fbpx
Card image
Competições
Patrocínio recebe última etapa do Brasileiro de Enduro FIM

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 13/09/2019
  • Atualizado: 13/09/2019 às 14:09
  • Por: Willian Teixeira

A sétima e última etapa do Brasileiro de Enduro FIM será realizada neste final de semana em Patrocínio (MG), cidade que fica a 420 quilômetros de Belo Horizonte, e contará com a presença dos principais pilotos e equipes da modalidade.

Todas as categorias ainda não tiveram seus campeões definidos, mas alguns pilotos possuem situação mais confortável, como Romain Dumontier na E2, Patrick Capila na EJ, Nielsen Bueno (E35), Juliano Wilgen (EA), Bárbara Neves (EFeminina) e Leo Kauffmann (Kids Youth). Nas demais categorias, tudo indica que a briga pelo título será até a última especial do domingo.

Títulos do Brasileiro de Enduro FIM serão definidos neste domingo (Dines Zamai/Mundo Press)

Veja também:
Sertões 2019: Tunico Maciel é bicampeão entre as motos
Aventura de Africa Twin na Chapada dos Guimarães
Moto: veículo da amizade e da curtição

A Enduro GP é uma das que seguem indefinidas, tendo Romain Dumontier na liderança, com Bruno Crivilin na 2ª colocação. O piloto francês celebra a oportunidade de competir no Brasil, e garante que lutará pela vitória para sagrar-se campeão da categoria que reúne os mais rápidos do Brasileiro de Enduro FIM.

“Foram corridas muito boas, mas também de adaptação, e a medida que eu fui me acostumando com o terreno e com os pilotos daqui os resultados foram melhorando. O meu objetivo é fazer uma corrida consistente e fechar o campeonato com vitórias, vou lutar pelo título”, afirma Dumontier, da Yamaha O2BH Racing.

Francês Romain Dumontier lidera categoria Enduro GP e está perto do título da classe E (Rogerio Leite/Mundo Press)

Segundo Bruno Crivilin, atual campeão da Enduro GT, a chegada de Dumontier foi boa para o Brasileiro de Enduro FIM: “É um piloto campeão mundial, com muita qualidade, e nós temos feito belas disputas no campeonato”.

O piloto capixaba não esconde a ansiedade para a etapa deste final de semana. “Venho me dedicando muito desde o início da temporada. A equipe ofereceu tudo que eu precisei nesse primeiro ano trabalhando juntos. Estou feliz em estar andando em um nível forte e vou fazer de tudo para deixar esse título no Brasil”, afirma Crivilin, que também segue na disputa pelo segundo título consecutivo na classe E1, na qual precisará superar o atual líder, Júlio Ferreira, da Edgers Racing.

Bruno Crivilin é vice-líder da Enduro GP e luta pelo título da classe E1 (Rogério Leite/Mundo Press)

A etapa de Patrocínio também é decisiva para Bárbara Neves, que está bem perto do bicampeonato da categoria EFeminina. A piloto da Honda Racing só precisa completar a prova para garantir o título da classe exclusiva para mulheres. “Claro que quero vencer, mas serei bem cautelosa, porque independente do resultado meu foco é o título do campeonato”, ressalta a goiana.

A competição feminina conta com apenas três etapas: Itapema (SC), Marzagão (GO) e Patrocínio (MG). Como desafio durante o ano, Bárbara encarou também outras provas junto com os homens, na classe E4 Pro, para motos nacionais. “Foi uma experiência muito bacana para treino e aprimorar as técnicas de pilotagem. Estou muito feliz e empolgada com todas as oportunidades”, finaliza Bárbara.

Na classe que contou com a presença de Bárbara Neves quando não houveram provas da EFeminina, a E4 Pro, o líder Anderson da Luz e o vice-líder Vitor Borges seguem disputando o caneco. Os pilotos da MXF Motors estão separados por uma diferença de apenas sete pontos.

Bárbara Neves está bem perto do bicampeonato da classe EFeminina (Rogério Leite/Mundo Press)

Implementadas em 2019, as categorias Kids contam com quatro divisões: Infantil (até oito anos), Cadete (de 9 a 12 anos), Juvenil (de 13 a 15 anos) e Youth (de 16 a 18 anos). A abertura do campeonato foi em Itapema/SC e a segunda etapa, em Aracruz/ES. Os campeões serão conhecidos neste domingo.

As competições da etapa de Patrocínio (MG) começam nesta sexta-feira, dia 13 de setembro, com o desafio Troca Rápida Parts 57 e o Super Prime. No primeiro, os competidores terão de trocar o pneu de suas motos em uma disputa cronometrada. “Para ser piloto de Enduro FIM, é fundamental saber fazer a manutenção na sua motocicleta. Por isso, surgiu a ideia do Desafio Troca Rápida Parts 57, no qual os pilotos terão que enfrentar o cronômetro e trocar o pneu da motocicleta no menor tempo possível. Aquele que efetuar a troca mais rápido será o vencedor”, explica Maurício Brandão, diretor de Enduro FIM na Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e responsável pelo evento no Triângulo Mineiro.

Em seguida, às 20h desta sexta, será a hora dos pilotos enfrentarem o Super Prime. De dois em dois, os competidores da categoria Enduro GP, direcionada aos mais rápidos do campeonato, entram na pista do Espaço Cultural para batalhas eletrizantes. Os mais bem classificados receberão bônus de tempo na primeira especial da prova.

Anderson da Luz lidera categoria E4 Pro, com 232 pontos, sete a frente do vice-líder, Vitor Borges (Rogério Leite/Mundo Press)

No fim de semana, o percurso terá 53 quilômetros. Os pilotos irão cumprir três voltas no circuito a cada dia, o qual inclui três especiais cronometradas. O Cross Teste Yamaha será na pista do Espaço Cultural, com 3,5 km e passagem por uma tradicional pista de motocross. O Enduro Teste Husqvarna será na Serra do Gavião, incluindo 100% de trilhas típicas da região, em um single track com cascalho, pedras e 7,5 km. Por fim, o Cross Teste Honda, na Chácara Recanto da Serra, será em um percurso utilizado para provas de cross country e em um trecho de uma pista de motocross. A especial, com 5,7 km de extensão, também servirá de palco para as disputas das categorias Kids.

Além de ser válida pela final do Campeonato Brasileiro de Enduro, a prova contará pontos para a sexta e a sétima etapas do Campeonato Mineiro e pela sétima etapa da Copa Cerrado.

“O Brasileiro de Enduro FIM 2019, desde o início, promoveu etapas incríveis e com desafios variados, levando em conta a topografia e as características de cada região. Outro ponto em comum em cada prova foi o comprometimento dos organizadores locais. O nosso objetivo com a final em Patrocínio é encerrar o campeonato com chave de ouro. Está tudo pronto e serão dias de disputas emocionantes para definir os campeões da temporada”, afirma Brandão.