Card image
Testes
Testamos a Low Rider, a mais prática das Harleys

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 24/09/2015
  • Por: admin

<p><img alt="A Low Rider é fácil de pilotar, o que a torna ainda mais prática" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/hd-lr-81_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Os modelos da linha Dyna sempre tiveram um fã-clube numeroso entre os aficionados por Harley-Davidson. A história por trás dessa linhagem é enorme, mas, grosso modo, podemos dizer que são motos que unem a esportividadee a agilidade das Sportster com o desempenho que só os grandes V-Twin proporcionam. A Low Rider surgiu no fi m da década de 1970 como a primeira “customizada de fábrica” e foi um sucesso imediato. Atualizada periodicamente, manteve- se em produção por décadas e foi relançada no Daytona Bike Week do ano passado, depois de ficar cinco anos fora do catálogo da marca. Esse “período sabático” fez bem à Low Rider, que volta completamente renovada e, mais uma vez, com potencial para fazer um estrondoso sucesso — mesmo custando R$ 46.600,00.</span></p>

<p><img alt="Diferente de outros países, a Low Rider vendida no Brasil não conta com motor de 1.690 cc" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/hd-lr1_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /><span style="line-height: 1.6em;">A receita é simples: com ergonomia que pode ser configurada para pilotos entre 1,50 m e 1,90 m, ela coloca a Harley-Davidson como uma opção para um novo mercado de motociclistas. E, quando falamos em “ergonomia sob medida”, não pense que estamos nos referindo somente ao assento a apenas 68 cm do solo — que permite a qualquer um colocar os dois pés no chão — e às pedaleiras reguláveis: a Low Rider do século XXI vai muito além disso. Os engenheiros americanos pensaram na ergonomia do corpo todo do piloto e, utilizando programas de computador em 3D, estudaram os mais diversos biótipos de motociclistas e criaram mecanismos que permitem ajustar componentes essenciais da moto em várias direções.</span></p>

<p><img alt="O Assento conta com extensor lombar, o que ajuda no conforto " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/hd-lr-41_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>O assento, por exemplo, conta com um extensor lombar removível que permite mover a extremidade de apoio do banco quase quatro centímetros para frente ou para trás, o que faz uma diferença enorme. As pedaleiras podem ser ajustadas em duas posições, e o guidão também pode ser regulado para frente e para trás. E tudo isso não é uma questão apenas <span style="line-height: 1.6em;">de conforto.</span></p>

<p><img alt="Design clássico e simples que ainda agrada a muitos " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/hd-lr-21_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Se estivermos devidamente posicionados sobre a moto, com pedaleiras, comandos e guidão nos lugares certos, teremos mais controle sobre a máquina e, consequentemente, mais segurança e confiança na pilotagem. Muitas vezes nem atentamos para isso, mas, quando nos sentimos seguros sobre a moto, isso reforça uma das sensações mais importantes quando falamos em motos custom: prazer ao pilotar. Mas, afi nal, como a Low Rider se comporta na prática?</span></p>

<p><img alt="Os punhos seguem o padrão Harley… nada práticos" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/hd-lr-11_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Como toda Dyna, ela não esconde uma veia esportiva em seu DNA, e isso é bom, mas, mesmo assim, ela é uma moto muito fácil de pilotar, mesmo devagar e no trânsito das grandes cidades. Sua aptidão urbana ficou evidente logo nos primeiros quilômetros, já que iniciamos a avaliação dessa custom enfrentando o tradicional caos urbano da capital paulista, com seu mar de carros entupindo as vias, além das mais diferentes irregularidades de seu “asfalto” digno de uma prova de rali. Nessa condição, dentro da cidade, a primeira boa surpresa veio justamente das suspensões, que conseguem filtrar com satisfatória eficiência boa parte dos buracos, ondulações e demais aberrações que infestam o asfalto de São Paulo, palco da nossa avaliação.</p>

<p><img alt="Até para os condutores mais baixos, apoiar os pés no chão é tarefa fácil nesta HD" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/hd-lr-71_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Claro, não podemos esquecer que estamos em uma custom e isso significa que, evidentemente, alguns impactos acabam chegando ao piloto e a um eventual passageiro. Na cidade, o câmbio tem funcionamento preciso e engates suaves — mas preserva o típico tranco ao engatar a primeira, como toda Harley deve ser. As relações de marcha são bem longas, o que é possível graças à abundante oferta de torque já a baixíssimas rotações. Até por essa razão, é quase impossível — ou, no mínimo, desnecessário — engatar a quinta ou a sexta marchas na cidade. Apesar de baixinha, a Low Rider é pesada, com guidão largo e um longo entre-eixos, ou seja, está longe de ser a moto ideal para manobras de baixa velocidade entre outros veículos e até para trafegar dentro dos corredores formados entre os carros. Por isso, se você é do tipo impaciente, terá problemas com ela nessa condição. Siga tranquilo no meio das faixas, como um carro, e entre nos corredores apenas quando estiverem sem motos. Dessa forma, dá para curtir muito esse modelo mesmo no dia a dia.</p>

<p><img alt="Embora muitos pensem na Low Rider como uma moto para se viajar, ela encara o uso diário sem problemas " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/hd-lr-51_620x467.jpg" style="opacity: 0.9; line-height: 20.8px; margin: 0px auto; display: block;" width="620" /></p>

<p>Na estrada, onde a Low Rider fica realmente à vontade e mostra suas qualidades funcionais, as mudanças de direção são feitas sem esforço, sempre com muita estabilidade, tanto em longas retas quanto em curvas rápidas, sejam elas abertas ou fechadas. Os freios, com disco duplo na dianteira e simples na traseira, com ABS, funcionam muito bem, oferecendo bastante segurança para frear sem medo em situações de emergência. Viajando, é possível manter uma velocidade de cruzeiro alta com o motor a giros bem baixos, o que significa menos vibração, mais conforto e menor consumo de combustível.</p>

<p><img alt="Belo painel condiz com a proposta e estilo do modelo" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/hd-lr-61_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>O assento do garupa poderia ser maior e não tem alças para as mãos do passageiro. Vai levar alguém com você? É bom que vocês tenham alguma intimidade, porque, não tem jeito, a pessoa terá de se segurar em você. Tanto o estilo clássico — que faz clara referência à primeira Low Rider, de 1977 — quanto o acabamento foram bastante elogiados durante a avaliação. Sempre há um detalhezinho ou outro que destoa, como as pedaleiras, por exemplo, mas no geral é uma moto caprichada. As informações para o piloto ficam no tanque, uma posição baixa e que até colabora no estilo esportivo da moto, mas que exige que o piloto mova muito a cabeça para conseguir ler as informações. Uma moto que tem tudo para realmente atrair uma nova categoria de consumidores para a marca, seja pela ergonomia realmente eficaz, pelo estilo ou simplesmente pela “alma” que toda motocicleta Harley-Davidson traz como equipamento de série.</p>

<p><img alt=" " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/opiniao_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p> </p>

<p><img alt=" " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/dina5_620x467.jpg" style="opacity: 0.9; line-height: 20.8px; margin: 0px auto; display: block;" width="620" /></p>

<div> </div>

<p><img alt=" " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/nossa_avaliacao1_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><img alt=" " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ficha6_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p> </p>

Conteúdo Recomendado

Comentários