Card image
Notícias
Mercado de motos fecha 2018 no azul

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 11/12/2018
  • Por: Carlos Bazela

Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, Abraciclo, mercado, números, 2018, vendas de moto, vendas, MDIC, produção, balanço, fechamento 2018, projeções 2019, motocicletas, motociclismo, Revista Motociclismo, Motociclismo Online

Em coletiva de imprensa realizada em São Paulo (SP), a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) divulgou os números atualizados do mercado e as projeções de fechamento do ano, uma vez que estamos chegando ainda ao meio de dezembro. E, para a felicidade de motociclistas e entusiastas, 2018 irá terminar no azul.

Segundo os números divulgados pela entidade, até novembro deste ano foram emplacadas 856 045 motocicletas, o que corresponde a um aumento de 10,7% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 773 576 motos. Somente em novembro, o número de emplacamentos foi de 76 792 motos, enquanto o mesmo mês de 2017 não passou das 65 277 unidades.

Veja também:
Vendas de motos seguem em expansão em outubro
Mercado: Produção e vendas de moto em crescimento
Vendas de motos sobem e produção bate recorde em agosto

Vendas, motos, produção, Manaus, Abraciclo, números, PIM, Renavam, greve dos caminhoneiros, motociclismo, Motociclismo Online, Revista Motociclismo, mercado, mercado de motos, vendas de motos, produção, metas, revisão

A Abraciclo ainda espera que 2018 termine com cerca de 939 000 motos vendidas, quebrando o ciclo de quedas anuais e ainda com crescimento de 10,3% se compararmos com o ano passado. Já a produção segue o bom ritmo e deverá fechar o ano superando a marca de um milhão de motos saindo das plantas fabris do PIM, o Polo Industrial de Manaus.

Projeções positivas

Na avaliação de Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, o desempenho expressivo do setor no acumulao do ano reflete a recuperação do cenário econômico, aumento da oferta de crédito e, principalmente, a volta da confiança do consumidor. “Outro fator foi o significativo aumento de lançamentos de produtos, foram mais de 40 modelos ante 32 em 2017”, comenta o executivo.

Outra boa notícia dada pela entidade é que 2019 vai continuar próspero para o nosso segmento. A Abraciclo acredita que o mercado crescerá pouco mais de 6% no ano que vem e as vendas de motos ficarão próximas de um milhão de unidades. Também é esperado que a produção continue em alta para acompanhar o varejo e fique na casa das 1 080 000 motocicletas.

Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, Abraciclo, mercado, números, 2018, vendas de moto, vendas, MDIC, produção, balanço, fechamento 2018, projeções 2019, motocicletas, motociclismo, Revista Motociclismo, Motociclismo Online

Exportações em baixa

Entretanto, nem tudo são flores para o mercado de motos. Até novembro, as exportações apresentaram queda de 12,9% e totalizaram 65 062 unidades, ante as 74 682 de 2017. Segundo a Abraciclo, o recuo está ligado à redução de demanda por parte da Argentina, que é o principal destino das motocicletas produzidas no PIM.

Segundo levantamento do MDIC – Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, nos 11 meses do ano, a Argentina absorveu 70,8% do volume exportado, seguida dos EUA (8,8%) e Colômbia (7,5%). A previsão da Abraciclo é que o ano termine com uma queda total de 14,4%, incluindo os números de dezembro. Infelizmente, as projeções da Abraciclo indicam também que o déficit nas exportações deverá ser ainda maior em 2019, chegando na casa dos 30%.

Fotos: iStock Photos

Conteúdo Recomendado

Comentários