Card image
Notícias
KTM já planeja lançamento da 250 Duke no Brasil

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 22/08/2018
  • Por: Carlos Bazela

KTM, 250 Duke, Duke 250, moto, naked, WP, TFT, 200 Duke, Duke 200, 390 Duke, Duke 390, monocilíndrica, city, lançamento, novidade, 1290 Super Duke R, Brasil, motociclismo, Revista Motociclismo, Motociclismo OnlineMostrada no último Salão Duas Rodas e recém-chegada ao mercado nacional, a nova geração da 390 Duke deixou ainda mais competitivo o segmento abaixo das 500 cilindradas. Entretanto, a redação da MOTOCICLISMO apurou que a KTM está preparando outra surpresa para o Brasil. Conferindo os emplacamentos do mês para o nosso ranking de vendas, que você confere nas páginas de nossa edição impressa, encontramos um emplacamento para a KTM 250 Duke, sinal de que a Duke de 200 cm³ já está em vias de ser substituída por sua versão renovada, que já roda há algum tempo pela Europa.

Consultada, a subsidiária brasileira da marca austríaca comentou que “algumas unidades são importadas para testes de componentes e/ou produtos acabados, porém não necessariamente esses testes significam lançamento de novos modelos”. A marca ainda disse que “no caso específico da KTM 250 Duke, não existem planos para lançamento a curto prazo no mercado brasileiro”. Entretanto a renovação recente de sua irmã maior e o emplacamento para testes nos leva a crer que a chegada de outro membro da família pode não demorar tanto assim para acontecer e a moto aportar por aqui já no ano que vem.

Veja também:
Nova geração da KTM Duke 390 já tem preço no Brasil
KTM 790 Duke tem preço revelado na Europa
Nova KTM 1290 Super Duke GT é flagrada em testes

KTM, 250 Duke, Duke 250, moto, naked, WP, TFT, 200 Duke, Duke 200, 390 Duke, Duke 390, monocilíndrica, city, lançamento, novidade, 1290 Super Duke R, Brasil, motociclismo, Revista Motociclismo, Motociclismo OnlineCom visual moderno, a 250 Duke encarna a recente reformulação visual da família, adotando traços semelhantes aos modelos maiores, como a 390 Duke e, principalmente, a 1290 Super Duke R, que podem ser reconhecidas nas laterais do tanque, farol e no escape mais longo, que substitui a saída centralizada abaixo do chassi da moto de 200 cm³.

O motor também foi revisto: a city de linhas radicais adota um monocilíndrico de 248,8 cm³ e arrefecimento líquido, capaz de gerar 30 cv de potência máxima. Já o quadro treliçado em alumínio e a suspensão dianteira invertida da WP, grife própria da KTM, aliados com o peso seco de 147 kg mantém a proposta de comportamento esportivo iniciada pela 200 Duke, mas sem alguns itens top de linha como o painel TFT de sua irmã de 390 cm³.

Fotos: KTM images

Conteúdo Recomendado

Comentários