Card image
Testes
Apresentação: KTM RC 390

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 13/03/2015
  • Por: admin

<p><span style="line-height: 1.6em;">Em viagem à Itália, tivemos a oportunidade de viajar 400 km por estradas e ainda acelerar durante dois dias, dentro de um circuito fechado, a nova KTM RC 390. Nascida com a proposta de seduzir os jovens que acabaram de tirar carteira de habilitação, a RC 390 é a primeira on-road realmente esportiva, de baixa cilindrada da marca. Sem sombra de dúvida, é uma moto muito atraente, que traz, à primeira vista, a herança racing de todos os produtos da marca austríaca. O visual é impactante e surpreendente, por se tratar de uma moto homologada para as ruas.</span></p>

<p><img alt="A capacidade cúbica não entrega as reais medidas da RC 390. Ela é muito compacta, poderia ser uma 125 cm³" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm2_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Ela é pequena, muito compacta, baixa e estreita. Chama a atenção como a frente é rebaixada e a traseira é alta. Tal qual a família RC. Afinal de contas, os mesmos engenheiros que trabalharam no desenvolvimento das 1190 RC8 R também trabalharam na RC 390. Alguns podem pensar que ela não passa de uma Duke 390, na qual apenas colocaram carenagem completa, mas não foi simples assim. Há diferenças na geometria do quadro e um trabalho mais refinado nas suspensões, que, além de melhorar a performance na pista, consequentemente altera a posição de pilotagem. Para justificar o licenciamento, ela tem curiosa iluminação por LEDs, tanto na dianteira quanto na traseira, setas dianteiras localizadas nos espelhos, que, por sua vez, estão fixados na carenagem, e um leve suporte de placa embaixo da rabeta. A saída de escapamento é bem curtinha, embaixo da moto, e toda a rabeta não passa de uma densa espuma. É curioso notar a rabeta e o banco do garupa sendo formados por uma única peça de espuma. O quadro – laranja para inspirar a alma racing da marca – é de treliça tubular de aço cromo-molibdênio, sem berço. As suspensões são assinadas pela White Power. As bengalas não contam com regulagens, mas são espessas, com 43 mm de diâmetro. Na traseira não há links, o amortecedor está instalado diretamente na balança. É interessante notar os reforços da estrutura da balança, bem aparentes, e como ela está fixada, por fora, no quadro. As pedaleiras estão localizadas nas alturas, quase impossível de raspar no solo.</p>

<p><img alt="Detalhes de uma moto de corrida. Tudo bem simples e leve. Repare na saída de escape" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm7_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Os semiguidões não contam com abraçadeiras, eles estão instalados diretamente nas extremidades da mesa. Tudo em alumínio, é claro. O motor é uma compacta e poderosa bomba. Trata-se de um monocilíndrico de exatos 373,2 cm³, DOHC, capaz de gerar 43,5 cv a 9 500 rpm, com quatro válvulas e pistão forjado. Além da potência extra, que faz muita inveja à concorrência, também é levíssimo, pesa apenas 36 kg. Assim, a KTM se orgulha de declarar uma relação peso/potência recordista na categoria. A RC 390 pesa somente 147 kg a seco. Não era para menos, afinal de contas, traz materiais nobres por toda parte.</p>

<p><img alt="" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm3_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong> Na prática</strong></p>

<p>De imediato, percebemos que o tanque de gasolina é minúsculo. Tem somente dez litros. Após virarmos a chave de contato, o completo painel digital de fundo laranja faz o check de injeção, e, antes que apareçam os números do computador de bordo, a mensagem “Ready to Race” precede a informação “Side Stand”.  Assim, você não vai se esquecer de levantar o cavalete lateral antes de começar seu passeio. Esse painel tem tudo que você precisa, até shift-light. Os ruídos internos do motor estão bem abafados pelo sistema de escape, mas mesmo assim ele lembra o som emitido por outras KTM monocilíndricas, um pouco áspero em marcha lenta, mas emocionante quando o giro sobe. A posição de pilotagem é racing, com joelhos bem próximos um do outro, pernas dobradas e costas curvadas. Alguns detalhes não são muito bem acabados, como a pintura da mesa, o contato da chave e os manetes, mas a esportividade oferecida compensa. Tem excelente torque sempre disponível em baixas e médias rotações e, em alta, é bastante elástica, capaz de beirar os 180 km/h no velocímetro. A estabilidade é invejável para entrar e contornar curvas. Nesse quesito, ela dá aula de eficiência. Comporta-se como uma verdadeira moto de corridas. Inclina muito com total estabilidade. O pneu traseiro de 150 mm de largura ajuda. Curta no entre-eixos, leve, estreita e com pedaleiras altas, é a moto mais esportiva que você vai encontrar, com menos de 600 cm³.</p>

<p><img alt="Os freios não são bons. Pelo motor e chassi, ela merecia um sistema Brembo" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm4_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Comparada com a Duke 390, ela tem o ângulo de cáster 1,5° mais fechado, e isso fez diminuir o trail e consequentemente a distância entre-eixos, por isso ela é tão ágil. Ela só tem um defeito: as pinças de freio Bybre (uma segunda linha da Brembo, fabricada na Ásia) não estão à altura do restante da moto. O disco dianteiro é grande (300 mm), o ABS é Bosch de dois canais, mas a bomba simples no manete e o comportamento das pinças não transmitem segurança. Na estrada marcou excelentes 25 km/l, se utilizada dentro dos limites de pilotagem. Muito bom para uma esportiva, mas lembre-se que o tanque só tem dez litros de capacidade. Na Itália, ela custa 5 750 euros, que equivale ao preço de uma Kawasaki Ninja 300 com ABS. Conclusão: se a Dafra tem a intenção de comercializar a KTM RC 390 no Brasil como produto nacional, depois de ser montada em Manaus, certamente teremos uma excelente opção com preço acessível para levar aos circuitos.</p>

<p><img alt="O painel é supercompleto, não falta nada. Pode marcar em milhas ou quilômetros " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm5_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>Equipamentos</strong></p>

<p>A KTM RC 390 tem equipamentos que são invejáveis para outras motos de cilindrada semelhante. Suspensão dianteira invertida, painel com shift-light e cronometro, disco de freio dianteiro de 300 mm, mordido por pinças radiais e ABS desconectável.</p>

<p><img alt="A foto engana. O que parece ser uma rabeta de fibra ou de plástico na verdade é o banco do garupa. Tudo de espuma " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ktm8_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>Ficha técnica</strong></p>

<p>Monocilíndrico I  4T  I  arrefecimento a líquido  <br />
DOHC  I  4 válvulas  I  injeção eletrônica<br />
embreagem multidisco a óleo  I  6 marchas </p>

<p>Cilindrada    373,2 cm³ <br />
Potência máxima    43,5 cv a 9 500 rpm <br />
Torque máximo    3,57 kgf.m a 7 250 rpm <br />
Diâmetro x curso    89 x 60 mm <br />
Taxa de compressão    12,5:1 <br />
Quadro    Tubular de aço <br />
Trail    88 mm <br />
Suspensão dianteira     Invertida de 43 mm<br />
Suspensão traseira    Monoamortecedor <br />
Curso dianteiro / traseiro    125 mm / 150 mm <br />
Regulagens diant. / tras.    não disp. / pré-carga da mola<br />
Freio dianteiro    1 disco de 300 mm<br />
Freio traseiro    1 disco de 230 mm <br />
Pinça dianteira    Radial / 4 pistões (ABS)<br />
Pinça traseira    1 pistão (ABS) <br />
Pneu / roda dianteira    110/70-17”.3,00”<br />
Pneu / roda traseiro    150/60-17”.4,00”</p>

<p>Medidas <br />
Comprimento • não declarado    Largura • 720 mm<br />
Altura do assento • 820 mm     Entre-eixos • 1 340 mm<br />
Peso seco • 147 kg    Tanque • 10 litros</p>

<p>Preço 5 750 € (na Itália)</p>

<p><iframe allowfullscreen="" frameborder="0" height="349" src="https://www.youtube.com/embed/MX7C0MZo0vg" width="620"></iframe></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários