Card image
Notícias
Harley pode entrar no ramo de compartilhamento de scooter

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 18/03/2019
  • Atualizado: 18/03/2019 às 15:29
  • Por: Carlos Bazela

A Harley-Davidson está decidida a se reinventar de forma mais sustentável. Depois de revelar detalhes técnicos e preço da nova LiveWire e mostrar outros conceitos elétricos, a marca de Milwaukee estaria interessada em saber como trabalham as plataformas de compartilhamento de veículos elétricos.

De acordo com o site norte-americano Ride Apart, a H-D tem estudado o modelos de negócios de duas startups bastante populares por lá: a Lime e a Bird. O mais intrigante desta história é que ambas as plataformas disponibilizam patinetes elétricos, como fazem a Grin e a Yellow aqui no Brasil. Será que a Harley tem um patinete na manga, como aquele da KTM,  que ainda não mostrou ao público?

O conceito elétrico da Harley-Davidson para mobilidade urbana

Veja também:
Harley-Davidson volta à essência com Electra Glide Standard
Harley-Davidson mostra elétricos em ação na neve
Harley-Davidson confirma preço da LiveWire

Especulações à parte, o que nós já sabemos é que a Harley-Davidson já tem, além da LiveWire, outros dois conceitos elétricos: um modelo off-road e outro muito parecido com um scooter, mas com estrutura tubular minimalista. Este último, inclusive, aparenta ser simples os suficiente para ser disponibilizado por meio de plataformas de compartilhamento, uma vez que, como a própria marca já declarou, é voltado para a mobilidade urbana.

Nada disso foi confirmado pela fabricante centenária. Pelo menos, por enquanto. Mas, não só o possível modelo já existe, como não é de hoje que a Harley está pesquisando novos modais de negócio em transporte. No fim do ano passado, a marca anunciou uma nova instalação localizada no Vale do Silício, região no Norte da Califórnia e berço de tecnologia e desenvolvimento nos EUA, justamente para estar mais próxima das startups e entender como elas trabalham.

“Recentemente, compartilhamos com o mundo nossos planos acelerados de construir a próxima geração de motociclistas da Harley-Davidson. Essa nova instalação de P&D no coração do Vale do Silício nos ajudará a cumprir esses planos”, disse Matt Levatich, presidente e CEO da marca, na época da aquisição.