Card image
Competições
Motocross retorna no Brasil com evento-teste no Ceará

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 21/07/2020
  • Por: Willian Teixeira

O motocross brasileiro teve seu retorno após a pandemia do novo coronavírus no último final de semana, com a realização do evento-teste para a inauguração da pista oficial do Centro de Treinamento Sand MX Aroeira, em Aquiraz, no Ceará. O local, com 85 mil metros quadrados vai sediar uma etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2020, com realização prevista para outubro.

O evento-teste de inauguração e homologação da pista de motocross em Aquiraz foi organizado pela Federação de Motociclismo do Estado do Ceará (FMC), contou com supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e teve autorização do Governo do Estado do Ceará e da Prefeitura Municipal de Aquiraz. Para sua realização, foram seguidos todos os protocolos de saúde e segurança obrigatórios para volta das atividades após a pandemia do Covid-19.

Motocross retorna no Brasil com evento-teste no Ceará
Evento-teste no Ceará marcou o retorno do motocross nacional após pandemia do coronavírus (Rogério Almeida)

Veja também:
Sertões 2020 tem nova data por causa das eleições
Gabriel Andrigo escolhe categorias do Loretta Lynn’s

Pneus: conheça novidades de Michelin e Rinaldi

A competição na pista de Aquiraz contou com participação de 80 pilotos em 11 categorias, e quem se destacou foi o pernambucano Tallys Nathan, bicampeão brasileiro na categoria MX2 Júnior. O piloto da equipe Yamaha Monster Energy Geração faturou as provas das categorias MX1 e MX2.

Motocross retorna no Brasil com evento-teste no Ceará
Pilotos de 11 categorias competiram em Aquiraz no último final de semana (Rogério Almeida)

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Os outros vencedores foram: Marcos Vinícius “Marquinhos”, na MX2 JR/Intermediário; Diego Julião, na MX3 e Nacional Open; Jonathan Pinto, na Nacional Pro; Bruno Alencar, na MX4; Alisson Victor, na Nacional Intermediário; David Lara, na MX5. Nas categorias infantis, Renato Rocha Filho “Renatinho” faturou a 50cc e Teófilo Ted, a 65cc.

Savio Azevedo, presidente da FMC, considera que o evento-teste teve saldo bastante positivo. “Os competidores puderam andar em um terreno arenoso, típico do litoral cearense. O nosso propósito é fazer uma pista com alto nível técnico, que exija bastante preparo físico e que ao mesmo tempo seja segura e excelente para a prática do motocross”, destaca o dirigente.

“É uma grande responsabilidade fazer o primeiro evento de motocross no Brasil, com a presença da CBM nessa situação difícil que estamos passando. Porém, estou muito feliz em ver as coisas aos poucos voltando ao normal e também a retomada dos esportes individuais a céu aberto. As equipes cumpriram com o nosso pedido para a redução do número de integrantes e entenderam as práticas rigorosas que aplicamos. O evento ocorreu sem nenhuma grande incidência, nossos sinalizadores de pista eram todos socorristas treinados e tivemos todos os cuidados necessários”, completa Azevedo.