Card image
Notícias
Triumph Tiger 850 Sport chega com atributos similares à 900 GT

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 05/01/2022
  • Por: Guilheme Derrico

Não é uma fórmula nova, mas tem provado ser de sucesso. A Triumph pegou a base da sua nova Tiger 900 GT, simplificou grande parte dos seus principais elementos e fez nascer a Tiger 850 Sport. Na realidade, este novo modelo faz tudo o que a irmã mais equipada pode fazer, mas com um custo de compra mais acessível.

É possível economizar até 2.000 euros na aquisição desta máquina, ou seja, cerca de R$ 12.840 em conversão direta, e obter uma moto com as mesmas qualidades para te levar aonde for. Entretanto, o preço final da moto ainda não foi revelado.

Motor e detalhes da Triumph Tiger 850 Sport

O motor é o mesmo da 900 GT, apenas com a potência reduzida para 85 cv. As suspensões são menos elaboradas e com menor capacidade de afinação, e o nível de equipamento e auxílio electrônico é mais contido. Ainda assim, existem dois modos de motor e controle de tração, além de um painel digital em TFT de 5 polegadas.

Em relação às gerações anteriores dos três cilindros, este renovado motor possui sonoridade mais “rude” e a entrega de potência agora é feita de forma pulsada. As explosões dos três cilindros são mais próximas, garantindo uma maior capacidade de tração, uma característica muito bem-vinda em pisos de pouca aderência, como o off-road, por exemplo.

Conforme já citamos, esta unidade é menos potente que a versão instalada na Triumph Tiger 900, mas na prática a baixas e médias rotações não se notam grandes diferenças. Também é perceptível que o motor da Tiger 850 parece ser mais rápido a responde com muita eficiência em baixas e médias, por isso, é diversão garantida.

Só quando nos aproximamos dos 7.000 rpm dá para sentir que o motor começa a ter um pouco mais de dificuldade, não chega a ficar lento, apenas não demonstra o lado rebelde da sua potência. Para uma utilização normal na estrada e na cidade, os 10 cv a menos de potência não farão tanta diferença.

Motocicleta Vibrante

O toque acelerador é sempre bom, não importando o modo que se esteja utilizando. Existem dois modos, sendo o Road e o Rain, e este último entrega a potência de forma mais suave, porém com respostas imediatas a cada movimento do acelerador. Contudo, as vibrações acabam por gerar um certo desconforto. Não chega a provocar um incômodo enorme, mas não chega nem perto da suavidade da antiga configuração da Tiger 800.

A caixa de velocidades da Triumph Tiger 850 é fácil de garantir as passagens de forma precisa, seja para cima ou para baixo. Esta motocicleta não vem equipada com “quickshifter”, embora seja possível adicioná-lo opcionalmente.

O sistema de controle de tração é uma versão mais simples, sem a ajuda da unidade de medição inercial de seis eixos que equipa as opções mais caras. Ela é bastante eficaz em relação à segurança. Sua intervenção corta a atuação do motor de forma intensa assim que a roda traseira perde tração.

As suspensões funcionam bem, embora não sejam tão boas quanto as das irmãs 900. Elas controlam bem os movimentos da moto, garantindo confiança para usar a Tiger 850 com intensidade. Os freios são de muita qualidade, tanto o conjunto dianteiro, que conta com pinças Brembo Stylema, como o traseiro, que é mais simples.

Posição de pilotagem melhorada

Não sendo tão alta, a Triumph Tiger 850 oferece uma posição de pilotagem muito boa. Pode-se ajustar a altura do banco em duas posições, para se encontrar a melhor flexão das pernas ou a menor altura do solo. O guidão é largo, mas não em excesso, e fica a uma boa distância do condutor, para garantir que não seja necessário esticar tanto os braços, como acontecia na anterior geração da Tiger.

A frente conta com dois pequenos protetores transparentes que garantem um bom nível de atuação contra o ar para o tronco e cabeça. Apenas notamos alguma turbulência ao nível dos ombros.

  • Nova Triumph Tiger 850 chega à Europa

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Conteúdo Recomendado

Comentários