Card image
Notícias
Kawasaki traz nova Ninja ZX-10R SE e Z900RS Café ao Brasil

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 13/08/2018
  • Atualizado: 21/12/2018 às 11:03
  • Por: Carlos Bazela

Kawasaki, Ninja, Z900, Z900 RS, motos, naked, dez anos, comemoração, novidades, esportiva, H2, H2 Carbon, H2 SX SE, retrô, lançamento, preço, motociclismo, Motociclismo Online, Revista Motociclismo, Casa de Akashi, Ninja H2 SX SE, preço, lançamento, Brasil, sport-touring, esportiva, Ninja 400, IMU, supercharger, turbinada, Z900 RS Café.A Kawasaki resolveu reforçar ainda mais o seu line-up nacional com outros dois lançamentos vindos diretamente do EICMA, o Salão de Milão. Depois da sport-touring Ninja H2 SX, a subsidiária brasileira da Casa de Akashi confirmou nesta semana a chegada da superesportiva Ninja ZX-10R SE e da Z900 RS Cafe, que leva a proposta retrô da naked tetracilíndrica ainda mais longe e promete agradar os amantes de modelos retrô. Ambas as motos estão previstas para aterrissar nas concessionárias brasileiras da marca verde já no fim de agosto.

Com seu famoso motor de quatro cilindros em linha de 998 cm³, a superesportiva japonesa traz equipamentos vindos diretamente do Mundial de Superbike, como o Controle Eletrônico de Suspensão (KECS, Kawasaki Electronic Control Suspension).

Veja também:
-Kawasaki reúne passado e futuro em Milão
-Kawasaki traz Ninja 400 e Z900RS para Salão Duas Rodas
-Veja os destaques da MOTOCICLISMO 248, já nas bancas!

Desenvolvido em conjunto com a Showa, o KECS adiciona amortecimento controlado eletronicamente na dianteira e na traseira em um sistema semi-ativo que adapta em tempo real as condições do trajeto e da condução à quantidade ideal de amortecimento exigida para cada momento. Segundo a marca, o sistema oferece flexibilidade para lidar com uma ampla gama de situações de condução em ruas e estradas e o firme amortecimento necessário para a pilotagem em pista, melhorando, inclusive, a aderência dos pneus em curvas.

Outra novidade é o câmbio assistido quickshift, que permite subir e descer marchas sem utilizar a embreagem, para que o piloto possa aproveitar seus 210 cv de potência máxima a 13 000 rpm, já com o sistema RAM Air em funcionamento e os 11,6 kgf.m de torque nos 11 500 giros. O preço sugerido é de R$ 93 990.

Estilo café racer

Motos, Kawasaki, Kawa, naked, retrô, Z900RS, Z900RS Café, tetracilíndrico, Salão Duas Rodas, EICMA, Salão de Milão, Revista Motociclismo, Motociclismo Online, motociclismo, Z900, preço, Brasil, EUA, Estados UnidosJá a Z900 RS Cafe, incorpora bolha dianteira, semi-guidões e assento esportivos ao modelo que jáa chegou por aqui – e que nós testamos na edição 248 da MOTOCICLISMO.

O coração é o coração da Z900 RS é o mesmo tetracilíndrico de 948 cm³ arrefecido a líquido com comando duplo no cabeçote (DOHC). Mas, com potência máxima reduzida de 125 para 111 cv a 8.500 rpm, enquanto o torque máximo se mantém nos 10 kgf.m da Z900 que conhecemos, mas chega mais cedo, aos 6.500 giros.

Assim como na naked convencional, freios ABS, controle de tração e dois modos de pilotagem fazem parte do pacote. A moto chega pelo preço sugerido de R$ 49 990, que é 1 000 a mais do que o da Z900 RS já disponível.

Conteúdo Recomendado

Comentários