Card image
Notícias
Yamaha Tracer 900 GT: mais conforto e eletrônica por R$ 49.390

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 15/07/2019
  • Atualizado: 15/07/2019 às 11:20
  • Por: Ismael Baubeta

A Yamaha nos apresentou em primeira mão a nova Tracer 900 GT que, apesar de continuar com configuração semelhante à da irmã naked MT-09, caso do motorzão de pegada bruta, batizado pela fábrica de CP3. A ideia da Yamaha, apesar da configuração motriz igual à da 09, foi desligar a Tracer da família MT, incorporando-lhe itens para deixa-la mais confortável e apta a longas distâncias, sem perder agilidade em centros urbanos. Funcionou.

Bastantes coisas mudaram na Tracer 900 GT, a começar pelo design reformulado e agora com mais soluções aerodinâmicas estudadas em túnel de vento, para melhor proteção do piloto, maior dissipação do calor, em prol do conforto e pensando também na beleza do conjunto.

Veja também:
Saiba o que mudou na nova geração da Yamaha MT-09
Nova Yamaha Ténéré 700 chega ao mercado europeu
Yamaha mostra as novas YZ 250F e YZ 450F 2020

Outras melhorias importantes ajudaram a melhorar a ergonomia. Ao mesmo tempo em que a parte de trás do tanque e a da frente do banco ficaram mais estreitas, os novos bancos mais macios e espaçosos, tanto para o piloto como para o garupa, completam o bom posicionamento para pilotar, com guidão 100 mm mais estreito e pedaleiras em mesma posição da versão anterior.

O para-brisa maior agora é regulável e tem dois pequenos defletores na parte inferior para ajudar a desviar o vento que vai passar pelos novos protetores e mãos.

Toda a iluminação agora é em LED e o painel entra na era do TFT, configurável e de design muito parecido ao da R1, oferece todas as informações necessárias e permite selecionar, ativar e desativar os componentes eletrônicos, através de botão no punho direito.

Quanto à motorização, o potente e “torcudo” motor de três cilindros, doze válvulas e refrigeração líquida, continua com suas virtudes e pegada quase insana, as acelerações são impactantes e suas respostas imediatas. Apesar de não ter mudado seus números de potência e torque máximos (115 cv a 10.000 rpm e 8,92 kgf.ma 8.500 rpm), ganhou algumas atualizações, como a nova embreagem assistida e deslizante, controle de tração de dois níveis de intensidade que também pode ser desligado.

Os modos de entrega de potência do motor continuam como na versão anterior: Std; A, que deixa a entrega mais bruta e B que suaviza o despejo de potência na roda traseira, tudo através da velocidade de abertura das borboletas da injeção. Outro acessório interessante é o assistente de trocas de marcha, Quick Shift unidirecional, que permite subir as marchas sem a utilização da embreagem.

A ciclística da Tracer também foi melhorada, na frente novas bengalas KYB, invertidas e assimétricas são totalmente reguláveis, além da pré-carga da mola, ajusta-se de um lado a compressão e do outro o retorno. A balança é nova, ficou mais longa, ganhou 60 mm, mesma distância que cresceu no entre-eixos. O amortecedor agora tem um manipulo para ajuste da pré-carga da mola e o retorno pode ser regulado com uma chave de fenda.

A nova Tracer ficou perceptivelmente mais confortável e suas suspensões se comportam muito bem, copiando as imperfeições do asfalto com vontade e ainda permite a adequação de seu funcionamento de acordo com o gosto do piloto e ao peso que vai se carregar. E para quem gosta de longas estradas o piloto automático é um acessório que vai aumentar o conforto em retas extensas.

O sistema de freios continua potente, as pinças radiais de quatro pistões mordem dois discos de 298 mm de diâmetro e têm assistência de ABS de última geração Bosch. O sistema é potente e pegajoso. Com tantas melhorias faltou ter recebido mangueiras aeroquipe (forradas com malha de aço) para reforçar os freios em utilização esportiva, já que é comum a fadiga do sistema em uso agressivo.

A Yamaha colocando a Tracer 900 GT como uma gran turismo, pretende dar combate às líderes em vendas Tiger 800 XRX e BMW F 850 GS, apostando no consumidor que opta por este tipo de moto com a intenção do rodar nas estradas, já que a maioria dos que tem motos tipo trail pouco se aventuram fora do asfalto.

A Tracer tem preço sugerido de R$ 49.390 (mais frete) e estará disponível em duas cores: azul e preta.