Card image
Testes
Saiba o que muda na linha 2016 da Kawasaki KX

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 24/11/2015
  • Por: admin

<p>Como deveria acontecer sempre e com todas as fábricas, a Kawasaki Brasil apresentou as novas motocicletas exclusivas para a prática off-road, modelo 2016, antes mesmo de virar o ano. <span style="line-height: 1.6em;">A KLX 110 ganhou mais uma marcha, a KX 250F tecnicamente não mudou em relação à versão 2015, mas, em compensação, podemos afirmar que a</span><span style="line-height: 1.6em;"> KX 450F 2016 é uma</span><span style="line-height: 1.6em;"> moto quase 100% nova. </span></p>

<p><img alt="Kawasaki KX 450F 2016 em ação na pista" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_kawasaki_kx_5_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Quase, porque as rodas e os freios não receberam mudanças em relação à versão 2015, mas o visual, o quadro e o motor contam com uma lista enorme de alterações, que, por incrível que pareça, fazem desta nova versão uma moto ainda mais potente e leve que a anterior.</p>

<p>Por causa das medidas compactas do novo quadro e dos plásticos, que também foram modificados, de modo geral ela demonstra ser uma moto mais esguia e leve. O novo posicionamento dos radiadores ajudou a diminuir as novas aletas, que agora se estendem em forma de laterais até a caixa de ar.</p>

<p><img alt="Kawasaki KX 250F 2016" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_kawasaki_kx_6_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Também é perceptível o novo assento, que está muito mais plano. O para-lama traseiro voltou a ser verde, como era em 2012. Porém, o mais importante da nova KX 450F é a redução de peso graças a alterações no motor e quadro e a potência máxima, consideravelmente maior que a da versão precedente.</p>

<p>A fábrica declara peso de 108,7 kg. São 3,4 kg a menos que a versão 2015. Internamente, tudo é novo: pistões, sistema de admissão, sistema de escape, válvulas, posicionamento do cilindro em relação ao centro do virabrequim e engrenagens de câmbio. Até a caixa de ar foi revista em busca de maior eficiência dinâmica, com menos peso.</p>

<p><img alt="Motor da KX 450F 2016, mais leve e mais potente" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_kawasaki_kx_4_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Somente no motor a redução de peso foi de 2 kg, e nos componentes do chassi, 1,4 kg. O quadro está 400 g mais leve, a balança traseira, 220 g, e a carcaça do motor, 370 g. Até o tanque de combustível passou por uma ‘dieta’ e está mais leve.</p>

<p>O local escolhido para a apresentação da novidade foi a pista Kalango Cego, localizada em Itupeva, interior de São Paulo. Lá pudemos acelerar à vontade a nova KX 450F. Também foi disponibilizada uma versão 2015 para compararmos todas as diferenças. Como não poderia deixar de ser, a primeira boa impressão é de extrema leveza.</p>

<p>A KX 450F é quase tão compacta e ágil como uma 250 de dois anos atrás, com uma resposta mais progressiva do acelerador, que não deixa intervalos entre baixa, média e alta. A Kawasaki declarou que em testes internos a versão 2016 da KX 450F foi mais rápida em aceleração e tempos de volta que a versão 2015, e nós, depois que a pilotamos, não duvidamos.</p>

<p>Ela está mais leve e consequentemente é mais fácil levá-la ao limite. Nas primeiras voltas, percebemos a suspensão dianteira muito macia, mas bastaram cinco minutos com uma bombinha especial que calibramos a suspensão dianteira ao nosso gosto.</p>

<p><img alt="Suspensão dianteira da KX 450F em corte" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_kawasaki_kx_3_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Lembre-se de que a suspensão dianteira já vem desde a versão 2015, com as famosas bengalas Showa SFF-TAC, que não contam com molas nem óleo internamente, somente ar, dividido em três câmaras. A suspensão amortece todo o peso da moto mais o do piloto. Uma boa novidade para 2016 é o novo kit de acerto da injeção eletrônica. </p>

<p>Agora não há a necessidade de ligá-lo a um computador – o aparelho é facilmente conectado à moto e vem com sete opções de acertos preestabelecidos, os quais, segundo a Kawasaki, são os mesmos que as equipes de fábrica utilizam. A gestão pode alterar desde a mistura ar-combustível até o tipo de terreno que o piloto enfrentará na corrida.</p>

<p><img alt="A piloto de motovelocidade Sabrina Paiuta se divertiu na acessível KX 110" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_kawasaki_kx_2_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>As novas motocicletas já estão disponíveis nas concessionárias Kawasaki, e os preços sugeridos (11/2015) pela fábrica são R$ 7 490 para a KLX 110, R$ 36 990 para a KX 250F e R$ 42 450 para a KX 450F.</p>

<p><iframe allowfullscreen="" frameborder="0" height="349" src="https://www.youtube.com/embed/ubZ2Ph_NO_s" width="620"></iframe></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários