Card image
Notícias
Switch eScrambler, a clássica moderna elétrica neozelandesa

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 30/07/2022
  • Por: Guilheme Derrico

Continuando nossa jornada em divulgar a eletrificação das motos mundo afora, hoje vamos apresentar a startup elétrica Switch, que abriu a pré-venda na Nova Zelândia para encomendas para a moto elétrica chamada Switch, uma eScrambler clássica e moderna ao mesmo tempo.

Dessa maneira, os neozelandeses introduziram o conceito de uma scrambler elétrica no início de 2020, e essa motocicleta parecia muito atraente, mas ficou no ar quando começaria a produção em série. Agora, informações oficiais revelam que de fato as entregas da scrambler elétrica estão previstas para o primeiro trimestre de 2023.

Detalhes da Switch eScrambler

Antes de mais nada, vale destacar que o protótipo já revelava a parte técnica, bem como o possível design. De acordo com o fundador do projeto, Matthew Waddik, o ex-campeão dinamarquês de Dirt Track e ex-designer industrial da Yamaha Japan Advanced Labs, Michel Riis, deu uma ajuda preciosa no avanço desta criação.

Como resultado disso, a máquina combina a aparência clássica de uma scrambler com um motor elétrico e tecnologia avançada. Desse modo, a Switch eScrambler está equipada com um motor elétrico de 50 kW (70 cv) e uma bateria LG 21700 Li-Ion de 13 kWh.

Com uma única carga, a e-scrambler alcança até 150 km, enquanto 90% da carga pode ser preenchida na bateria em 4 horas. O falso tanque de combustível que esconde muitos dos componentes eletrônicos está alojado sobre a ‘box’ das baterias.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– 
Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Do mesmo modo, o peso anunciado para a eScrambler é de 170 kg, um número interessante para uma motocicleta elétrica. Isso foi alcançado graças ao uso do alumínio. Ou seja, o quadro, o braço oscilante da suspensão traseira e vários outros componentes são feitos de um metal leve.

O amortecimento é de um nível muito bom, com um garfo invertido à frente e um monoamotercedor atrás. Os freios são J.Juan e trabalham em conjunto com o ABS. O preço sugerido é de 11.855 euros, aproximadamente R$62.840 em conversão direta.

E você, o que achou desta proposta neozelandesa? Se vivesse ao Brasil, acha que ela teria potencial para disputar com as elétricas mais esportivas que já circulam no nosso país? Deixe seu comentário aqui pra gente!

  • Switch eScrambler

Conteúdo Recomendado

Comentários