Card image
Testes
Honda SH 300i mira mercado do Dafra Citycom

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 27/04/2016
  • Por: admin

<p>Finalmente, a Honda Brasil aposta no potencial da categoria scooter e coloca no mercado um rival direto do <strong>Dafra Citycom</strong>. Seja bem-vindo, <strong>SH 300i</strong>.</p>

<p><img alt="Honda SH 300i, novidade importante para a categoria scooter" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/honda.sh_.300i_.scooter_.motociclismo_.2016_.foto_.renato_.duraes_.2__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>Não lembro quando foi a primeira vez em que ouvi sobre as qualidades de um scooter. Na verdade, quando meu avô dizia que a sua Vespa 1963 (aquela que tinha um estepe exatamente no vão entre o guidão e o assento) era muito mais versátil que a pesada Indian, do seu amigo rico, desde então eu já entendia o porquê de um assoalho plano.</p>

<p>Oferece proteção para os pés, mas também não destrói os sapatos e até protege de chuvas leves, ou seja, assoalho plano não é novidade e já faz tempo que Vespas e posteriormente scooters se tornaram uma espécie de salvação para deslocamentos em grandes centros urbanos. Quem já foi para Roma sabe muito bem o que estou querendo dizer.</p>

<p><img alt="O assoalho é plano, mas não há muito espaço" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/honda.sh_.300i_.scooter_.motociclismo_.2016_.foto_.renato_.duraes_.4__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>A Honda não lançou scooters no Brasil com a mesma velocidade que fez na Europa. A sigla SH (Super Handling) para scooters da marca vem desde a década de 1990 e os modelos de 125 e 150 cm³ vêm sendo, durante um bom tempo, os scooters mais vendido da marca em muitos mercados europeus. Por que não veio antes para o Brasil? Melhor perguntar para a Biz e para a CG.</p>

<p>Todavia, finalmente — independente ou não do sucesso do <strong>Dafra Citycom</strong> — os resultados apresentados pelo <strong>Lead</strong> e pelo <strong>PCX</strong> fizeram a Honda Brasil abrir os olhos em relação a scooters, e agora a marca também disponibiliza o belo <strong>SH 300i</strong>. Scooters já representam 3% do mercado nacional de duas rodas e a Honda o lidera com 80% desse mercado. </p>

<p><img alt="Lanterna traseira em LED e ótimo bagageiro" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/honda.sh_.300i_.scooter_.motociclismo_.2016_.foto_.renato_.duraes_.9__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>Mirando quem quer dar o próximo passo depois do PCX ou aquele executivo que não quer usar seu carro todos os dias, o <strong>SH 300i</strong> é o produto com apelo luxuoso, que chega para suprir essas necessidades. Traz todas as qualidades que um "vero" scooter deve ter, mas com detalhes luxuosos, como cromados à vontade e muitos LEDs fazendo parte do design.</p>

<p>O luxo já começa pela chave. Não é uma chave comum, trata-se um transponder, que deve estar com o piloto para que o botão fixo, instalado no lugar tradicional da ignição, possa ser acionado. Com o transponder no bolso (ou na meia), basta posicionar o botão nas posições <strong>Start</strong>, <strong>Off</strong> ou <strong>Seat</strong> e tudo funciona. Esse “chaveiro” também tem botão e serve para acionar os piscas a longa distância, caso você não saiba exatamente onde estacionou.</p>

<p><img alt="Sensor de aproximação é tudo que se precisa para acionar o SH 300i" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/honda.sh_.300i_.scooter_.motociclismo_.2016_.foto_.honda_.5__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>A Honda gosta de apresentar o assoalho plano como um grande diferencial do <strong>SH 300i</strong>, mas, na prática, sinceramente, esse assoalho apenas serviu para que a distância entre eixos fosse reduzida, pois, para os pilotos que calçam 43 ou mais, esse espaço não serve para muita coisa.</p>

<p><img alt="Porta-luvas do SH 300i" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/honda.sh_.300i_.scooter_.motociclismo_.2016_.foto_.renato_.duraes_.10__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>Há um gancho entre as pernas para prender sacolas, mas deve ser uma sacola muito pequena, não cabe muita coisa ali. Bom mesmo é constatar que as rodas são grandes, de 16 polegadas, e mesmo assim cabe um capacete integral embaixo do banco, com direito a uma útil entrada USB. No porta-luvas localizado do lado esquerdo mal cabe uma carteira.</p>

<p>Apenas uma versão estará disponível e você pode escolher entre branco fosco ou cinza metálico e todas virão com ABS e a enorme bolha para-brisa.</p>

<p><img alt="Além do branco, a Honda também oferece o SH na cor cinza metálico" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/honda.sh_.300i_.scooter_.motociclismo_.2016_.foto_.renato_.duraes_.5__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p><strong>NA CIDADE</strong><br />
Impossível não reclamar da bolha. Ela faz todo o sentido no inverno europeu, mas no Brasil ela mais atrapalha do que ajuda. Não ventila nada e, na chuva, fica impossível enxergar, pois os milhares de gotas persistem em não se mover. </p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Remover a bolha poderia ser uma solução simples, mas não é. Duas hastes saem de cima do painel e se estendem até a metade dela. Muitos cortarão a bolha na metade, temos certeza disso. Problemas à parte, o motor é uma delícia e a dirigibilidade geral, muito fácil e eficiente, tanto no trânsito como na estrada. </span></p>

<p><img alt="Posição de pilotagem é confortável, mas posição da bolha incomoda" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/honda.sh_.300i_.scooter_.motociclismo_.2016_.foto_.renato_.duraes_.3__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>O quadro de aço é do tipo monobloco underbone (assoalho plano). Ele oferece um ângulo de cáster de 27°30´, com trail de 98 mm, que não é tão fechado para permitir <strong>estabilidade em altas velocidades,</strong> mas mesmo assim <strong>o SH oferece uma agilidade surpreendente</strong>. Equipado com um monocilíndrico OHC, 4 válvulas, de 279,1 cm³ com arrefecimento líquido, esse motor rendeu no nosso dinamômetro 19,49 cv a 8 000 rpm com pico de torque em 2,74 kgf.m a 4 000 rpm — a Honda declara 24,9 cv a 7 500 rpm com 2,59 kgf.m de torque a 5 000 rpm.</p>

<p>Nós o levamos o para a estrada e a velocidade máxima real foi de 133 km/h, mas o painel marcou 150 km/h. Seria melhor ainda se não tivesse a imensa bolha. Contudo, o melhor do SH 300i é a sua largura máxima de 728 mm. <strong>Ele passa com facilidade no mesmo espaço em que passa uma CG 125 Fan, esteja você com acompanhante ou não</strong>, mas, para que isso seja possível, a altura do banco não é das mais baixas, ou seja, o SH 300i é magro, mas é alto.</p>

<p><img alt="Amortecedores traseiros têm regulagem de compressão da mola" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/honda.sh_.300i_.scooter_.motociclismo_.2016_.foto_.renato_.duraes_.8__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>Com 805 mm distante do solo e bastante espuma também na largura, pilotos mais baixos terão certo problema para colocar os dois pés no chão ao mesmo tempo. <strong>As rodas de 16” e as suspensões bem calibradas garantem ótimo conforto</strong>. Os amortecedores traseiros podem ser regulados na compressão da mola e são de longe muito melhores que o do <strong>PCX</strong>, por exemplo. O painel tem fácil visualização, traz velocímetro, marcador de combustível e temperatura analógicos e um display digital informa consumo instantâneo, consumo médio e hodômetros.</p>

<p>Nossa medição de consumo dentro da cidade foi de  25,0 km/l quando o painel indicava 26,7 km/l. Tudo excelente, menos o <strong>preço de R$ 23 590 </strong>— sem frete e sem seguro. Caro demais.</p>

<p><img alt="O SH 300i tem painel completo, com ótima visualização" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/honda.sh_.300i_.scooter_.motociclismo_.2016_.foto_.honda_.6__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p><strong>CONCLUSÃO</strong><br />
<span style="line-height: 1.6em;">O SH 300i é um scooter bonito e eficiente. </span><strong style="line-height: 1.6em;">Está um passo à frente da concorrência quanto às questões tecnológicas, mas não era para custar tanto</strong><span style="line-height: 1.6em;">. Tentar convencer um executivo a deixar seu Accord na garagem para investir os R$ 23 590 sugeridos pela Honda parece fácil, mas acreditar que um usuário de PCX 150 vai subir de categoria é pretensão demais, afinal de contas, é preciso colocar o valor de mais um PCX em cima. Isso não é um pulo, mas um salto gigantesco. Porém, além de um produto bonito e eficaz, outra arma a favor da Honda é um mercado sem muitas opções. Veremos o que vai acontecer!<br />
<br />
<span style="color:#FF0000;"><strong>Assista a vídeo oficial da Honda:</strong></span></span><iframe allowfullscreen="" frameborder="0" height="349" src="https://www.youtube.com/embed/ZggH5wPFTxM?showinfo=0" width="620"></iframe><span style="line-height: 1.6em;"> </span></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários