Card image
Notícias
Honda e Yamaha entram em programa de subsídio do Governo

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 02/07/2018
  • Atualizado: 23/07/2018 às 19:00
  • Por: Carlos Bazela

Abraciclo, acordo, Sead, Marcos Fermanian, Jefferson Coriteac, Honda, Yamaha, Dafra, Kawasaki, Harley-Davidson, Indian, BMW, Suzuki, Ducati e Triumph, motociclismo, Motociclismo Online, Revista Motociclismo, Pronaf Mais Alimentos, Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, assinatura, agricultura, Banco do Brasil, agricultura familiar, NXR 160 Bros, Bros 160 ESDD, XRE 190, CRF 230F, TRX 420 Fourtrax, XTZ 150 Crosser Z, XTZ 150 Crosser S, XTZ 250 Lander e XTZ 250 Ténéré, GX160H1 QDBR, GX160H1 QXBR e GX 200H QDBR Os modelos trail entre 150 e 250 cm³ da Honda e da Yamaha foram escolhidos para fazer parte do Pronaf Mais Alimentos (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar). Graças ao acordo, assinado em maio deste ano, os modelos NXR 160 Bros, Bros 160 ESDD, XRE 190, CRF 230F (off road), além do quadriciclo  TRX 420 Fourtrax, poderão ser adquiridos em  linhas de crédito de até 120 meses com taxas de juros que variam de 2,5% a 5,5% ao ano e carências de até 36 meses.

O mesmo acontece para as motos XTZ 150 Crosser Z e XTZ 150 Crosser S, XTZ 250 Lander e XTZ 250 Ténéré da Yamaha. O Banco do Brasil é o agente financeiro do programa e, além das motos, irá facilitar a aquisição dos motores estacionários GX160H1 QDBR, GX160H1 QXBR e GX 200H QDBR, de quatro tempos e com potências de 1 a 22 hp da Honda, e motores de popa de dois tempos com potências de 15, 30 e 40 hp; e de quatro tempos, com 20, 40, 60 e 90 hp, feitos pela marca dos três diapasões

Abraciclo, acordo, Sead, Marcos Fermanian, Jefferson Coriteac, Honda, Yamaha, Dafra, Kawasaki, Harley-Davidson, Indian, BMW, Suzuki, Ducati e Triumph, motociclismo, Motociclismo Online, Revista Motociclismo, Pronaf Mais Alimentos, Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, assinatura, agricultura, Banco do Brasil, agricultura familiar, NXR 160 Bros, Bros 160 ESDD, XRE 190, CRF 230F, TRX 420 Fourtrax, XTZ 150 Crosser Z, XTZ 150 Crosser S, XTZ 250 Lander e XTZ 250 Ténéré, GX160H1 QDBR, GX160H1 QXBR e GX 200H QDBR Para Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, os produtos do setor de duas rodas já são utilizados no ambiente rural e, portanto, podem ser potencializados diante do fato do Pronaf Mais Alimentos contar com cerca de 4 milhões de famílias agrícolas cadastradas. ”Esta iniciativa possibilita aos agricultores o acesso a produtos mais modernos, de tecnologia avançada, melhor desempenho e, ainda, com a garantia das fabricantes”, afirma Fermanian.

Segundo o Secretário Especial da Sead, outro signatário do acordo, Jefferson Coriteac, a iniciativa além da questão da mobilidade, também é uma forma de poupar animais de trabalhos pesados. “A motocicleta tem esses dois cunhos: a locomoção e a preservação dos animais usados na agricultura”, disse. Coriatec ainda revelou que, segundo dados do Censo Agropecuário, 70% do que consumimos hoje vêm de pequenos negócios que se encaixam como agricultura familiar.

Fotos: Renato Durães e Caio Mattos

Conteúdo Recomendado

Comentários