Card image
Notícias
Moto Guzzi V85 TT ganha melhorias para linha 2021

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 21/01/2021
  • Por: Willian Teixeira

A italiana Moto Guzzi, que completa 100 anos de história em 2021, anunciou novidades para a maxitrail V85 TT, motocicleta que tem dois anos de mercado e já conquistou muitos fãs no exterior. Tanto que, segundo a própria marca, ela já é o modelo mais vendido de seu line-up.

Para a linha 2021, a V85 TT recebeu mudanças no motor, que preservou sua estrutura característica e exclusiva. Trata-se de um bicilindrico em V que tem 853 cm³ de capacidade e é montado de forma transversal na moto. Sua refrigeração é a ar, a transmissão é por cardã e ele já está homologado para a nova norma Euro5.

Moto Guzzi V85 TT ganha melhorias para linha 2021

Veja também:
Moto Guzzi e seu lendário motor V-Twin transversal
Intenção de compra de motos cresce 40% no Brasil
Moto Guzzi V7 fica mais forte na linha 2021

Nesta nova versão o propulsor recebeu recebeu novos balancins e varetas para elevar as válvulas e aumentar o torque em baixa e média rotação. A central eletrônica da maxitrail da Moto Guzzi também foi recalibrada e ganhou dois novos modos – Sport e Custom. O primeiro adiciona mais torque e o segundo permite melhor ajuste ao controle de tração, ABS e sensibilidade do acelerador eletrônico. Eles juntam-se aos três já existentes (Street, Rain e Off-road), totalizando cinco modos de pilotagem.

Moto Guzzi V85 TT ganha melhorias para linha 2021

A linha 2021 da Moto Guzzi V85 TT também conta com novas rodas raiadas calçadas com pneus sem câmara – este último item é um pedido dos fãs da moto para a marca. Juntas, essas novidades garantem garantem uma economia de peso de cerca de 1,5 kg na moto. Controle de cruzeiro e a instrumentação TFT colorida também são itens padrão para a maxitrail italiana.

Moto Guzzi V85 TT ganha melhorias para linha 2021

A Moto Guzzi ainda não divulgou os preços e nem a estreia da nova V85 TT, mas segundo os colegas da MOTOCICLISMO Itália, seu valor deve ser próximo ao da versão anterior, que parte de 11.840 euros. É bem provável que não a vejamos nas ruas brasileiras, já que a Moto Guzzi não possui representação oficial no Brasil.

Comentários