Card image
Notícias
Produção de motos nos dois primeiros meses do ano cresce 5%

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 11/03/2020
  • Por: Willian Teixeira

Os dois primeiros meses de 2020 tiveram mais de 190 mil motos produzidas pelas fábricas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM). De acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), no período foram fabricadas 194.734 mil unidades, volume 5,1% superior ao registrado no mesmo bimestre do ano passado, quando 185.225 unidades deixaram as linhas de produção.

Somente em fevereiro foram fabricadas 94.442 motocicletas, volume 6,8% inferior ao do mesmo mês de 2019, quando 101.305 motos foram fabricadas. O recuo ocorre por conta do menor número de dias úteis em fevereiro deste ano, dois a menos do que no ano passado, por causa do feriado de carnaval.

produção de motos Triumph em Manaus
Fábrica da Triumph no Polo Industrial de Manaus (Divulgação)

Veja também:
Serviço Expresso Honda: quanto vale o seu tempo?
Yamaha XMAX tem preço justo e surpreende na pilotagem
Dafra lança Citycom HD 300 para encarar Yamaha XMAX

Apesar desse recuo, a entidade mantém a projeção de crescimento de 6,1% para este ano, com a fabricação de 1.175.000 motocicletas. Para Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, o mercado segue aquecido por causa da maior oferta de crédito e melhores condições de financiamento. “O consumidor cada vez mais procura opções de mobilidade que garantam maior flexibilidade, agilidade e economia em seus deslocamentos, o que é proporcionado pela motocicleta”, comenta o executivo.

As vendas no atacado, que correspondem ao repasse das fábricas para as concessionárias, somaram 184.508 unidades nos dois primeiros meses de 2020, alta de 4,2% em relação às 177.119 unidades do mesmo período do ano passado. Em fevereiro, houve repasse de 93.763 motocicletas, um recuo de 1,8% sobre as 95.438 registradas ano passado.

Repasse de motos para concessionárias
Vendas no atacado recuam em fevereiro sobre mesmo mês de 2019 (Divulgação)

Já as exportações nos dois primeiros meses de 2020 atingiram 4.095 unidades, o que representa uma redução de 47,9% na comparação com as 7.857 unidades embarcadas no mesmo período do ano passado. Em fevereiro foram exportadas 2.394 motos, uma queda de 27,2% sobre as 3.827 umidades registradas no mesmo mês de 2019.

No primeiro bimestre a Argentina foi o principal destino das motocicletas produzidas no Brasil. Foram embarcadas 2.106 unidades para o país vizinho, o que representa 46,7% do total exportado. Na sequência aparecem Estados Unidos (1.089 unidades e 24,1% de participação) e Colômbia (436 unidades e 9,7% de participação). No ranking exclusivamente de fevereiro, os Estados Unidos lideram, com 514 unidades e 34,3% de participação, seguidos de Colômbia (336 unidades e 22,4%) e Argentina (216 unidades e 14,4%).