Card image
Notícias
Mercado em queda

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 13/07/2015
  • Por: admin

<p>A Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), divulgou o balanço do mercado brasileiro, no primeiro semestre de 2015 e apresentamos aqui as principais informações.</p>

<p>A produção de motos, em comparação com o mesmo período de 2014, deixou de produzir 73 482 unidades, o que representa uma retração de 9,8%. No atacado, deixaram de serem vendidas 57 667 unidades, que representam uma queda de 8,8%. No varejo, a queda foi de 10,6% com 75 918 motocicletas deixando de ser comercializadas, o pior resultado desde 2006.</p>

<p><img alt="Reflexo da crise econômica, a venda e a produção de motos segue em queda" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/traxxmontagem_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Entre as opções de compra, o financiamento (CDC) foi a mais escolhida na hora de adquirir uma motocicleta, com 217 705 unidades no primeiro semestre de 2015, e sofreu queda de 16% em relação a 2014. O consórcio foi a segunda opção mais escolhida, com 213 260 unidades comercializadas, com uma queda de 4,4% comparado a 2014. Por último, a opção de compra a vista, com queda de 10,4%, com redução de 24 551 unidades deixando de ser comercializadas em comparação ao primeiro semestre de 2014.</p>

<p>Por categoria, as vendas de motos até 160 cm³ tiveram queda de 10,2% (- 63 754 unidades); as motos entre 161 cm³ e 449 cm³  sofreram queda de 16,9% (- 10 824 unidades); motos acima de 450 cm³ sofreram a menor redução, com 4,9% (- 1 340 unidades). Apenas o segmento de scooter cresceu 15,8%, com 2 787 unidades comercializadas acima do acumulado no primeiro semestre de 2014 (17 661 unidades).</p>

<p>Por região, as vendas no varejo foram maiores no Nordeste, em seguida no Sudeste, Norte, Centro Oeste e Sul.</p>

Conteúdo Recomendado

Comentários