Card image
Notícias
Superesportiva T12 Massimo tem preço revelado

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 18/04/2018
  • Por: Carlos Bazela

Motos, superesportiva, pista, MV Agusta, T12 Massimo, superbike, Top Marques, Mônaco, italiano, Massimo Tamburini, Bimota, Ducati, 916, F4, um milhão de dólares, Motociclismo, Revista Motociclismo, Motociclismo OnlineO segmento das superesportivas exclusivas orientadas apenas para as pistas não poderia estar mais movimentado. Nesta semana, a família do designer Massimo Tamburini – responsável pelas linhas da Ducati 916 e da MV Agusta F4, entre outros projetos – revelou que a superesportiva T12 Massimo será finalmente colocada à venda, em uma edição limitada de apenas 12 exemplares, claro, pela bagatela de um milhão de dólares cada uma. Sim, você leu certo! Apenas uma delas vale o equivalente a quase R$ 3,4 milhões.

Revelada em 2016, a moto é a última criação do designer italiano – que também é um dos fundadores da Bimota – morto em 2014. Tamburini, ao sair da MV Agusta em 2008 havia firmado um contrato de não trabalhar para mais nenhuma marca de motos por três anos, mas ele não ficou parado e começou a criar algo independente de qualquer marca. O designer queria uma moto que fosse o mais leve possível e não estivesse “amarrada” a nenhuma norma de homologação, um modelo “puro” com suas tradicionais linhas agressivas e o monobraço traseiro, que acabou sendo sua marca registrada.

Como se não bastasse a linhagem nobre, a moto por si só é uma obra de arte. Na carenagem feita em fibra de carbono com linhas angulosas, o escape se resume a uma única saída triangular do lado direito, centralizada abaixo do quadro. Freios Brembo, suspensões Öhlins do mesmo tipo utilizado na MotoGP e câmbio quickshift de seis marchas também fazem parte do conjunto.

Motos, superesportiva, pista, MV Agusta, T12 Massimo, superbike, Top Marques, Mônaco, italiano, Massimo Tamburini, Bimota, Ducati, 916, F4, um milhão de dólares, Motociclismo, Revista Motociclismo, Motociclismo OnlineO coração da T12 Massimo é um tetracilíndrico de 999 cm³ oriundo da versão da BMW S 1000 RR que compete no Mundial de Superbike. Ou seja, estamos falando de um propulsor capaz de gerar por volta de 230 cv de potência máxima empurrando uma moto que pesa apenas 154,5 kg a seco. Mais do que suficiente pra fazer bonito em um trackday.

Para atrair interessados – como se fosse difícil – a moto estará exposta no próximo fim de semana na edição de 15º aniversário do Top Marques, evento que acontece em um dos lugares mais endinheirados do mundo: Mônaco.
“Exibir o último trabalho de meu pai, no qual ele colocou todas as experiências de sua vida, em um contexto extremamente prestigioso como o Top Marques, é para mim, a melhor maneira de homenageá-lo como designer e como pessoa! A T12 Massimo é para todos os efeitos uma obra de arte projetando o futuro, ao mesmo tempo em que representa seu jeito de ser, sem compromissos e buscando sempre a excelência!”, comenta Andrea Tamburini, um dos responsáveis por fazer o projeto sair do papel.

Conteúdo Recomendado

Comentários