Card image
Testes
Harley-Davidson XL 1200CB: muito além da aparência

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 31/07/2015
  • Por: admin

<p>O que esperar de uma moto custom? Conforto na posição de pilotagem? Estilo? Motor com torque abundante em baixa rotação? E o que esperar de uma custom da Harley-Davidson? Além de incontáveis possibilidades de customização, some a tudo isso uma personalidade ímpar lastreada pela longa história da marca americana. Em 2015, a Harley-Davidson completa 112 anos, e o que conquistou nesse período vai além até das motos fabricadas: “Harley” se tornou um estilo de vida, algo parecido com uma religião.</p>

<p><img alt="Harley-Davidson XL 1200CB" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/harley_davidson_custom_xl_1200_cb_motociclismo_11_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Vamos começar explicando a origem desse modelo avaliado. Foram criadas duas versões customizadas do modelo Sportster 1200 Custom: a XL 1200CA, mais ágil e urbana, e a XL 1200CB, mais “estradeira”, mas que se comporta bem também na cidade. Entre CA e CB, as diferenças são o guidão, as rodas e a pintura. A de estilo mais agressivo e protagonista desta avaliação é a XL 1200CB. </p>

<p>Equipada com guidão Mini Ape e a pintura em preto fosco, deixando poucos detalhes com o tradicional cromado, marca indelével das custom. As rodas são raiadas com aros pretos e estão calçadas em bons pneus Michelin sem câmara. Um detalhe interessante é o bico para calibrar a pressão posicionado a 90°, facilitando a vida do seu usuário nos calibradores dos postos de combustível.</p>

<p><img alt="Como é comum em motos da marca, a personalidade forte da XL 1200CB torna o ir e vir mais divertido" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/harley_davidson_custom_xl_1200_cb_motociclismo_7_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>A posição de pilotagem é agradável e mesmo com o guidão alto, que em um primeiro momento pode parecer mais estético do que funcional, mostrou-se confortável sem sacrificar em absoluto a agilidade da motocicleta. O assento do piloto também agrada pelas boas dimensões e os comandos são acessíveis. A adaptação ao padrão da marca para acionamento dos piscas é rápida e, ergonomicamente, o único botão que poderia estar mais bem posicionado é o seletor de farol alto/baixo. Um lampejador também seria bem-vindo.</p>

<p>Os espelhos, pequenos e cromados, impressionam pela eficiência. Restrito a um grande velocímetro analógico, o painel está perfeitamente integrado ao estilo da moto. Até o modelo 2014, não tinha conta-giros, nem indicador de combustível (apenas luz indicadora de reserva), que poderia incomodar quem está acostumado com muitas informações disponíveis e foi implementado no modelo 2015. Usando a moto, percebe-se que a proposta do modelo é que o piloto não se preocupe com nada, apenas curta o passeio. No pequeno display digital pode-se escolher visualizar hodômetro total, dois parciais ou relógio.</p>

<p><img alt="O painel da XL 1200CB é bem simples e funcional, com informações selecionáveis no display" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/harley_davidson_custom_xl_1200_cb_motociclismo_13_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>O assento do passageiro é outro item que surpreende,  já que, apesar das pequenas dimensões, ele é bem confortável. A falta de alças de apoio ou um encosto — o famoso “sissy bar”, facilmente adquirido em uma concessionária da marca — gera um pouco de insegurança. Se estiver em casal, é uma boa desculpa para grudar no parceiro que está no comando.</p>

<p>Rodando a até 120 km/h a moto é exatamente o que se propõe: é gostosa de ser pilotada, segura e mantém o conforto. Acima disso, além de estarmos sujeitos a uma bela multa, a XL 1200 começa a “reclamar” um pouco, muito mais por questões aerodinâmicas do que propriamente mecânicas ou de ciclística. Com dimensões compactas e um guidão que não é excessivamente largo, esta XL mostrou um comportamento surpreendente na cidade.</p>

<p>Evidentemente estamos falando de uma custom de 1 202 cm³ que jamais terá a agilidade de uma city, mas, no geral ela pode ser tua companhia diária em trajetos urbanos sem dor de cabeça. A suspensão dianteira trabalha bem, mas a lamentável condição de nosso “asfalto” exige demais do duplo amortecedor na traseira, que não consegue absorver todas as irregularidades e chega ao final do curso facilmente. Não se esqueça de ajustar a pré-carga das molas, para melhorar a ação deles.</p>

<p><img alt="Nas curvas, evite inclinar bruscamente a moto, pois o limite físico chega logo, nas pedaleiras " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/harley_davidson_custom_xl_1200_cb_motociclismo_1_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Nas curvas mais fechadas e rotatórias, é comum raspar as pedaleiras, mas nada que possa ser considerado um defeito, já que isso é comum nesse tipo de motocicleta e há concorrentes muito piores nesse sentido. Os freios, que não contavam com a segurança do ABS até o modelo 2014, têm bom tato, e os modernos pneus que equipam a CB mostraram ótima aderência, mesmo em piso molhado.</p>

<p>O motor bicilíndrico em V desta custom é o tradicional Evolution, com 1 202 cm³,que foi concebido com base nos lendários motores Shovelhead e Ironhead. O bom, para quem não é fã incondicional da marca, é que, mesmo não sendo uma seda (e a intenção é de que não seja mesmo), a vibração do V2 não chega a incomodar, o que garante mais conforto quando se precisa encarar o trânsito nas cidades.</p>

<p>Ainda que seja fácil de ser “domada” pelo piloto, o desempenho é vigoroso e a subida de giros é muito linear, com muito torque em baixas rotações. O câmbio é de apenas 5 velocidades, mas, no caso deste modelo, o ótimo escalonamento não faz o piloto lamentar a ausência da sexta velocidade.</p>

<p><img alt="Correia para transmitir a força do motor" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/harley_davidson_custom_xl_1200_cb_motociclismo_2_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>O consumo poderia ser melhor, já que com 15 km/litro obtidos de média no teste a autonomia fica limitada a 255 quilômetros. A XL 1200CB contava com chave de ignição até o modelo 2014. A partir de 2015, o modelo ganhou a partida sem chave, com alarme de presença incorporado. Basta se afastar da moto que o alarme está ativado. </p>

<p><img alt="O visual é batizado pela marca de &quot;Dark Custom&quot; e visa atrair um público mais jovem" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/harley_davidson_custom_xl_1200_cb_motociclismo_6_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><img alt="Gráfico extraído no dinamômetro do Centro Técnico da MOTOCICLISMO" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/harley_davidson_custom_xl_1200_cb_motociclismo_12_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>O grande bicilíndrico em V tem curva de potência bem linear e o torque abundante aparece antes de 4 000 rpm. Desempenho sem esportividade, mas nem por isso a XL 1200CB deixa de ser divertida. No dinamômetro encontramos potência máxima de 53,3 cv a 5 780 rpm e torque de 7,7 kgf.m a 3 570 rpm.</p>

<p>Levantamos o custo de algumas peças, confira abaixo:</p>

<p>Filtro de ar: <span style="line-height: 1.6em;">R$ 153,21</span><br />
<span style="line-height: 1.6em;">Pastilha de freio dianteiro: </span><span style="line-height: 1.6em;">R$ 442,17</span><br />
<span style="line-height: 1.6em;">Manete de freio: </span><span style="line-height: 1.6em;">R$ 210,48</span><br />
<span style="line-height: 1.6em;">Filtro de óleo: </span><span style="line-height: 1.6em;">R$ 43,95</span><br />
<span style="line-height: 1.6em;">Retorvisor direito: </span><span style="line-height: 1.6em;">R$ 155,05</span><br />
<span style="line-height: 1.6em;">Pisca dianteiro direito: </span><span style="line-height: 1.6em;">R$ 303,01</span></p>

<p>A XL 1200CB custa R$ 39 900 e agrada pelo visual, mas impressiona pela funcionalidade, principalmente na cidade. Se ficou interessado na moto, procure uma concessionária da marca, e faça um test-ride, imprescindível — depois de ler este teste — para fazer uma compra consciente.</p>

<p>Leia também!</p>

<p><u><strong><span style="color:#0000FF;">Teste: </span><a href="http://carroonline.terra.com.br/motociclismoonline/testes/testes-testes/low-rider-high-profile"><span style="color:#0000FF;">Harley-Davidson Low Rider</span></a></strong></u></p>

<p><a href="http://carroonline.terra.com.br/motociclismoonline/testes/testes-testes/teste-harley-davidson-ultra-limited"><span style="color:#0000FF;"><strong>Teste: Harley-Davidson Ultra Limited</strong></span></a></p>

<p><a href="http://carroonline.terra.com.br/motociclismoonline/testes/testes-testes/basica-e-estilosa"><span style="color:#0000FF;"><strong>Teste: Harley-Davidson Street Bob</strong></span></a></p>

<p><a href="http://carroonline.terra.com.br/motociclismoonline/testes/testes-testes/custom-do-seculo-21"><span style="color:#0000FF;"><strong>Teste: Harley-Davidson Breakout </strong></span></a></p>

<p><a href="http://carroonline.terra.com.br/motociclismoonline/testes/testes-testes/teste-harley-davidson-forty-eight"><span style="color:#0000FF;"><strong>Teste: Harley-Davidson Forty-Eight</strong></span></a></p>

<p><a href="http://carroonline.terra.com.br/motociclismoonline/testes/testes-testes/night-rod-special"><span style="color:#0000FF;"><strong>Teste: Harley-Davidson Night Rod Special</strong></span></a></p>

<p><a href="http://carroonline.terra.com.br/motociclismoonline/testes/apresentacoes/apresentacao-harley-davidson-livewire"><span style="color:#0000FF;"><strong>Apresentação: Harley-Davidson LiveWire</strong></span></a></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários