Card image
Notícias
Kawasaki anuncia recall das Ninjas ZX-10R e ZX-10RR no Brasil

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 28/02/2018
  • Por: Carlos Bazela

Kawasaki, Ninja, ZX-10R, ZX-10RR, motos, superesportiva, superbike, Revista Motociclismo, Motociclismo Online, Jonathan Rea, recall, transmissão, Brasil, Estados Unidos, A Kawasaki do Brasil anunciou hoje a campanha de recall da Ninja ZX-10R com e sem ABS e da Ninja ZX-10RR fabricadas entre janeiro de 2016 e fevereiro de 2018 para substituição de componentes no conjunto de transmissão. De acordo com o comunicado postado no site brasileiro da Casa de Akashi, “a resistência de algumas das engrenagens do câmbio não é suficiente, e por consequência a engrenagem pode quebrar dependendo da forma como é feita a troca de marchas, levando a uma situação de risco por queda ou colisão”. A marca ainda pede que os proprietários de unidades atingidas suspendam o uso da motocicleta até a realização do reparo.

O recall já havia sido confirmado nos Estados Unidos pela Administração Nacional de Segurança de Tráfego norte-americana (da sigla em inglês NHTSA), que também fez a Harley-Davidson convocar 175 mil motos por lá neste mês. Na terra do Tio Sam, estima-se que cerca de 4 mil motos, sejam atingidas pela campanha.

Veja abaixo a numeração de chassi das versões com e sem ABS da ZX-10R e da ZX-10RR atingida pela convocação da Kawasaki. Caso a sua moto esteja dentro da numeração especificada, a marca pede que entre em contato com sua concessionária para agendar o reparo, cujo tempo médio para ser concluído é de quatro horas, e também disponibiliza o telefone gratuito 0800-773-1210, que atende das 08h às 19h para sanar possíveis dúvidas.

Kawasaki, Ninja, ZX-10R, ZX-10RR, motos, superesportiva, superbike, Revista Motociclismo, Motociclismo Online, Jonathan Rea, recall, transmissão, Brasil, Estados Unidos,

Ícone entre as superbikes de um litro, a Kawasaki Ninja ZX-10 e sua versão RR, campeã mundial de Superbike com Jonathan Rea no ano passado, partilham o mesmo motor tetracilíndrico de 998 cm³ arrefecido a liquido e duplo comando no cabeçote (DOHC). O propulsor é capaz de gerar até 210 cv de potência máxima com a atuação do sistema Ram Air de indução de ar a 13.000 rpm. Já o torque é de 11,6 kgf.m a 11.500 giros.

Conteúdo Recomendado

Comentários