Card image
Notícias
Mercado de motos seminovas sobe 2% em 2019

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 18/02/2020
  • Por: Willian Teixeira

Assim como o das novas, o setor de motos seminovas e usadas também encerrou o ano de 2019 em alta, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). De acordo com dados da entidade, foram negociadas 2.985.752 unidades em 2019, um avanço de 2,83% sobre as 2.903.456 motocicletas usadas e seminovas negociadas em 2018.

O relatório indica que a Honda lidera a participação por marcas, com 78,54% das motos negociadas, seguida por Yamaha (12,90%), Suzuki 2,83% e Dafra (0,96%). Juntas, outras fabricantes somam 4,77% de participação no setor.

Vendas de motos seminovas continuam em alta
Vendas de motos seminovas estão em alta (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Veja também:
Produção de motos supera 100 mil unidades em janeiro
Yamaha XMAX tem preço justo e surpreende na pilotagem
Honda inicia pré-venda das novas CB 650R e CBR 650R

O ano de 2020 também começou em alta no segmento. De acordo com o levantamento da Fenabrave, o mês de janeiro teve 250.332 motocicletas seminovas negociadas, uma alta de 4,97% na comparação com as 238.484 unidades registradas em igual período de 2019.

Porém, quando comparamos os números com os de dezembro do ano passado, houve uma desaceleração de 1,65% no setor, pois 254.533 motos seminovas foram negociadas no último mês de 2019, segundo o documento.

Suzuki é a 3ª na participação por marcas no segmento de motos seminovas
Suzuki é a 3ª em participação por marca no segmento de motos seminovas (Divulgação)

Na participação por marcas, a Honda mantém a liderança, com 78,64% do mercado nacional de motocicletas usadas, seguida por Yamaha (12,88%), Suzuki (2,76%) e Dafra (0,92%). Juntas, outras marcas respondem por 4,80% das motos seminovas comercializadas no país.

Conteúdo Recomendado

Comentários