Card image
Notícias
Triumph produz 25 mil motos e foca em crescer no Brasil

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 14/02/2019
  • Por: Carlos Bazela

Em seis anos de operação no Brasil, a Triumph está comemorando 25 mil motos produzidas na Fábrica 6, como eles chamam a unidade localizada em Manaus (AM), por ser a sexta da marca no mundo. A planta tem capacidade para produzir 7 mil unidades anuais, mas a Triumph já tem planos para passar disso, ainda que a previsão deste ano seja de 4.950 motos produzidas, o que representa um crescimento de 10% em relação ao ano passado. O percentual também é o mesmo que a casa de Hinckley espera crescer em vendas,

“Nós temos um plano de crescimento estabelecido. Nossos principais equipamentos podem ser transportados e, no pior dos cenários, instalados em um outro lugar em, no máximo três semanas”, comenta o responsável pela fábrica, Leandro Oliveira, sobre uma eventual mudança da fábrica para um lugar maior. E a preocupação deles não é à toa. Desde 2012, crescimento é a palavra que vem norteando a operação da marca inglesa, que empregava 19 funcionários na planta no ano de início e agora passou para 60.

Leandro Oliveira e Waldyr Ferreira na fábrica da Triumph, em Manaus

Veja também:
Triumph confirma Speed Twin para o Brasil
Nova Triumph Rocket já tem data de lançamento
Triumph atualiza linha Street no Intermot

Com 2.945 metros quadrados de área construída, a fábrica tem estrutura enxuta e é capaz de produzir bem mais do que parece: são 30 motos finalizadas e encaixotadas para as concessionárias todos os dias, entre os 21 modelos do line-up – incluindo todas as versões da Tiger 800 e da Tiger 1200. O Brasil, aliás, é o mercado onde a Triumph mais vende as Tiger entre todos os que ela atua. Para se ter ideia, apenas do modelo de 800 cm³ – que foi justamente a moto de número 25 mil, em sua versão XCa – foram 2.236 unidades.

Triumph Tiger 800 XRx produzida em Manaus (AM)

“Estamos muito felizes em ser referência para a matriz entre os mercados que a gente atua em apenas seis anos” comenta Waldyr Ferreira, gerente geral da marca. Para 2019, a marca almeja crescer 10% também nas vendas, chegando às 4.800 unidades comercializadas até o fim do ano.

Novos modelos

Por falar em line-up, o chefão da marca já confirmou a chegada de, pelo menos, seis novidades para a linha de montagem neste ano: a Bobber Black, a Speed Twin, as duas versões da Scrambler 1200, que já havíamos antecipado antes, e agora as atualizadas Street Twin e da Scrambler 900. Segundo o executivo, estas duas últimas já chegam entre abril e maio no Brasil. “A Triumph vai continuar a ser referência no Brasil e no mundo no segmento de clássicas. Somos a montadora que mais lançou motos com este perfil nos últimos anos”, afirma Ferreira.

Novas Triumph Street Twin e Scrambler 900

O gerente geral da Triumph também não descarta a possibilidade da marca vender aqui algumas unidades dos modelos da série TFC – Triumph Factory Custom. Apresentadas recentemente na Inglaterra, a Thruxton TFC e a conceitual Rocket TFC, cujo lançamento será em maio, as motos trazem componentes de grife e serão produzidas em e edição limitada.

“Os produtos TFC são limitados e excepcionais, um item de colecionador. Estamos na fase de estudar como trazê-los, em qual modelo de negócios. Fazendo isso teremos uma ideia de preço e aí falamos com a matriz”, comenta o gerente geral da Triumph. E, para fazer com que mais consumidores tenham acesso aos modelos da marca, a casa de Hinckley já confirmou pelo menos duas novas revendas no País, uma em Cuiabá (MT) e a outra em Fortaleza (CE), totalizando 17 concessionárias.

A nova Triumph Thruxton TFC

Conteúdo Recomendado

Comentários