Notícias
  • 26/10/2019
Kawasaki mostra W800 e aumenta linha de clássicas

A Kawasaki ampliou a gama de clássicas ao apresentar a W 800, que chega para fazer companhia as versões Street e Café. A moto estará no estande da Casa de Akashi no Salão de Milão (EICMA), de 7 a 10 de novembro.

O novo modelo é ainda mais inspirado na icônica W1, de 1966, e o visual clássico destaca-se com a presença de diversas peças cromadas, como detalhes no tanque, guidão e na moldura do farol redondo. Ela usa o mesmo motor vertical de dois cilindros das suas irmãs, de 773 cm³, que entrega 48 cv a 6.000 rpm e torque máximo de 6.5 kgf.m a 4.800 rpm. O sistema de partida é elétrico, enquanto o resfriamento é feito por líquido.

  • Kawasaki W 800 2020
  • Kawasaki W 800 2020
  • Kawasaki W 800 2020
  • Kawasaki W 800 2020
  • Kawasaki W 800 2020
  • Kawasaki W 800 2020
  • Kawasaki W 800 2020
  • Kawasaki W 800 2020
  • Kawasaki W 800 2020

Veja também:
Renato Fabrini é novo diretor da Triumph no Brasil
Equipada com supercharger, Kawasaki Z H2 é lançada em Tóquio
Começou o Moto de Ouro 2019. Participe você também!

O chassi é tubular de berço duplo e tem maior diâmetro para garantir mais rigidez. A suspensão dianteira tem as barras com 41 mm de diâmetro e pneus mais largos, de 19 polegadas, enquanto as versões Café e Sport tem rodas de 18 polegadas na frente. Na traseira, a roda de todas as versões é de 18 polegadas.

O assento é confortável e espaçoso, com estofamento mais espesso. Em seu design, destacam-se as linhas clássicas do chassi, do escape e dos silenciadores. Os freios possuem ABS na dianteira e na traseira, programados para atender às normas do Euro 5. O painel, que é analógico, faz parte do visual clássico da moto, e traz velocímetro e conta-giros, além de um pequeno mostrador digital.

A nova Kawasaki W 800 pode ser personalizada com vários acessórios, como aquecedor de manoplas, protetor para o motor, suporte traseiro cromado, entre outros. No momento não há informações sobre sua vinda ao Brasil. Vamos aguardar!