Card image
Notícias
Produção de motos tem melhor resultado desde 2015

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 23/01/2020
  • Por: Willian Teixeira

A produção de motos no Polo Industrial de Manaus em 2019 fechou com um crescimento de 6,8% em relação a 2018. De acordo com dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) apresentados à imprensa nesta quinta-feira, 23 de janeiro, foram fabricadas 1.107.758 unidades, contra 1.036.788 unidades em 2018. O resultado é o melhor desde 2015, ano que se encerrou com 1.262.708 motocicletas produzidas.

Marcos Fermanian (à direita), presidente da Abraciclo, em encontro com a imprensa realizado em São Paulo (Willian Teixeira)

“É um resultado a se comemorar, mas também é importante lembrar que ainda assim estaremos bem distantes do nosso recorde de 2011, quando chegamos a 2,1 milhões de motocicletas produzidas no Brasil”, diz Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo. Para 2020, a entidade projeta novo crescimento, com volume total estimado em 1.175.000 motocicletas, o que representaria um avanço de 6,1% sobre os resultados obtidos pela indústria em 2019. Caso a estimativa se confirme, 2020 será o terceiro ano consecutivo em que o a marca de 1 milhão de unidades produzidas será ultrapassada.

Veja também:
Triumph bate recorde de vendas no Brasil em 2019
Harley-Davidson reduz preços de Iron 883 e 1200
Ducati cresce no país e lança nova garantia estendida

Para Fermanian, a busca por veículos de duas rodas para mobilidade, mais econômicos, flexíveis e ágeis, estão entre os motivos para essa expectativa de crescimento. Além disso, o aumento da confiança do consumidor, maior oferta de crédito e a oferta de novos produtos, com mais tecnologias, vem ajudando o setor a crescer.

Vendas de motos em alta em 2019

As vendas no atacado, que correspondem ao repasse das fábricas para as concessionárias, somaram 1.084.639 unidades em 2019, totalizando um crescimento de 13,2% em relação ao volume de 2018, de 957.764 motocicletas. Para 2020, a Abraciclo projeta um crescimento de 5,7%, totalizando 1.147.000 unidades.

Mercado de motos em alta
Honda CG 160 teve mais de 300 mil unidades emplacadas em 2019 (Divulgação)

Já as vendas no varejo, o crescimento de 2019 foi de 14,6%, com 1.077.234 motos licenciadas, contra 940.108 unidades. A entidade projeta uma alta de 5,8% nessa modalidade de vendas, estimando o emplacamento de 1.140.000 motocicletas novas.

O único segmento que registrou queda no balanço de 2019 e que, de acordo com a Abraciclo, deve continuar em queda, é o de exportações. Ano passado houve um recuo de 43,3%, para 38.614 unidades embarcadas, contra 68.073 unidades em 2018. Em 2020, 28.000 unidades devem ser enviadas ao exterior, um recuo previsto de 27,5%.

Scooters registram crescimento histórico em 2019

No desempenho por categoria, a mais comercializada no atacado em 2019 foi a Street, que teve 49,5% de participação no total, com 536.544 unidades comercializadas. Em seguida aparece a Off-Road, que registrou um crescimento de 40,9% em vendas no atacado, passando de 10.110 unidades para 14.241 unidades.

Mercado de motos e scooters em alta
Categoria scooter vem apresentando crescimento contínuo (Divulgação)

Porém, o principal destaque de 2019 foi a categoria Scooter, que registrou recorde histórico com crescimento de 43,8% nas vendas no atacado. Em 2019, as fábricas repassaram para as concessionárias 96.577 unidades, em comparação com as 67.183 unidades de 2018.