Card image
Notícias
Vendas de motos tem melhor fevereiro desde 2015

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 19/03/2019
  • Por: Carlos Bazela

O ano continuou bom para o mercado de motocicletas em seu segundo mês. Aliás, as 84.150 unidades emplacadas em fevereiro representaram um aumento de 33,6% em relação ao mesmo período de 2018, que fechou com 62.991 motos. Os números são um levantamento do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) e foram divulgados pela Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares).

Em comparação com janeiro de 2019, entretanto, houve uma leve queda. De 7,2% para ser exato, uma vez que o ano começou com 90.704 motocicletas emplacadas. Contudo, a entidade segue confiante nos bons resultados do ano. “Foi o melhor mês de fevereiro desde 2015, que teve média de 5.211 unidades emplacadas em 18 dias úteis. Isso nos deixa bastante otimistas com relação à expectativa de fechar 2019 com a produção de 1.080.000 unidades”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

As vendas de motos tiveram novo crescimento em comparação com 2018

Veja também:
Mercado de motos começa o ano em alta
Mercado de motos fecha 2018 no azul
Vendas de motos superam expectativas em 2018

E o entusiasmo do executivo não é para menos. Em fevereiro, a produção de motocicletas nas fábricas do Polo Industrial de Manaus – PIM totalizou 101.243 unidades, representando uma alta de 21,1% em relação ao mesmo mês do ano passado (83.632 unidades) e de 20,5% na comparação com janeiro (84.006 unidades).

A produção de motos ultrapassou as 100 mil unidades em fevereiro

Nos primeiros dois meses do ano, foram fabricadas 185.249 unidades, correspondendo a um aumento de 12,3% em relação a igual período de 2018, no qual foram contabilizadas 164.938 unidades. As vendas também acompanharam esse movimento. Em janeiro e fevereiro, o total de emplacamentos foi de 174.854 motocicletas, volume 24,9% superior às 139.984 motocicletas alcançadas no ano passado.

“Os números do primeiro bimestre comprovam a retomada do crescimento do mercado de duas rodas. Hoje o consumidor sente-se mais seguro em investir na compra de um bem de maior valor agregado. Essa confiança está baseada num cenário econômico mais favorável, marcado pela redução nas taxas de juros e dos índices de inflação”, conclui Marcos Fermanian.

Fotos: z_wei/iStock Photos e Honda

Conteúdo Recomendado

Comentários