Card image
Notícias
Para durar na cidade

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 03/06/2015
  • Por: admin

<p>Segundo a marca francesa, o novo pneu Michelin City Pro tem como grande diferencial o tripé aderência em pista molhada, resistência a furos e durabilidade, sendo que, nesses dois últimos, o pneu pode ser 20% melhor que os concorrentes. Todos esses números foram alcançados e comprovados após mais de 440 000 km de testes com o novo modelo em 48 motocicletas de mototaxistas e motofretistas que rodaram pela Malásia entre novembro de 2013 e março de 2014 e, ainda, em testes conduzidos pelos renomados institutos independentes TÜV Rheinland Malaysia e Dekra Test Center.</p>

<p><img alt="Pneu Michelin City Pro" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/pneu2_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>“Além de segurança, os motociclistas precisam de pneus que durem mais e que sejam bastante resistentes”, explica Rogério Cortes, Diretor de Marketing e Vendas de Pneus para Motocicletas da Michelin América do Sul. Ainda segundo a Michelin, a excelente resistência a perfuração (20% maior que a do seu concorrente mais próximo) é explicada pela tecnologia que emprega três camadas reforçadas de lona e uma camada extra de borracha abaixo da banda de rodagem. Camada essa que, além de reforçar a estrutura contra furos, também tem a função de prevenir vazamento de ar provocado pela abrasão da câmara com a parte interna do pneu. </p>

<p><img alt="Gráfico comparativo de durabilidade do pneu" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/grafico_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Durante os testes independentes o City Pro demonstrou durabilidade 10% superior à do modelo antecessor (o Michelin M35), e 21% em relação ao concorrente mais bem avaliado nesse sentido, como é possível visualizar no gráfico acima. Isso representa, segundo o instituto Dekra, uma média de 20 000 km rodados a mais no pneu traseiro e 30 000 km no dianteiro. </p>

<p><img alt="Área de contato reforçada com MOT (Michelin Overlap Technology). Uma camada extra de borracha e três camadas de lona. Melhor de sua classe em resistência à perfuração " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/detalhe_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>No caso do City Pro, parece que a borracha mais dura — um dos recursos utilizados para diminuir o desgaste — não significa diminuição na aderência, pelo contrário. Os excelentes resultados de aderência em piso molhado (tempo por volta em circuito e frenagens), comprovados pelo instituto TÜV Rheinland, são fruto da taxa de recorte de 32% (o que, a grosso modo, podemos chamar de quantidade de sulcos na banda de rodagem), bem alta se considerarmos que em um Michelin Pilot Street, por exemplo, a taxa de recorte é de 19%. </p>

<p><img alt="Na apresentação do novo pneu, foi possível ter um primeiro contato, pilotando em um circuito montado com cones" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motos_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Disponível em nove medidas, para pneus entre 16 e 18 polegadas e classificação de velocidades que variam de “P” (até 150 km/h) à “S” (180 km/h), o City Pro chegou em maio às revendas de pneus no Brasil. Como referência, o preço sugerido para o consumidor final em São Paulo é de R$ 137,50 para a dimensão 90/90-18 e de R$ 124,50 para a dimensão 2.75-18. É importante lembrar que o preço poderá variar dependendo da região do pais. </p>

Conteúdo Recomendado

Comentários