Card image
Notícias
Honda pode lançar CBR V4 no ano que vem

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 10/05/2018
  • Por: Carlos Bazela

Nesta semana, um antigo rumor envolvendo a Honda voltou ao planeta moto.  Não é de hoje que a imprensa internacional comenta sobre o lançamento de uma nova superesportiva com motor de quatro cilindros em V, mas de acordo com a revista japonesa Young Machine, a marca da asa vai lançar já no ano que vem uma nova CBR 1000RR equipada com essa arquitetura de propulsor e uma série de atualizações visuais, muitas delas herdadas da nova geração da CB 1000R, como o monobraço que segura a roda traseira e o suporte de placa rente à roda.

Da última vez que o boato veio à tona, ele deu origem à RC213V-S, que é nada menos que uma réplica do modelo que compete na MotoGP e homologada para fora das pistas, vendida em tiragem limitada durante o ano de 2015 pelo preço salgado de 188 000 euros na Europa, o que corresponde a quase R$ 800 mil. Antes disso, a última vez o motor V4 da Honda apareceu em uma esportiva de rua foi na sport-touring VFR 800F, renovada no ano passado para o Velho Mundo.

Motos, Honda, CBR 1000RR Fireblade, RC 213V-S, superbike, superesportiva, Panigale V4, Ducati, MotoGP, Mundial de Motovelocidade, motociclismo, superbike, Motociclismo Online, Revista Motociclismo, V4, VFR 800F, CB 1000R

A moto ainda traria o cardápio atual das esportivas de alto desempenho, já presentes na versão SP1 e SP2, como componentes das grifes Öhlins e Brembo, freios ABS de atuação em curvas, quick-shifter bidirecional, controle de tração, modos de pilotagem e painel TFT. Entretanto, a atualização mais recente da CBR 1000RR Fireblade, no início de 2017, já a deixou em patamar semelhante ao das rivais, o que não justificaria uma reformulação radical tão cedo.

Contudo, o que dá força à especulação é o lançamento da Ducati Panigale V4 – estrela da capa da MOTOCICLISMO 245, que está nas bancas. Com mecânica herdada diretamente do modelo que compete no Mundial de Motovelocidade, a superbike italiana entrou em linha substituindo a 1299, mostrando que a Casa de Borgo Panigale pode oferecer aos seus clientes uma moto com esse nível de potência e tecnologia em ser uma edição especial limitada custando um preço fora da realidade, como era o modelo da Honda.

Conteúdo Recomendado

Comentários