Card image
Notícias
Royal Enfield seleciona mulheres para um grande desafio

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 12/08/2020
  • Por: Ismael Baubeta

A Royal Enfield do Brasil está trazendo para o país o programa de Flat Track (corrida em pista oval de terra batida) Buld Train Race (BTR), lançado nos Estados Unidos ano passado.

O projeto tem como objetivo atrair motociclistas mulheres para o mundo da customização e pilotagem em competições e demonstrações de Flat Track pelo Brasil.

A brasileira Bruna Wladyka com a moto que experimentou nos Estados Unidos.(Divulgação)

Veja também:
Yamaha MT-07 aguça os sentidos a preço justo
Royal Enfield pode lançar Scrambler de 650 cm³
Royal Enfield inaugura sua 10ª loja no Brasil

O BTR selecionará quatro mulheres que depois de enviar um vídeo de apresentação mostrando suas habilidades como pilotas e customizadoras para se encaixar no projeto.

O grupo de jurados (painel) será composto por pessoas importantes da Royal Enfield, são eles: Breeann Poland – Chefe de Marketing da plataforma Continental GT para América e Global Brand Manager, Adrian Sellers – Group Manager Custom Build, Aanoor Padley, Global Brand Manager Interceptor e Clevir Coleto, Gerente de Marketing Brasil.

Interceptor 650 é a moto a ser customizada ao estilo Flat Track para o programa BTR da Royal Enfield (Divulgação)

As três participantes selecionadas passarão por um programa de três fases: a primeira é a customização de uma Royal Enfield Interceptor 650 para Flat Track; a segunda treinar na pista com o piloto norte-americano da modalidade Johnny Lewis e, por último participar de provas e demonstrações Brasil afora.

As três participantes se juntarão à Bruna Wladyka que, por ter sido convidada a participar da edição norte-americana para substituir uma concorrente e ter conhecido o projeto in loco,   ajuda a Royal Enfield na edição brasileira do projeto.

Versões vencedoras do programa BTR norte-americano (Divulgação)

A Royal Enfield dará apoio financeiro para a customização da Interceptor 650 de cada participante, que por sua vez também poderá solicitar ajuda e patrocínio de terceiros em seus projetos.

Portanto, se você é uma mulher motociclista que gosta de projetar mudanças em suas motos, se garante na pilotagem e quer aprender uma modalidade esportiva muito divertida, esta é sua chance. Programe-se para enviar seu vídeo de até três minutos para: https://apply.myinterview.com/royal-enfield-1/pilota_built-train-race.

A brasileira Bruna Wladyka, do Elas Pilotam, participou do BTR nos Estados Unidos (Divulgação)

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

No vídeo você vai responder a uma série de perguntas e explicar por que deseja e deveria participar do projeto, os vídeos já podem ser enviados, a data limite é dia 30 de setembro.

A chefe de marketing da Royal Enfield Americas, Breeann Poland, comentou sobre o entusiasmo da marca em trazer o programa BTR ao Brasil. “Tivemos grande sucesso com o programa nos Estados Unidos, era justo trazê-lo para o Brasil e uma forma original de mostrar as possibilidades e o desempenho da Interceptor 650”, diz a executiva.

Que bom que o Brasil está recebendo uma ação como esta! E você pode acompanhar o andamento da seleção pelo link:
https://www.royalenfieldna.com/brazil-build-train-race/

Conteúdo Recomendado

Comentários