Card image
Testes
Honda X-ADV 2022, o scooter poderoso para o ambiente urbano

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 18/12/2021
  • Atualizado: 20/12/2021 às 11:35
  • Por: Guilheme Derrico

O fim do ano está batendo à nossa porta, mas nem por isso paramos de trabalhar! Nesse sentido, tivemos a oportunidade de testar o novo Honda X-ADV 2022, scooter que reina soberano neste segmento que podemos chamar de “novo”. Sim, novo, pois desde que a motocicleta apareceu aqui no Brasil pela primeira vez, isso em meados de 2017, durante o Salão Duas Rodas da época, nenhuma outra marca se aventurou a criar outro scooter para bater de frente com este Honda.

Fizemos um teste completo com a máquina em 2020, e podemos afirmar que nada foi modificado nesta versão. Ou seja, o scooter ainda conta com seu motor de 745 cm³ e dois cilindros paralelos, com 8 válvulas, 4 tempos e refrigeração líquida, que gera 54,8 cv de potência máxima, bem como os mesmos 6,9 kgf.m de torque máximo.

Logo que nos acomodamos na moto, já sentimos que ela é imponente e tem posições interessantes, para não chamarmos de diferente. A altura do banco é de 820 mm, nada de extravagante, porém, em conjunto com as outras dimensões, como a largura do banco, pode ser um pouco desconfortável para condutores mais baixos. A relação Comprimento x Largura x Altura é de 2.260 x 910 x 1.381 mm, com distância entre-eixos de 1.592 mm.

Seu câmbio é automatizado e tem sistema DCT (Dual Clutch Transmission), de dupla embreagem, o que contribui com mudanças de marchas rápidas e bem precisas. O novo Honda X-ADV mantém o controle de tração de dois níveis, com a opção de ser desativado pelo piloto.

Honda X-ADV 2022 em ação

O scooter Honda dispõe do sistema keyless, que ajuda muito na praticidade. Como já vem sendo utilizado em algumas motocicletas aqui no país, este recurso permite mantermos a chave no bolso e ligar a máquina apenas com a aproximação, utilizando, é claro, o botão de ignição. E como todo scooter, a autonomia é um dos destaques, com os 13 litros de gasolina que o tanque comporta é possível rodar mais de 300 quilômetros com o Honda X-ADV. São três modos de pilotagem, Drive, o Sport com mudanças automáticas ou manual, através dos botões do punho esquerdo.

Outra característica do X-ADV é a facilidade na pilotagem. Ela se dá muito bem no uso urbano, permite manobras rápidas e não precisa de muito espaço para as manobras, perfeita para encarar o trânsito caótico das grandes cidades, como a de São Paulo, por exemplo, local onde realizamos este teste.

Na dianteira as bengalas são invertidas, com 41 mm de diâmetro e curso de 153 mm, atrás o monoamortecedor tem de 150 mm e ajuste de pré-carga. Na dianteira pode-se ajustar também o retorno hidráulico. As rodas são raiadas, sendo de 17 polegadas na dianteira e de 15 atrás. Os faróis são totalmente em LED, e o scooter pesa 228 kg em ordem de marcha.

As suspensões do X-ADV têm boa capacidade de absorção e transmitem bastante segurança na pilotagem, apesar da aparente rigidez. Na cidade ele é competente e se você quiser ele ainda é capaz de levá-lo com bastante desenvoltura por estradas de terra.

Nele também há um computador de bordo com informações como hodômetro total e parcial, indicador de marcha e temperatura do ar. Relógio, calendário e tacômetro completam os dados oferecidos ao condutor. Uma tomada 12 volts está entre os itens tecnológicos.

Freios e preço

O sistema de freio tem dois discos de 296 mm e pinças radiais de quatro pistões na dianteira, com ABS que funciona bem no asfalto e na terra. Os freios são potentes e tem bom tato e progressividade no acionamento, e o ABS é bem equilibrado também sobre a terra. O Honda X-ADV 2022 tem preço sugerido de R$ 71.487, mais o frete. Ela sai de fábrica com 3 anos, com o sistema Honda Assistance incluso.

Conclusão

Posso afirmar que sai bastante satisfeito depois de ter feito o teste com o novo Honda X-ADV. O scooter se destacou pela sua agilidade no congestionamento, com boa autonomia e itens tecnológicos que ajudam na pilotagem. O porte deste scooter vai exigir costume dos menos experientes, não só pela largura, na hora de apoiar os pés no chão, principalmente em pisos escorregadios, mas também por conta do câmbio e seu temperamento em cada modo de pilotagem. Sobre o design tenho que dizer que sou suspeito porque gosto muito, mas posso afirmar que o público em geral também fica impressionado. Por todos os lugares que passei com ele, a grande maioria das pessoas apreciavam com atenção o X-ADV 2022.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Conteúdo Recomendado

Comentários