Card image
Notícias
São Paulo terá nova faixa exclusiva para motos

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 13/01/2022
  • Por: Willian Teixeira

A cidade de São Paulo voltará a ter uma faixa exclusiva para motos nas próximas semanas. Desta vez ela será instalada na avenida 23 de Maio, um dos corredores mais movimentados da capital paulista, perdendo apenas para as Marginais.

A nova faixa, batizada de “Faixa Azul”, é um projeto piloto e tem duração estimada em dois anos, e sua implantação está prevista para dia 24 de janeiro. Sua extensão é de seis quilômetros, e ela está posicionada entre a Praça da Bandeira e o Complexo Viário João Jorge Saad, na região do Parque do Ibirapuera, apenas no sentido Bairro, ou seja, do Centro para a região do Ibirapuera e do Aeroporto de Congonhas.

Faixa Azul: São Paulo terá novo corredor exclusivo para motos
Ensaio com a Harley-Davidson Street Glide Special na 23 de Maio. Via terá faixa exclusiva para motos (Renato Durães)

Leia mais:
Que exemplo você segue e dá no trânsito?
A moto é um veículo feito para curtir a paz
Participe do 23º Moto de Ouro e concorra a motos elétricas!

O novo corredor está posicionado entre as duas faixas mais à esquerda da via, local onde as motos já trafegam, mas em um espaço delimitado de 90 cm de largura por onde as motocicletas e scooters serão incentivadas a circular.

Segundo a CET, os motociclistas não serão obrigados a usar a nova faixa, ou seja, eles vão poder continuar trafegando em outros pontos da avenida. De acordo com a gestão municipal, a Faixa Azul é uma nova tentativa de reduzir os acidentes no Corredor Norte-Sul.

Anteriormente a capital paulista já teve outras experiências neste sentido, de faixas exclusivas para motos, uma na avenida Sumaré e outra na rua Vergueiro, mas ambas não deram certo, pois estavam instaladas à esquerda da via e ocasionaram a proibição das conversões à esquerda e acabaram aumentando o número de atropelamentos, pois pedestres desatentos ficavam por lá para atravessar a rua (fora da faixa, na maioria dos casos) e não notavam a aproximação dos motociclistas.

No corredor de trânsito

A tentativa é válida principalmente do ponto de vista da segurança dos motociclistas, mas temos que fazer algumas considerações importantes a respeito, a principal diz respeito ao comportamento de motoristas e logicamente dos motociclistas também, para que a faixa exclusiva dê certo.

A educação de ambos ainda vai ser fundamental para o bom convívio e para a diminuição dos acidentes. Com a faixa exclusiva o motorista saberá: primeiro, se por acaso está invadindo o espaço, já que haverá uma faixa no asfalto delimitando sua área e provavelmente olhos de gato também, mas em geral os motoristas devem estar acostumados porque as motos já trafegavam por ali.

Um ponto importante é que nessa via não há travessas e todas as saídas da avenida são à direita, por este motivo as autoridades devem ter permitido as motos trafegar por todas as faixas, por isso vai ser importante sinalizar aos motoristas que as motos trafegarão por outras faixas.

Como não há tráfego de pedestres por esse corredor de trânsito, este é um complicador a menos. Outro ponto positivo da criação da faixa é que os motociclistas não terão que trafegar sobre a faixa branca e os olhos de gato, como era anteriormente.

Faixa Azul: São Paulo terá novo corredor exclusivo para motos
Faixa Azul será demarcada na avenida 23 de Maio sentido bairro, um dos corredores mais movimentados da capital paulista (Arquivo)

Por outro lado, a faixa exclusiva pode sugerir velocidade maior aos motociclistas mais abusados, o que é perigoso, porque os carros vão continuar mudando de faixas e via ser  preciso ter mais precaução.

Na cidade de São Paulo já vimos na mesma avenida o aumento do número de faixas de rodagem no mesmo espaço, fazendo com que os veículo tenham que trafegar espremidos e com a quantidade de SUV e carros mais largos que há nas ruas é impossível manter alinhados os carros nessas faixas.

Resta saber se a faixa de moto sacrificará ainda mais os preciosos centímetros laterais das fixas como aconteceu outras vezes.

Uma coisa é certa, todos os envolvidos no trânsito terão que fazer sua parte para o bom convívio e a diminuição dos acidentes, é uma questão de educação.

Nós, da MOTOCICLISMO Brasil, torcemos para que a tentativa dê certo.

Conteúdo Recomendado

Comentários