Card image
Notícias
Emflux One é a moto elétrica que quer caber no seu bolso

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 16/02/2018
  • Por: Carlos Bazela

A Índia está realmente preocupada com a sustentabilidade no universo motociclístico. Depois da Zeppelin, a custom protótipo híbrida da TVS, trazemos outra novidade mostrada no Auto Expo 2018: a Emflux One, esportiva elétrica, que promete trazer diversão e sustentabilidade sem abusar do peso e do preço, os grandes impeditivos dos modelos elétricos atualmente. Pelo menos é essa a proposta da startup liderada pelos jovens engenheiros Varun Mittal, Ankit Khatry, e Vinay Raj Somashekar, que estão à frente de um time com cerca de 25 profissionais.

Com 170 kg em ordem de marcha e preço inicial estimado em 9 350 dólares, o equivalente a cerca de R$ 30 mil, a moto é equipada com um motor trifásico de corrente alternada capaz de gerar até 70 cv a 8 400 rpm. Já o torque é de 7,6 kgf.m já disponíveis ao girar o acelerador, o que é comum nas motos elétricas. Segundo a Emflux Motors, a potência é suficiente para levá-la aos 200 km/h. A titulo de comparação, a Energica Ego, superesportiva italiana referência da atualidade, é vendida por 25 850 euros, o que dá uma bagatela de mais de R$ 100 mil.

No design, a Emflux One exibe linhas arrojadas e um conjunto muito bonito, caracterizado pelo farol, em forma de faixa vertical e pelo monobraço que segura a roda traseira. A moto ainda traz componentes refinados, como os dois discos da Brembo de 300 mm com pinças monobloco de colocação radial na roda dianteira e o disco único de 220 mm de diâmetro na traseira, também feito pela grife italiana. O sistema é auxiliado pelo ABS de dois canais. A construção também está no mesmo nível de outras superbikes populares, com quadro e subquadro tubulares em treliça.

A Emflux One tem também um painel TFT de 7’’ polegadas sensível ao toque, que mostra diagnóstico em tempo real com o veículo, tem GPS e ainda se conecta com o smartphone do piloto via Bluetooth. De acordo com a marca, sua autonomia é de 150 km rodando a uma velocidade de até 80 km/h. A bateria de íons de lítio leva pode ser totalmente carregada por meio de uma tomada comum em 3 horas, mas já armazena 80% em 36 minutos ao se utilizar um carregador rápido.

De acordo com os responsáveis pela moto, a ideia é fabricar 199 unidades unicamente para o mercado indiano e outras 300 para exportar. E, para quem quiser ainda mais requinte na sua Emflux One, a moto ainda pode vir com suspensões Öhlins totalmente ajustáveis, rodas de liga leve e carenagem em fibra de carbono por 17 150 dólares, o que corresponde a mais ou menos R$ 55 mil.

Emflox One, Emflux, Motociclismo Online, moto elétrica, motos, Índia, superesportiva, esportiva , esportiva elétrica, Emflux Motors,
O modelo exposto no Auto Expo 2018, na Índia
Emflox One, Emflux, Motociclismo Online, moto elétrica, motos, Índia, superesportiva, esportiva , esportiva elétrica, Emflux Motors, Revista Motociclismo
A Emflux One chega a até 200 km/h

Conteúdo Recomendado

Comentários