Card image
Notícias
Japonesas estabelecem acordo por baterias de motos elétricas

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 06/04/2021
  • Por: Willian Teixeira

O Consórcio japonês para o desenvolvimento de baterias substituíveis em motocicletas elétricas concluiu um acordo para a padronização das baterias substituíveis e sistemas de troca, pavimentando o caminho para o crescimento do segmento no Japão.

Lançado em 2019, o Consórcio criado por Kawasaki, Honda, Suzuki e Yamaha tem como foco o mercado japonês e trabalha em conjunto com organizações como a Associação de Fabricantes Automotivos do Japão, Prefeitura de Osaka e Universidade de Osaka, visando a popularização e aumento da adoção de motos elétricas equipada com baterias substituíveis.

Japonesas estabelecem acordo por baterias de motos elétricas
Baterias para o scooter Benly-e, da Honda (Divulgação)

Veja também:
Switch Motorcycles eScrambler é uma elétrica retrôfuturista
Voltz melhora seu scooter elétrico EV1 para 2021
Seat inicia produção do scooter elétrico MÓ

Desde o início dos trabalhos, as marcas estão formulado padrões para baterias substituíveis de uso comum e seus sistemas de troca, visando sanar problemas que impedem a adoção generalizada de motos elétricas como opção de mobilidade mais ecológica e conveniente, além de lidar com questões como autonomia e redução no tempo de carga.

Parte das especificações comuns acordadas estão em conformidade com o artigo técnico TP21003 da Sociedade de Engenheiros Automotivos do Japão, publicado em 19 de março. O Consórcio irá conduzir as verificações técnicas e a padronização do uso mútuo de baterias substituíveis com base nessas especificações em comum.

Japonesas estabelecem acordo por baterias de motos elétricas
EC-05, motoneta com baterias intercambiáveis oferecida pela Yamaha em Taiwan (Divulgação)

Com o aumento da demanda mundial pela mobilidade elétrica buscando a concretização de uma sociedade neutra em carbono, o Consórcio irá trabalhar em conjunto com a Associação de Fabricantes Automotivos do Japão para disponibilizar o uso comum internacionalmente (padronização internacional).

À medida que a consciência para a sustentabilidade aumenta globalmente, o Consórcio acredita que a análise e promoção cooperativa dentro de toda a indústria de motocicletas, para construir um ambiente que favoreça a expansão e a adoção generalizada, é vital para que as motocicletas continuem sendo a escolha de mobilidade dos clientes e contribuam para a concretização de uma sociedade neutra em carbono.

Japonesas estabelecem acordo por baterias de motos elétricas
Estação de troca de baterias da Ionex, em Taiwan (Divulgação)

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– 
Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

“Este acordo para a padronização de baterias de uso comum é uma conquista que só foi possível graças às quatro fabricantes japoneses de motocicletas que trabalharam juntas ao longo dos últimos dois anos. Agradeço a todos os associados do Consórcio e à Sociedade de Engenheiros Automotivos do Japão, Inc. por sua compreensão e suporte. Enquanto vamos continuar a cooperação para construir um ambiente que permita o uso mútuo da bateria com base em nosso acordo, também estaremos competindo uns com os outros para desenvolver produtos atraentes que atendem às necessidades de nossos clientes. Por meio de nossos esforços de cooperação e competição, vamos trabalhar para a adoção generalizada de motocicletas elétricas para concretização de uma sociedade sustentável.”, afirma Noriaki Abe, Diretor Global das operações de Motocicletas da Honda Motor.

Vale lembrar que Honda e Yamaha também estão envolvidas em um outro consórcio do segmento, este em cooperação com KTM e Piaggio, e suas atividades terão início em maio. Para saber mais detalhes é só clicar aqui.