Card image
Notícias
Triumph anuncia recall para a sua linha de clássicas modernas

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 29/03/2019
  • Por: Marcelo Barros

Em comunicado oficial divulgado nessa sexta-feira (29), a Triumph anunciou um recall que afeta sua linha de motos clássicas. De acordo com a fabricante inglesa foram envolvidas 2.063 unidades comercializadas no Brasil. Os modelos que fazem parte desta campanha são os seguintes:

Bonneville T100 Black (2017)

Intervalo de chassi: 97ND10GN0JM872325 a 97ND10GNXKM915182

Street Scrambler (2017)

Intervalo de chassi: 97ND44GN0HM812490 a 97ND44GNXJM864621

Street Twin (2015)

Intervalo de chassi: 97ND31GN0GM741632 a 97ND31GNXHM811963

Street Twin (2017)

Intervalo de chassis: 97ND31GN0JM847649 a 97ND31GNXKM912136

Bonneville T120 (2016)

Intervalo de chassis: 97ND40HL0GM761402 a 97ND40HLXJM866438

Bonneville T120 Black (2016)

Intervalo de chassis: 97ND40HL0HM773289 a 97ND40HLXKM922332

Street Cup (2016)

Intervalo de chassis: 97ND50GN0HM796586 a 97ND50GNXHM815905

Qual o motivo do recall?

O suporte de roteamento do chicote principal, localizado atrás do canote, no lado esquerdo do quadro principal, é utilizado para posicionar o cabo de embreagem e o chicote principal. Este suporte poderá apresentar defeito nos modelos incluídos nesse recall, permitindo que o cabo da embreagem entre em contato com o chicote elétrico principal, danificando a fiação e levando a uma falha elétrica da motocicleta, podendo afetar, por exemplo, a iluminação do farol, no funcionamento de setas indicadoras e, em casos extremos, o motor poderá apagar subitamente, gerando riscos de colisão e danos físicos e materiais ao piloto, garupa e a terceiros.

Nesta campanha de recall, o suporte de roteamento do chicote principal será trocado gratuitamente. Os proprietários destes modelos afetados pelo recall devem entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da Triumph, de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 18h00, pelo telefone 0800-7272025, para agendar gratuitamente o reparo, a partir de 4 de abril de 2019. Essa ação corretiva visa garantir a segurança dos clientes e o tempo gasto na execução do serviço é de 45 minutos.

Conteúdo Recomendado

Comentários