Card image
Notícias
Honda CRF450 2021 chega totalmente renovada

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 15/07/2020
  • Por: Alexandre Nogueira

A Honda CRF450 2021 chega totalmente renovada, a sexta geração do ícone da linha motocross da marca da asa, desde o seu lançamento em 2002. As mudanças afetam quase todas as partes da motocicleta, mas certamente, a principal e mais nítida diferença está no chassi.

O novo chassi é mais leve, graças às vigas de alumínio de perfil mais estreito, que alcançam uma redução de 700 gramas de peso em relação ao chassi anterior, e uma nova geometria mais compacta visa melhorar ainda mais a agilidade em curvas, com um ângulo de cáster de 27,1° e um trail de 114 milímetros (antes, 27,4° e 116 mm), uma distância entre eixos mais curta e uma maior distância entre o eixo da roda dianteira e o eixo de fixação da balança traseira para maior estabilidade nas retas de altas velocidades. A rigidez da estrutura também melhorou, com uma redução de 20% nas tensões laterais.

CRF 50 2021: novo motor e chassi (Divulgação)

Veja também:
Conheça as 30 motos mais emplacadas no semestre
Yamaha apresenta nova linha Crosser 150 ABS 2021
MOTOCICLISMO 271: confira os destaques desta edição

Outros componentes como subquadro, balança traseira e garfo dianteiro foram trabalhados para otimizar a absorção dos impactos e também aliviar o peso, que teve uma redução total de 2 quilos, chegando agora a 105,8 kg a seco, e perto de 115 kg totalmente abastecida. As adequações nas suspensões garantem 5 mm a mais de curso no novo garfo Showa e uma nova válvula no amortecedor traseiro. Todo o trabalho no chassi visa facilitar a tocada, diminuindo o esforço e causando menos cansaço ao piloto.

CRF450 2021: ainda mais ágil (Divulgação)

A Honda também renovou o motor monocilíndrico de 449,7 cm³ refrigerado a líquido da CRF450 2021, com um novo cabeçote com dutos de escape reprojetados de seção oval, solução herdada da Honda CBR 1000RR Fireblade, e nova posição do descompressor automático.

O corpo de injeção foi modificado para aliviar o peso e o ângulo do injetor mudou de 30° para 60°, para melhorar as respostas em baixas e médias rotações.

CRF450 2021: sistema de injeção atualizado (Divulgação)

Além de aumentar a potência máxima em 0,8 cv e conseguir uma entrega mais progressiva, este novo motor apresenta maior entrega de torque em baixa e média, ganho que veio com uma nova caixa do filtro de ar, que teve seu volume ampliado em 1,8 litros para 4,1 no total.

O sistema de escape também foi modificado, com um coletor de design diferente e o retorno de uma única ponteira, em vez das duas que montavam a versão anterior. Em busca de menor peso, a bomba de gasolina foi aliviada e uma tampa da válvula de magnésio foi instalada.

Finalmente, como novidade de destaque, uma embreagem hidráulica com bomba Nissin foi instalada, e o número de discos de embreagem foi aumentado para oito, garantindo melhor tração.

CRF450 2021: agora totalmente vermelha (Divulgação)

A eletrônica embarcada, com três mapas de motor, quatro modos de controle de tração e quatro modos de controle de largada, permanece inalterada.

CRF450 2021: mapas de potência e controle de tração (Divulgação)

As mudanças foram estendidas também para as versões CRF450RX, CRF450RWE, CRF450RX e CRF450X, embora com as diferenças habituais no ajuste de suspensões e da eletrônica e o tanque de combustível com maior capacidade.

CRF450 2021: 70 mm mais estreita (Divulgação)

O corpo também foi renovado, está 70 mm mais estreito e possui menos parafusos para melhorar a acessibilidade mecânica, incluindo uma placa lateral destacável para acessar o filtro de ar. O novo body kit deixa o tanque de gasolina de titânio mais exposto. Finalmente, as rodas agora montam os novos pneus off-road da Dunlop, o MX33.

Como o foco principal desta nova geração da CRF450R é a estabilidade superior, a Honda fortalece ainda mais o ágil manuseio em curvas e a excelente estabilidade em altas velocidades com um slogan de lançamento bem sugestivo: “Curva afiada”.

Conteúdo Recomendado

Comentários