Card image
Competições
Honda Racing Brasil apresenta equipes para 2021

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 25/03/2021
  • Por: Willian Teixeira

A Honda Racing Brasil revelou seus pilotos, equipes e estratégias para as competições nacionais e internacionais em 2021. A marca reforçou seus compromissos com as competições de enduro, enduro de regularidade, motocross, motovelocidade e rally, além de ampliar seu projeto de intercâmbios internacionais, do qual farão parte os pilotos Eric Granado e Bruno Crivilin.

Brasileiros no exterior com apoio da Honda Racing

Atual tetracampeão do SuperBike Brasil e presente no Mundial da MotoE, categoria de motos elétricas da MotoGP, o paulista Eric Granado fará sua estreia no Espanhol de Superbike, um dos principais campeonatos da motovelocidade mundial. Ele terá patrocínio da Honda Brasil e vai competir pela equipe Honda Laglisse, acelerando uma CBR 1000RR-R Fireblade SP, modelo que deve ser lançado no mercado brasileiro ainda em 2021.

Com patrocínio da Honda, Eric Granado vai disputar o Espanhol de Superbike em 2021 (Pedro Lamazares Dutra)

Bruno Crivilin disputará pelo segundo ano seguido o Mundial de Enduro. Ano passado ele fez história ao vencer uma das etapas e terminar a disputa na terceira posição, garantindo a medalha de bronze na classe J1, para pilotos de até 23 anos com motos de até 250 cilindradas. Este ano, o capixaba sobe para a categoria E1, e segue com a mesma moto, uma CRF 250RX, e na mesma equipe, a Honda S2 Motorsport, comandada pelo italiano campeão mundial Alex Salvini.

Bruno Crivilin participará do Mundial de Enduro pelo segundo ano consecutivo (Idário Café/Mundo Press)

Enduro

Comandados pelo experiente Felipe Zanol, a equipe de Enduro contará com Bruno Crivilin na Classe E1, Vinícius Calafati (E2) e Gabriel Soares (EJ). Bárbara Neves é a representante da equipe na classe EF, exclusiva para mulheres.

Enduro de Regularidade

O time Honda Racing Brasil é composto por Dário Júlio (que também é o chefe da equipe de Rally), competidor da categoria Over 40. Já Thiago Veloso e Tiago Wernersbach disputam provas da classe Brasil, enquanto Bárbara Neves compete pela categoria Júnior. Completa o time Gabriel Soares, piloto da Sênior.

Motocross

A equipe oficial, que é comandada por Cale Neto, conta com os campeões Hector Assunção e Jetro Salazar na MX1, enquanto na classe MX2 a marca é representada por Leonardo Souza e Henrique Henicka, este último selecionado pelo Honda Talent Test (HTT), programa direcionado aos novos talentos do motociclismo. Jetro e Hector competem de CRF 450R, enquanto Léo e Henrique vão de CRF 250R.

A modalidade também conta com o time satélite FK Racing, chefiada por Franki Gavião e com os pilotos  Gustavo Pessoa (MX1), Renato Paz “Muguinho” (MX2), Gabe Gutierres (MX2) e Mateus Oliveira (MX2 Jr).

Rally

O time de Rally, que sofreu com a perda de Tunico Maciel em 2020, continua com grandes campeões. Um deles é Jean Azevedo, dono de dez títulos na geral do Brasileiro de Rally Cross Country e de sete taças na geral das motos no Sertões, representa a Honda Racing Brasil na categoria Moto 1 ao lado de Gregorio Caselani, bicampeão brasileiro da modalidade e campeão do Sertões. Bissinho Zavatti vai acelerar na Moto 2 e acelera uma CRF 450RX, assim como Jean e Gregório.

Para a classe Brasil, destinada às motos nacionais, o time terá Tiago Veloso e Thiago Wernersbach, sendo que o último é ex-membro de times satélites da Honda e fará sua estreia pela equipe principal de rally nesta temporada. Os dois vão acelerar a CRF 250F.

Incentivo à motovelocidade

Para 2021, a Honda adotou a estratégia de incentivo à Motovelocidade, mudando seu foco no SuperBike Brasil. A marca não terá uma equipe oficial na categoria Pro, direcionando seus esforços para as categorias de formação de novos pilotos: Honda Junior Cup e Copa Pro Honda CBR 650R.

Reinaldo Campos assume o cargo de responsável técnico da Honda Junior Cup, que completa nove temporadas em 2021, conciliando o posto com o de coordenador técnico da Copa Pro Honda CBR 650R. Já o piloto Rafael Paschoalin segue como embaixador das duas categorias.

Motocross freestyle

A Honda manterá o apoio a Fred Kyrillos, um dos principais expoentes da modalidade no mundo. Este ano ela já conquistou o Duelo de Motos e representará o Brasil no Mundial freestyle, que tem uma etapa prevista para o país em outubro.

Fred Kyrillos no Duelo de Motos (Brumel Neto)

Confira as equipes e pilotos oficiais da Honda Racing Brasil 2021

Motovelocidade
Eric Granado #51 – Campeonato Espanhol de SuperBike – CBR 1000RR-R Fireblade SP

Enduro
Bruno Crivilin #1 – E1 e Mundial de Enduro – CRF 250RX
Vinicius Calafati #32 – E2 – CRF 450RX
Gabriel Soares #7 – EJ – CRF 450RX
Bárbara Neves #116 – EF – CRF 250F
Chefe de equipe: Felipe Zanol

Rally
Jean Azevedo #3 – Moto 1 – CRF 450RX
Gregorio Caselani #7 – Moto 1 – CRF 450RX
Bissinho Zavatti #6 – Moto 2 – CRF 450RX
Thiago Veloso #25 – Brasil  – CRF 250F
Tiago Wernersbach #41 – Brasil  – CRF 250F
Chefe de equipe: Dário Júlio

Enduro de Regularidade
Dário Júlio – Over 40 – CRF 250F
Thiago Veloso – Brasil – CRF 250F
Tiago Wernersbach – Brasil – CRF 250F
Gabriel Soares – Sênior – CRF 450RX
Bárbara Neves – Júnior – CRF 250F
Chefe de equipe: Dário Júlio

Motocross
Hector Assunção #30 – MX1 – CRF 450R
Jetro Salazar #60 – MX1 – CRF 450R
Leonardo Souza #45 – MX2 – CRF 250R
Henrique Henicka #75 – MX2 – CRF 250R
Chefe de equipe: Cale Neto