fbpx
Card image
Notícias
Kawasaki ZZR1400 2020: será a última versão do mito?

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 07/10/2019
  • Atualizado: 07/10/2019 às 8:23
  • Por: Alexandre Nogueira

Lançada em 2006 para substituir a ZX-12R, chamada ZZR1400 no Japão e na Europa e Ninja ZX-14R em toda a América e no Brasil, a Kawasaki ZZR1400 2020 é provavelmente a última versão da lendária máquina que foi capaz de superar a barreira de velocidades acima de 300 km/h sobre a Suzuki Hayabusa 1340 e a Honda CBR 1100XX Superblackbird, as referências no auge da guerra entre as Sport Touring super velozes que começa nos anos 1990.

Kawasaki ZZR1400 2020: última versão do mito capaz de superar os 300 km/h (Divulgação)

A Kawasaki ZZR1400 ainda é a segunda moto mais rápida do mundo, superada apenas pela irmã Kawasaki H2R, que tem motor sobrealimentado, mas sua concorrente direta é, na verdade, a Suzuki Hayabusa, pelo fato dos motores serem aspirados.

Kawasaki Ninja ZZR1400 Performance Sport 2020: série exclusiva de despedida (Divulgação)

Quem começou essa briga para superar os 300 km/h foi a própria Kawasaki, quando lançou em 1988 a poderosa ZX 10 Tomcat. Em 1990 chega a ZX-11, que reinou como a moto de produção em série mais rápida do mundo até 1995.

Kawasaki ZX 10 Tomcat 1988: precursora das Sport Touring (Divulgação)

Em 1997 a Honda decide entrar no páreo e lança a CBR 1100XX Superblackbird, motocicleta que foi capaz de superar a ZX-11. Logo após veio a Suzuki Hayabusa 1300 para desbancar todas as concorrentes japonesas, mas a Kawasaki retomou o trono em 2006 com a ZZR1400 e seu motor de quatro cilindros capaz de entregar quase 200 cavalos de potência.

Honda CBR 1100XX SuperBlackBird: versão de 1997 era carburada e chegou a reinar como mais veloz do mundo (Divulgação)

Veja também:
Famosa nos anos 1980, Suzuki Katana está de volta
Aprilia lança exclusiva RSV4 X para apenas 10 felizardos
Suzuki Hayabusa 2020 chega com novas cores e grafismos

Suzuki GSX 1300R Hayabusa: chegou em 1999 para desbancar a ZX 11 e a CBR 1100XX (Divulgação)

A primeira versão da ZZR1400 vinha equipada com um motor de quatro cilindros em linha de 1.352 cm³ que entregava 190 cavalos de potência a 9.500 rpm e torque de 15,7 kgf.m a 7.500 rpm, valores realmente exagerados para uma motocicleta com pretensões de turismo.

A primeira ZZR 1400 de 2006: turismo em altas velocidades com muito conforto (Divulgação)

A segunda geração da ZZR1400 veio em 2012, agora com 1.441 cm³ e 200 cavalos de potência a 10.000 rpm com torque de 16,6 kgf.m nas mesmas 7.500 rpm. Em altas velocidades o sistema Ram Air acrescenta mais 10 cavalos. O motor tem um funcionamento muito suave e alto torque em uma faixa muito ampla de rotações, aproveitado com a máxima excelência pelo câmbio de seis marchas.

Kawasaki ZZR1400 Performance Sport 2020: decoração específica (Divulgação)

A Kawasaki ZZR1400 tem uma carenagem que oferece ótima proteção contra o vento, suspensões de alta qualidade e um motor muito forte, para proporcionar o máximo de conforto ao viajante que não abre mão da esportividade. A Kawasaki ZZR1400 Performance Sport – Ninja ZX-14R High Grade no Japão – vem equipada com pinças dianteiras monobloco Brembo M50 e um amortecedor traseiro Öhlins TTX-39 para melhorar ainda mais a qualidade da pilotagem.

Edição especial traz pinça de freio brembo M50 (Divulgação)

Sistemas eletrônicos como controle de tração, modos de pilotagem e freios ABS fazem parte do pacote. Provavelmente a Kawasaki vai tirar a ZZR1400 de linha porque o motor não será capaz de passar pelos novos índices de emissões do Euro5, então é fato que a atual tourer da marca, a Kawasaki H2 SX SE, vai tomar o seu lugar, com seu motor mais aprimorado e eficaz.

Acabamento refinado causa enorme satisfação e prazer ao piloto (Divulgação)

A Kawasaki ZZR1400 reinou como carro chefe da marca da Akashi e tornou-se um ícone, que com certeza, vai deixar saudades.