Card image
Testes
Novas Honda CB 500F e CB 500X: agora, são outros 500!

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 03/08/2022
  • Por: Guilheme Derrico

Linha 2023 da Honda CB 500F e CB 500X ganhou melhorias nos freios, assim como nas suspensões e mais leveza também. Tivemos a oportunidade de pilotar as motos e neste relato você confere nossas primeiras impressões

Fotos: Caio Mattos

Já estamos na metade do ano e inegavelmente os fabricantes de motos estão se mexendo para apresentar as novidades para o line-up 2023. No caso da Honda, fomos convidados pela marca para conhecer com exclusividade a CB 500F e a CB 500X. Para isso, nos dirigimos até o Centro Educacional de Indaiatuba e tivemos uma verdadeira aula sobre as alterações que as máquinas receberam, além de, é claro, pilotarmos também. Em resumo, as motocicletas tiveram uma melhora significativa nos freios e suspensões, e ainda ficaram mais leves.

As duas versões estão disponíveis nas concessionárias desde maio nas cores prata metálico, preto fosco e vermelho. A Honda CB 500F tem preço sugerido de R$ 39.100, enquanto a CB 500X custa R$ 41.600, considerando o valor base para o DF. A garantia de três anos sem limite de quilometragem está inserida na aquisição.

As duas motos ganharam suspensões dianteiras invertidas e separadas da Showa do tipo SFF-BP USD com 41 mm de diâmetro. Vale destacar que essas e outras melhorias tiveram inspiração na linha 650. O amortecimento hidráulico em uma bengala e de mola na outra foram adotadas para otimizar a reação do sistema às imperfeições do solo, o que, segundo a Honda, favorece a pilotagem.

Atributos premium para a Honda CB 500F e CB 500X

Tanto a Honda CB 500F quanto a CB 500X tiveram alterações nas rodas, que ganharam em leveza. Na versão naked elas têm 17 polegadas, cinco raios, formato de Y e são calçadas com pneus nas medidas 120/70 na frente e 160/60 atrás. Já na crossover, o aro da frente recebeu raios mais estreitos para comportar os novos discos de freio. As medidas foram preservadas, assim como os pneus de uso misto que medem 110/80-R19 na dianteira e 160/60-R17 atrás.

Continuando a explorar seus atributos, a linha 2023 segue com iluminação full LED, mas o farol dianteiro de ambas as máquinas foi revisto para oferecer um facho de luz com uma distribuição mais equilibrada.

As motos continuam com freios ABS de série e painel de instrumentos digital com iluminação de alto contraste. A CB 500F ganhou um novo para-lama dianteiro, mais uma inspiração vinda da Honda CB 650R, e a CB 500X teve o radiador redesenhado, agora mais leve e que se une harmonicamente ao banco, laterais e rabeta.

Um ponto importante é a parte traseira das motocicletas. O sistema permanece com o mesmo conjunto único de amortecedor com cinco níveis de regulagem na carga da mola, porém ganhou um novo ajuste para trabalhar melhor com a nova suspensão dianteira. A balança foi redesenhada e agora possui travessa de reforço transversal, ficando mais leve e resistente à torção, favorecendo também na maneabilidade.

Rodando

Podemos sentir na prática esses benefícios durante o teste ride que a marca japonesa nos proporcionou. As duas máquinas são confortáveis e muito divertidas de se pilotar. Com a naked, foi possível explorar uma pilotagem um pouco mais ousada, fazendo curvas imponentes e mudanças de direção mais bruscas para sentir sua capacidade de fato. E a CB 500F se saiu muito bem!

Em relação à Honda CB 500X, o que mais nos chamou a atenção foi a posição de condução, que possibilita uma ótima visibilidade e em conjunto com seu kit citado até aqui, certamente permite viagens longas bastante agradáveis. No off-road, a moto se comportou como esperávamos, ou seja, enfrentou bem as condições de pedra, lama e tudo que um bom fora de estrada sugere.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Para brecar essas belezinhas, temos que citar as modificações nos freios. A linha CB 500 conta com um par de discos dianteiros do tipo Wave de 296 mm de diâmetro, que substitui o único disco simples de 310 mm utilizado na geração anterior. Mordidos por pinças de quatro pistões cada, na CB 500F a fixação é radial, sendo do tipo axial na CB 500X. Na traseira o conjunto foi preservado, portanto, freio com disco único de 240 mm nas duas motocicletas.

Nossas primeiras impressões foram apresentadas aqui, mas como tivemos um período curto de tempo e espaço com as novas CB 500F e CB 500X, futuramente realizaremos uma avaliação mais criteriosa com elas. Por enquanto, fica o gostinho de quero mais!

  • Honda CB500F 2023

Conteúdo Recomendado

Comentários