Card image
Testes
BMW G 310 GS: pequena aventureira com alma de big trail

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 16/12/2020
  • Por: Alexandre Nogueira

A BMW G 310 GS é uma aposta ousada da marca alemã, concebida predominantemente para atender aos mercados emergentes, e chega para incendiar o segmento premium das motos aventureiras de baixa cilindrada.

E a BMW G 310 GS deve ser levada a sério porque os engenheiros alemães tinham uma ideia muito clara do que queriam, e o fizeram, construindo uma moto para honrar a sigla “GS” e com ótimas virtudes para encarar qualquer desafio.

BMW G 310 GS: versão azul (Divlgação)

Veja também:
Triumph Street Scrambler surpreende no fora de estrada
BMW e Harley-Davidson têm condições especiais em dezembro
Vote no Concurso Moto de Ouro e concorra a uma scooter Voltz EV1

Assim como as irmãs maiores, a BMW G 310 GS tem muito poder para ir longe, mas é preciso ser honesto e modesto em relação às distâncias a percorrer para aproveitar melhor a experiência que a motocicleta tem para oferecer. Afinal é uma BMW, e com o DNA da linha GS o compromisso fica ainda maior. A G 310 GS inaugura um novo segmento de atuação da marca alemã, o das motos premium aventureiras de baixa cilindrada, que está em franco crescimento por todo o mundo, bem como a irmã G 310 R, a naked premium da qual a GS é derivada.

BMW G 310 GS: pequena aventureira de corpo e alma (Divulgação)

A pequena BMW G 310 GS agrada pelo design, traz avançadas soluções tecnológicas no motor e uma ótima posição de pilotagem. As rodas de liga e o bico dianteiro parecem desajeitar o conjunto, mas o resultado final é bem legal e de acordo com a proposta fun adventure.

BMW G 310 GS: conjunto proporciona tocada excitante (Divulgação)

O motor monocilindro é o grande destaque do modelo, com cabeçote invertido e o coletor de escapamento saindo pela parte traseira e a alimentação entrando pela parte dianteira, para otimizar o fluxo de admissão. A pequena usina de exatas 313 cilindradas entrega 34 cavalos a 9.500 rpm, muito bem aproveitados pelo câmbio de seis marchas. Girar o acelerador até o final é uma surpresa muito agradável, então, o monocilíndrico entrega 2,85 kgf.m de torque máximo nas 7.500 rpm, por isso a diversão está garantida com as fortes e rápidas arrancadas nas primeiras marchas.

BMW G 310 GS: porta de entrada para o universo GS (Divulgação)

O funcionamento do motor não é tão suave e tem um pouco de vibrações, mas a entrega de torque é bem vigorosa, principalmente nas médias rotações. Nos testes de arrancada que simulei, a G 310 GS acelerou de 0 a 100 km/h em sete segundos, e a velocidade final cravou em 159 km/h.

BMW G 310 GS: muito divertida para o dia a dia (Divulgação)

Pilotar a BMW G 310 GS é uma verdadeira surpresa porque imediatamente ela parece maior do que nas fotos, mas a posição de pilotagem é bem natural e relaxada, apesar do guidão baixo dificultar um pouco as coisas na hora de pilotar em pé nas pedaleiras para percorrer um trecho de terra. Abastecida, a G 310 GS pesa 169,5 kg, seis quilos a menos que a Kawasaki Versys X 300, por exemplo.

BMW G 310 GS: excelente performance no asfalto (Divulgação)

O chassi de treliça em tubos de aço agrega suspensões bem macias, com 180 mm de curso muito eficientes e de funcionamento bem progressivo para entregar suavidade nos trechos esburacados. A balança traseira em alumínio tem um monoamortecedor regulável na pré-carga da mola ligado diretamente, sem links. Os ótimos pneus Metzeler Tourance casam perfeitamente com a suspensão e asseguram um ótimo grip para proporcionar um passeio divertido tanto no asfalto como fora dele. A roda traseira tem aro de dezessete polegadas.

A suspensão dianteira invertida já vem com o suporte que obriga a instalação de uma pinça de freio radial de quatro pistões casada com um disco de 300 mm, instalado numa roda com aro de dezenove polegadas para enfrentar melhor a buraqueira do fora de estrada. A ergonomia é bem acertada, mesmo com o largo guidão mais baixo que o normal para uma aventureira, o banco é amplo e confortável e tornam a valente G 310 GS muito gostosa e prazerosa de pilotar, apesar da aspereza do motor que está sempre girando alto.

BMW G 310 GS: guidão muito baixo para o off road (Divulgação)

Esta pequena trail premium é esperta e fácil de colocá-la onde você quer, o pequeno tanque de onze litros ajuda no encaixe das pernas e permite um assento mais estreito que facilita a vida para apoiar os dois pés no chão. Um pecado uma motocicleta premium não vir equipada com manetes de embreagem e freio reguláveis na altura. O painel totalmente digital é bem pensado e traz tudo que você precisa para o passeio, com indicador de marchas e indicador de consumo médio e instantâneo. Nas correrias do dia a dia com a BMW G 310 GS, as médias de consumo ficaram em 30 km/l, respeitando os radares da cidade e mantendo 100 km/h constantes nas rodovias. Nas pequenas escapadas nas estradas de terra fiquei impressionado com a facilidade do manuseio e as respostas sempre atentas do motor. Você pilota confiante, o conjunto é leve e permite escorregadas com muito controle, e a progressividade das suspensões reagiu muito bem em alguns saltos mais ousados.

BMW G 310 GS: painel digital com indicador de marchas (Divulgação)

Realmente eu fiquei muito impressionado com a BMW G 310 GS. A única questão que ainda não podemos mensurar é a durabilidade, por ser um projeto novo vai ser interessante descobrir o que o mercado vai responder a seu respeito. Gostaria de acreditar que esse motor tenha longevidade como os monocilíndricos japoneses, mas só o tempo poderá nos dizer.

BMW G 310 GS na versão preta (Divulgação)

O fato é que alguns vão gostar da pequena GS porque se trata de uma BMW, outros pelo visual ousado, outros por ela conter o suficiente sabor de aventura, mas é inegável que ela é uma nova referência no mercado das pequenas trail dual purpose. Não a subestime, pois ela pode surpreendê-lo. A BMW G 310 GS é oferecida nas versões branca, preta ou azul, com preço de R$ 31.500 com o emplacamento e as três primeiras revisões grátis e três anos de garantia.

No exterior a versão atualizada da BMW G 310 GS já chegou, com novo body kit, iluminação Full LED, nova embreagem e acelerador eletrônico. Por conta da pandemia que vivemos em 2020, o lançamento no Brasil deve ter sido adiado, mas esperamos que a nova versão da pequena notável aventureira alemã chegue em nossas terras em 2021.

BMW G 310 GS 2021: nova geração é renovada no visual e na eletrônica (Divulgação)

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Comentários