

Teste: Harley-Davidson Road Glide Special 2020
Assento excelente do piloto é limitado para garupa; depois da chuva vai molhar sua bunda

Ficou claro que uma fantástica característica da nova Road Glide Special é a qualidade e a variedade de opções de cores e acessórios. Trata-se de uma moto exclusiva e de alto valor agregado, partindo de R$ 113.500 e podendo chegar em R$ 115.525. Ela encanta quem acelera e por onde passa, e seu motor de dois cilindros em V de 1.868 cilindradas tem torque bruto e entusiasma, permitindo até uma tocada radical com os truques tecnológicos que garantem ainda mais segurança e conforto.

Teste: Harley-Davidson Road Glide Special 2020
As malas rígidas têm vedação contra água, mas pouco espaço
Teste: Harley-Davidson Road Glide Special 2020

Conclusão – por Alexandre Nogueira

A Harley-Davidson Road Glide Special 114 entrega muito luxo e conforto, e engana-se quem pensa que a Limited é muito melhor, pois a diferença é apenas o banco com tour-Pak e som com quatro alto-falantes. A Road Glide Special tem uma pegada mais esportiva e leva uma garupa incomodamente. Mas é fato que suas virtudes são para viagens solo, até porque o sistema de som traz alto-falantes apenas na carenagem frontal, exclusivos para o piloto curtir o passeio. Agora com a eletrônica avançada está muito mais segura, e o painel com infotainment completa o excelente pacote desta touring. É impossível não se sentir o rei das estradas ao pilotar uma dessas.

Road Glide Special 2020 parte de R$ 113.500 e podendo chegar em R$ 115.525
As rodas têm acabamento Gloss Black

Teste publicado na MOTOCICLISMO, em março de 2020