Card image
Testes
Apresentação: Yamaha MT-09

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 18/12/2014
  • Por: admin

<p>Ela chegou. Não víamos a hora de acelerar a Yamaha MT-09. Em março deste ano (2014), fomos convidados pela Michelin para ir à Espanha avaliar o novo pneu Pilot Road 4. Na ocasião havia algumas Yamaha MT-07 disponíveis para serem aceleradas na estrada e dentro do circuito também. Fiquei de boca aberta com a capacidade de emoção que ela me ofereceu. Na verdade o motivo da minha animação e indignação foi como a Yamaha conseguiu me oferecer tamanho prazer com uma moto extremamente barata, que, ao menos lá, na Espanha, custa menos que uma Kawasaki ER-6n. Quando relatei meu contentamento aos amigos jornalistas europeus que estavam no grupo, eles não titubearam e foram logo dizendo: “Você gostou da MT-07? Você precisa pilotar a MT-09!”<span style="line-height: 1.6em;"> </span></p>

<p><img alt="Yamaha MT-09" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamahamt095179_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Fiquei com aquele gostinho de comprovação na cabeça, que me tirou o sono por seis meses, até que a Yamaha Brasil finalmente lançou o brinquedo. E foi um lançamento como há muito tempo a Yamaha não fazia. Tivemos a oportunidade não apenas de conhecer o produto em todos os seus detalhes como também tivemos uma pista de verdade, divertida e segura, sem limites ou frescuras, para que pudéssemos acelerar para valer até onde nosso físico aguentasse. Nada de instrutor ou voltas limitadas. A ordem foi acelerar o quanto quiséssemos. A propósito, MT significa “Master of Torque”, então nada mais natural que sentir o máximo de torque que ela poderia nos oferecer.</p>

<p><img alt="A MT-09 é leve, potente, precisa e segura. Tem relação peso/potência extraordinária" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamahamt09-0553_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>A primeira impressão que ela nos passa quando está parada é de que se trata, sim, de uma MT. Em alguns aspectos ela lembra um pouco as antigas MT-01 e MT-03. É uma naked, sem nada de carenagem, com farol e painel de cara para o vento. Aliás, ela não tem nada de roupa, apenas a capa do tanque é pintada e nada mais. O motor fica bem à mostra, as rodas são de 17 polegadas, montadas com pneus esportivos, as bengalas da suspensão dianteira são grossas e invertidas, e o amortecedor traseiro fica instalado na horizontal. Ela também segue aquela interessante linha de todas MT, onde a moto termina antes da roda traseira, exigindo, portanto, uma grande haste para suportar a placa de licenciamento, atrás do pneu. Pronto, as semelhanças acabam por aí, só depois de muito olhar clínico e algumas aulinhas técnicas do staff da Yamaha, começamos a prever que, quando chegasse o momento de acelerar, a sensação iria ser além de interessante.  </p>

<p><img alt="O motor é compacto, estreito e potente. A balança de alumínio é belíssima" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamahamt095135detalhe3_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>Para começar, o novo motor tricilíndrico oferece potência máxima de 115 cv e torque máximo de 8,92 kgf.m para empurrar somente 191 kg, com tanque cheio. Opa! Isso deve ser animal. Leve assim, magra entre as pernas, com quadro e balança de alumínio, com poderosas pinças radiais de quatro pistões na dianteira, tudo isso com quase 9 kgf.m a somente 8 000 rpm, é raro encontrar uma ficha técnica parecida. No pacote ainda contamos com virabrequim crossplane, três modos de condução, acelerador eletrônico e bicos injetores de 12 furos, instalados diretamente na câmara de combustão. Que fique bem claro que as três opções de riding mode oferecem dois mapas diferentes de injeção e três velocidades de abertura das borboletas do corpo de injeção. Sempre que ligamos a moto, ela está no modo STD (standard), depois, podemos escolher o entre B, com respostas mais suaves às acelerações, ou o A, com mapa de injeção que disponibiliza o desempenho máximo do motor.</p>

<p><img alt="O painel da MT-09 é descolado para a direita, e 100% digital" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamahamt096630detalhe1_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Assim que subimos na moto, já percebemos sensações inéditas. O banco que é extremamente estreito entre os joelhos, mas bem largo e confortável onde realmente posicionamos nosso traseiro. As nossas costas não ficam nem um pouco curvadas, porque o guidão é bem “puxado” para trás. O painel é alto e está deslocado para a direita, estranho no começo, mas depois nos acostumamos. O botão de partida é inédito. Apenas um para cortar a corrente e acionar o motor. Basta segurar por um instante, pressionado para baixo, que o motor liga. O ruído? Um pouco menos grave que o de uma R1, bem liso, sem “tuntuntun”.<span style="line-height: 1.6em;"> </span></p>

<p><img alt="A frente da MT-09 frente é ousada, mas pede uma pequena bolha para desviar o vento do painel" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamahamt096621detalhe2_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Entrei na pista no modo STD, coloquei terceira marcha e tentei não mudar durante uma volta. Foi mais do que suficiente. Então tentei fazer a pista inteira em sexta para ver se o tão falado torque dava conta do recado. Impressionante! Ela encarou aclives e saiu de curvas de baixas com muito vigor, mesmo na última marcha. Passei para o modo B. Fácil, basta cortar o acelerador e selecionar. É perceptível como o giro demora mais para subir, mas nada muito radical, mesmo assim ela continua esperta. Porém, quando colocamos no A e viramos o tubo da mão direita com fé, aí a MT assina embaixo o que seu nome indica. Uau, ela empina de segunda marcha só no acelerador, sem que seja preciso “queimar” a embreagem. O giro sobe muito rápido e há força por toda a faixa de giros, não sentimos oscilações, há força disponível, esteja em que porcentagem de abertura estiver do acelerador. Dá para sentir o tranco, esteja você a 40 km/h com o giro baixo ou a 100 km/h com o giro alto.</p>

<p><img alt="Impossível não extrair tudo que o torque máximo e o baixo peso podem oferecer" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamahamt09-0522x_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>O freio dianteiro é superdimensionado, sendo muito mais do que suficiente para parar a levíssima MT-09. O traseiro é sensível. Com um leve toque do pé, ele já quer travar, e então o ABS sempre entra em ação. As suspensões com regulagem standard se mostraram muito macias para a pista, portanto, quando o ABS entrava em ação, a moto chacoalhava um pouco. Para a segunda sessão, dei uma volta na extensão da mola dianteira e fechei ao máximo a pré-carga do amortecedor traseiro. Maravilha, a MT-09 passou a entrar e percorrer curvas como se estivesse em trilhos. Não é possível desabilitar o ABS e não há versão sem o sistema. São três versões disponíveis. A laranja metálica e a roxa metálica, que trazem bengalas douradas e faixa em cima do tanque, com preço de R$ 36 590, e a cinza fosca com bengalas prateadas, por R$ 35 990. </p>

<p><img alt="No detalhe, o quadro de alumínio da Yamaha MT-09 " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamaha_337732_2014_detalhe5_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>Armação ilimitada</strong></p>

<p>O exclusivo quadro tipo dupla trave superior da MT-09 é, além do motor de três cilindros, o grande merecedor de aplausos por esta moto ser leve e compacta. Manufaturado por um ultramoderno sistema de fundição de alumínio a frio, ele nasce em duas partes separadas, que são unidas na frente e atrás por parafusos. Não há soldas. Ele é bem estreito na parte de trás do motor. Tão estreito, que a balança da suspensão o abraça por fora e isso permite que as pedaleiras fiquem bem próximas uma da outra. </p>

<p>A linha de acessórios originais é extensa. Vai desde simples ornamentos estéticos e telas de entradas de ar personalizadas até uteis e práticos suportes de malas, bolha para-brisa e exclusivos sliders protetores do motor. Enfim, a MT-09 é divertida, mas poderia ser mais se o preço fosse aniquilador como é na Europa. A Yamaha pretende vender apenas 200 unidades por mês.</p>

<p><img alt="Yamaha MT-09" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamaha_371018_2014_yam_mt09_eu_vdvm1_sta_013_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>Ficha Técnica</strong></p>

<p>Motor tricilíndrico, arrefecido a líquido <br />
DOHC  I  12 válvulas  I  câmbio de 6 velocidades</p>

<p>Cilindrada    847 cm³ <br />
Potência    115 cv a 10 000 rpm <br />
Torque    8,92 kgf.m a 8 500 rpm <br />
Diâmetro x curso do pistão    78 mm x 59,1 mm <br />
Taxa de compressão    11,5:1 <br />
Quadro    Dupla trave de alumínio<br />
Cáster    25° <br />
Trail    103 mm <br />
Suspensão dianteira    Telescópica invertida de 41 mm, com 137 mm de curso, pré-carga e extensão <br />
Suspensão traseira     Monoamortecedor, com curso de 130mm, com ajuste de pré-carga e retorno <br />
Freio dianteiro     Dois discos de 298 mm, com pinças radiais de 4 pistões opostos<br />
Freio traseiro     Disco de 245 mm, com pinça de 2 pistões opostos<br />
Modelo do pneu     Bridgestone S20 <br />
Roda dianteira     120/70 – 17". 3,5" <br />
Roda traseira     180/55 – 17". 5,5"</p>

<p>Medidas <br />
Comprimento • 2 075 mm    Largura • 815 mm <br />
Altura do assento • 815 mm    Entre-eixo • 1 440 mm <br />
Tanque • 14 litros    Peso cheio • 191 kg</p>

<p>Confira abaixo o vídeo oficial de apresentação da Yamaha MT-09.</p>

<p><iframe allowfullscreen="" frameborder="0" height="349" src="//www.youtube.com/embed/Lcj5b7pfdyc" width="620"></iframe></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários