Card image
Notícias
Pro Tork Tatu na Lama reúne mais de 2 mil trilheiros

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 10/12/2019
  • Por: Willian Teixeira

Realizado no último fim de semana, o 15º Pro Tork Tatu na Lama reuniu pilotos de motos, quadriciclos e UTVs em uma festa off-road na pequena cidade de Massaranduba, em Santa Catarina. Segundo a organização, o evento foi prestigiado por mais de 2.447 trilheiros, além de um público geral de 10 mil pessoas.

A trilha com 74 quilômetros de percurso foi o ponto alto do encontro. Nela, os participantes desafiaram seus limites passando por belas paisagens da região, incluindo as típicas plantações de arroz e banana, fonte da economia local. A primeira edição da Trilha Kids também chamou a atenção, com muita cumplicidade entre pais e filhos.

Trilheiros participam do Pro Tork Tatu na Lama
Mais de 2 mil trilheiros se reuniram em Massaranduba (SC) para o 15º Tatu na Lama (Divulgação)

Para um dos organizadores, Joel Silva, foi um verdadeiro sucesso. “Foi bonito de ver as famílias apaixonadas pelo off road. Estamos realmente satisfeitos, crescemos em relação ao ano passado, movimentamos mais de R$ 1 milhão em estabelecimentos no município. Gostaria de agradecer a todos que nos prestigiaram. E se preparem, pois em 2020 estaremos de volta e ainda melhores”, garante Silva.

  • Trilheiros participam do Pro Tork Tatu na Lama
  • Trilheiros participam do Pro Tork Tatu na Lama
  • Trilheiros participam do Pro Tork Tatu na Lama
  • Trilheiros participam do Pro Tork Tatu na Lama

Um dos diferenciais do evento foi proporcionar momentos de diversão para todos ao longo dos três dias. Feira de negócios, shows musicais, apresentações de equipes de manobras radicais e voos panorâmicos de helicóptero fizeram parte da programação. O local ainda contou com praça de alimentação e camping gratuito.

O encontro sorteou para os participantes mais de R$ 100 mil em prêmios, incluindo três motocicletas Honda CRF250F e doze minimotos Pro Tork TR50F. Uma das vencedoras foi a pequena Rayssa Mokwa Treml, de apenas 10 anos, natural de Corupá. “Foi minha primeira trilha, fiz na garupa da moto com meu pai, pois ainda não tinha a minha. Estou muito feliz em ganhar uma motinha”, disse.

Conteúdo Recomendado

Comentários