Card image
Notícias
Moto Honda da Amazônia celebra 25 milhões de motos produzidas

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 16/03/2020
  • Por: Alexandre Nogueira

Inaugurada em 1976, a Moto Honda da Amazônia comemora a produção da motocicleta de número 25 milhões com a recém lançada CG 160 Titan S, o que a torna a maior fabricantes de veículos do país.

Para tanto, foi realizada uma cerimônia na fábrica em Manaus com a participação do Presidente da Honda South America, Issao Mizoguchi, do Sr. Noriaki Abe, dirigente responsável pelas Operações Globais da Honda, bem como autoridades municipais, estaduais, federais, entidades governamentais, concessionárias do Grupo Honda e profissionais da imprensa.

Honda CG 160 Titan S marca 25 milhões de motos produzidas (Divulgação)

Veja também:
Honda CB 500F e CB 500X diminuem similaridades
Serviço Expresso Honda: quanto vale o seu tempo?
Óleo Pro Honda 10W30: a melhor lubrificação para a sua moto

A Honda é líder absoluta do segmento no Brasil e colabora diretamente com uma ampla cadeia de suprimentos para atender a demanda e também aplicou investimentos de 500 milhões de reais na modernização da fábrica, com uma nova linha de fundição e usinagem de blocos de motores, tampas, cilindros e cabeçotes bem como melhorias nas linhas de montagem, visando elevar a competitividade da Moto Honda globalmente.

Moto Honda da Amazônia: linha de montagem de motores (Divulgação)

A fábrica da Honda em Manaus é a mais verticalizada do mundo e além da montagem de motocicletas, desenvolve ferramentas e componentes, através dos constantes investimentos em tecnologia e modernização. Para se ter uma ideia, a cada 22 segundos uma nova Honda Biz chega no final da esteira.

Moto Honda da Amazônia: uma Honda Biz a cada 22 segundos (Divulgação)

Seguindo o comprometimento dos investimentos, a Honda apresentará 16 novidades em sua linha de motocicletas até o final de 2021, com novos modelos e novas gerações dos modelos atuais.

Honda CB 650R: lançamento mais recente da marca da asa no Brasil (Divulgação)

Mas a Honda não pensa apenas na produção e tecnologia, por isso seus investimentos refletem também na contribuição social, tanto pelos empregos diretos gerados em toda a cadeia, quanto pelo valor e riqueza que o produto final gera para o cidadão, famílias e empreendedores de todo o país.

Honda CG 125 foi a primeira moto produzida na fábrica de Manaus (Divulgação)