Card image
Notícias
Revenda inglesa cria edição Kevin Schawntz da GSX-R 1000A

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 25/04/2018
  • Por: Carlos Bazela

Revenda inglesa cria edição Kevin Schawntz da GSX-R 1000A Uma concessionária da Suzuki na Inglaterra tem criou uma edição especial da superesportiva GSX-R 1000A que promete agradar aos fãs de motovelocidade mais saudosistas. Pintada em branco e com o logo da Pepsi nas laterais, a moto é uma réplica da RGV 500 de 1988 com direito ao número 34 e a assinatura de Kevin Schawntz no tanque. E quem encomendar a moto até o fim deste mês ainda recebe gratuitamente um escape Yoshimura em fibra de carbono. Ao todo, serão produzidas apenas 25 unidades da “Schwantz Edition”.

Fora o escape, a moto preserva sua mecânica original, ou seja: um motor de quatro cilindros em linha de 999,8 cm³ DOHC de arrefecimento líquido capaz de gerar até 202 cv de potência a 13 200 rpm, enquanto o torque é de 12 kgf.m a 10 800 giros. O peso em ordem de marcha também permanece 202 kg e o pacote eletrônico, que inclui modos de pilotagem, controle de tração e freios ABS, também não muda.

Nascido no Estado norte-americano do Texas, Kevin Schwantz foi campeão mundial em 1993 na categoria das 500 cm³, que mais tarde viria a evoluir para a MotoGP. Assim como muitos, o piloto começou sua carreira no MotoCross, mas acabou desistindo após uma séria queda em 1983. Schwantz disputou o Mundial de Motovelocidade entre 1986 e 1995 e dividiu a pista com outras lendas, como Mick Doohan, Eddie Lawson, Randy Mamola e aquele que é tido como seu grande rival, Wayne Rainey, este paralisados do peito para baixo depois de um acidente no Grande Prêmio da Itália, em 1993, o qual o brasileiro Alex Barros terminou em quinto lugar.

Registros dizem que Schwantz largou as corridas de moto após uma conversa com Rainey dois anos depois. Hoje, o piloto norte-americano é embaixador da Suzuki e seu número, o 34, também foi aposentado das pistas em homenagem a ele.

Conteúdo Recomendado

Comentários