Card image
Testes
Nas curvas com a KTM 1290 Super Duke

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 21/09/2015
  • Por: admin

<p><img alt="A diversão é garantida com a KTM 1290 Super Duke" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm_1290_super_duke3_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Quando você recebe as primeiras informações técnicas sobre a KTM 1290 Super Duke, logo pensa: deve ser pesada. Só deve andar para frente. Não deve ser fácil de pilotar. Porém, pilote primeiro, depois tire as conclusões! Depois da primeira acelerada até o limite das rotações do motor, mesmo o piloto mais desconfiado do planeta vai arregalar os olhos e agradecer aos deuses da velocidade por estar passando por essa experiência. Ela é surpreendente em todos os sentidos. Desde a estética até as qualidades ciclísticas ela esbanja esportividade e eficiência.</p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Você pode escolher a preta, mas esta laranja com subchassi branco é maravilhosa. O motorzão em V a 75°, de exatos 1 301 cm³, quase não dá para ver, pois o quadro tipo treliça tubular de aço e as grandes aletas laterais do radiador tratam de escondê-lo. Aquelas duas ponteiras de escape com saídas embaixo do banco, da versão 990, deram lugar a apenas uma, do lado direito, mas, em compensação, agora a balança da suspensão traseira é monobraço, e a linda roda fica totalmente exposta do lado direito.</span></p>

<p><img alt="O disign condiz com o comportamento nervoso da Super Duke" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm_1290_super_duke_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Chamam atenção a lanterna traseira totalmente escondida embaixo do banco e o farol pontudo, que também tem efeito aerodinâmico. O painel deixou de ser protegido atrás de uma pequena carenagem e agora está totalmente aparente, em cima do guidão. Agora há um grande espaço entre o farol e o painel, um vão esquisito, mas que não atrapalha em nada o desempenho. Todavia, essa reforma estética, mostra muito valor quando nos posicionamos em cima da moto. O guidão está mais alto, o banco, mais baixo, e nossas pernas ficam bem encaixadas, resultando em uma posição de pilotagem neutra e bem confortável.</p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Muito diferente do que poderíamos imaginar em uma moto de 180 cv. O motor V2, batizado pela marca de LC8, nasceu lá atrás, ainda com 950 cm³, nas primeiras trail Adventure carburadas, porém com muita evolução, principalmente no trabalho dos pistões, cilindros e cabeçote, está hoje com 1 301 cm³. A nova Super Adventure também compartilha o mesmo volume dos cilindros, mas ela tem menos potência.</span></p>

<p><img alt="De fácil leitura e bonito, o painel da Super Duke mostra os inúmeros recursos que o modelo oferece" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm_1290_super_duke6_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Nem a superesportiva RC8 R, que tem 1190 cm³ conta com pistões tão grandes. Ainda bem que o pacote eletrônico que vem de série, se encarrega de facilitar a vida dos menos experientes. A 1290 Super Duke R, vem com três mapas de injeção eletrônica, Sport, Street e Rain, controle de tração, que também serve como antiwheelie, já que trabalha de acordo com as velocidades das rodas e ABS de dois níveis. O controle de tração não possui níveis diferentes, mas pode ser desabilitado, e o ABS, além de poder ser desativado também, conta com a opção Super Moto, que impossibilita o travamento somente da roda dianteira. Demais!</p>

<p><img alt="São 180 cv disponíveis para a mais pura diversão!" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm_1290_super_duke5_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>É chato programar tudo isso. Um grande punho de luz, do lado esquerdo, conta com vários botões de set up, não requer manual mas leva tempo para nos encontrarmos e recomendamos que qualquer opção seja feita com a moto parada. O display quadrado do lado esquerdo informa até temperatura ambiente, seja em Celsius ou Fahrenheit. E como toda KTM, ela não possui faixa vermelha do conta-giros, uma luz vermelha nos recomenda o momento certo de trocar de marcha. Esta unidade cedida pela KTM Brasil estava equipada com ponteira de escape Akrapovic, trava na pinça de freio, capa tipo monoposto e lixas no tanque, onde ficam os joelhos, tudo original da marca que será comercializado como acessórios.</p>

<p><img alt="As suspensões são de primeira, da marca WP" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm_1290_super_duke8_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Hora do show – Basta de admirar, chegou a hora de acelerar. Temos que chamar atenção para o miolo de contato pobrezinho, não condiz com o de uma moto que custará mais de 70 mil reais. Porém, depois de alguns quilômetros, pouco importa a chave mixuruca. O coice obviamente é assustador, mas impressiona como podemos conduzi-la em baixa velocidade sem o menor problema. Uma marcha serve para tudo na cidade.</p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">No trânsito, você jamais precisará de mais do que a terceira. Ela pode até sair do semáforo em terceira marcha, e, no nosso dinamômetro, a terceira foi até 160 km/h. Aliás, a curva de potência deste motor é tão impressionante quanto acelerar o brinquedo. Ela marcou 155 cv de potência máxima na roda e 13,3 kgf.m de torque a somente 8 000 rpm. São quase 10 kg de torque a míseros 4 000 giros. No entanto, a Super Duke, além de ser um belo míssil, é muito fácil de ser pilotada. As pernas ficam bem encaixadas no tanque, os braços relaxados, e as suspensões bem calibradas junto aos freios supereficientes não assustam nunca.</span></p>

<p><img alt="Arrojo também na traseira, que é minimalista e com lanterna em LED" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm_1290_super_duke7_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Tudo nesta KTM é da melhor qualidade, principalmente os componentes ciclísticos, como as pinças dianteiras Brembo M50, as suspensões WP multirreguláveis e o ABS Bosch de última geração. E ela ainda tem uma resposta do acelerador impressionante, muito imediata, o piloto sempre tem a exata precisão da potência que está chegando ao solo. Diferentemente das superesportivas “tetra”, é a força ou a “pegada” em baixos regimes que faz a diferença. E, ao contrário das versões anteriores, agora ela está mais estável em alta velocidade, e a traseira não quica quando “alicatamos” com vontade o freio dianteiro.</p>

<p><img alt="Seja qual for a situação, o que não falta ao modelo é potência na frenagem" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm_1290_super_duke1_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>A embreagem antiblocante trabalhando junto com o ABS permite freadas superestáveis, com total controle. Se existe um ponto que poderia ser melhorado na Super Duke é o câmbio. Além <span style="line-height: 1.6em;">do pedal ser curto na parte que encosta em nossos pés, o acionamento também não é dos mais suaves, apesar de ser um mero detalhe dentre tantas qualidades.<br />
Como nem tudo é perfeito, o preçó é o maior "defeito" da Super Duke R. Para ter uma canhão como esse na garagem de casa, é preciso desenbolsar 79 mil Reais.</span></p>

<p><img alt=" " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/conclusao1_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><img alt=" " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ficha_tecnica_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><img alt=" " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/dina3_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><img alt=" " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/nossa_conclusao_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários