Card image
Notícias
Harley-Davidson se manifesta sobre a ação contra Grupo Izzo

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 31/03/2010
  • Por: admin

<p>Desde o dia 15 de mar&ccedil;o, quando a Harley-Davidson dos Estados Unidos conseguiu uma liminar, com a finalidade de encerrar o trabalho do Grupo Izzo com a marca Harley, no Brasil, a MOTOCICLISMO vem tentando o esclarecimento dos fatos, escutando as duas partes, como manda o velho e bom jornalismo. O Grupo Izzo ainda n&atilde;o se manifestou, por estar em processo de defesa. Entretanto, a Harley-Davidson fez um esclarecimento sobre a situa&ccedil;&atilde;o (veja texto abaixo).</p>
<p>A Harley-Davidson acusa a HDSP, integrante do Grupo Izzo, de violar o contrato em alguns itens, entre eles, a comercializa&ccedil;&atilde;o de motos concorrentes da Harley-Davidson e a falta de pe&ccedil;as em estoque. A liminar obtida na Justi&ccedil;a rescinde o contrato com o Grupo Izzo e, de acordo com o despacho proferido pelo juiz, as concession&aacute;rias da HDSP teriam apenas mais 120 dias para continuar comercializando as motos americanas. E, ap&oacute;s o fim do prazo, estaria proibida de vender m&aacute;quinas da H-D. Entramos em contato com o Grupo Izzo, por&eacute;m, at&eacute; o momento, n&atilde;o recebemos resposta. </p>
<p>Vale ressaltar que o Grupo Izzo ainda tem seu direito de defesa garantido e dever&aacute; recorrer da decis&atilde;o proferida no dia 15 de mar&ccedil;o, pelo Tribunal de Justi&ccedil;a do Estado de S&atilde;o Paulo. </p>
<p><strong>Segue abaixo o esclarecimento da Harley-Davidson, na &iacute;ntegra, sobre o assunto:</strong></p>
<p>&ldquo;A satisfa&ccedil;&atilde;o dos consumidores &eacute; a prioridade n&uacute;mero um da Harley Davidson. Nossa reputa&ccedil;&atilde;o &eacute; uma das mais reconhecidas e nossa marca, das mais ic&ocirc;nicas do mundo, e isso depende da oferta de melhor servi&ccedil;o ao cliente poss&iacute;vel que a Harley-Davidson e seus distribuidores podem prestar.Recentemente, n&oacute;s tomamos conhecimento que nosso revendedor exclusivo no Brasil est&aacute; violando o contrato com a Harley-Davidson, tirando o foco da experi&ecirc;ncia de consumo, afetando diretamente nossos consumidores e marca. As viola&ccedil;&otilde;es de contrato, problemas de desempenho e falta de foco na marca Harley-Davidson levaram a n&iacute;veis crescentes de insatisfa&ccedil;&atilde;o dos consumidores no Brasil, e eles t&ecirc;m sido extremamente vocais sobre suas experi&ecirc;ncias. </p>
<p>Ap&oacute;s muitas tentativas de remediar a situa&ccedil;&atilde;o diretamente com o distribuidor, que se recusou a reparar a infra&ccedil;&atilde;o do contrato, a Harley-Davidson decidiu tomar provid&ecirc;ncias legais para assegurar que seus consumidores sejam bem atendidos. Em 15 de mar&ccedil;o, um juiz da 26&ordf; corte do Estado de S&atilde;o Paulo concordou com que a Harley-Davidson encerrasse o contrato atual com a HDSP em 120 dias. Este &eacute; o primeiro passo em permitir que a Harley-Davidson selecione novos distribuidores e garanta que as necessidades dos consumidores sejam supridas. A Harley-Davidson est&aacute; comprometida em fazer o que for necess&aacute;rio para assegurar que os consumidores no Brasil recebam o melhor poss&iacute;vel.&rdquo;<br /><strong>Harley-Davidson Motor Company</strong></p>
<p><strong>Detalhes do processo:</strong> Tribunal de Justi&ccedil;a do Estado de S&atilde;o Paulo; a&ccedil;&atilde;o movida pela Harley-Davidson Motor Company, Harley-Davidson Michigan LLC e Harley-Davidson Brasil LTDA. contra a HDSP Com&eacute;rcio de Ve&iacute;culos LTDA. O processo de n&ordm; 583.00.2010.121472-2 foi publicado no Tribunal de Justi&ccedil;a e requer a quebra de contrato entre as empresas. </p>
<p>&nbsp;</p>

Conteúdo Recomendado

Comentários