Card image
Notícias
Dayang Vorei 350 ADV: o clone chinês da Honda ADV 150

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 31/05/2021
  • Por: Alexandre Nogueira

O fabricante chinês Dayang está em evidência desde março deste ano, após o inusitado lançamento de um scooter com apelo aventureiro, o Dayang Vorei ADV 350.

O Dayang Vorei 350 ADV foi apontado pela própria Honda como uma das mais descaradas cópias da atualidade, pois, esteticamente, à primeira vista é muito fácil confundí-lo com o novo ADV 150, exceto pelo logotipo da marca chinesa.

Dayang Vorei 350 ADV: clone do Honda ADV 150 (Divulgação)

Veja também:
Dafra Citycom CBS ganha novos grafismos na linha 2022
Electrocycle é a primeira elétrica com tração nas duas rodas
F3 Rosso, a “esportiva de entrada” da MV Agusta

A linha de scooter ADV da Honda iniciou com o X-ADV 750, um scooter urbano que carrega alguma aptidão fora de estrada. Posteriormente, chegou o ADV 150, até que os chineses decidiram copiar o modelo adotando um motor maior, e assim criaram o Dayang Vorei ADV 350.

Honda ADV 150: o pioneiro dos scooter ADV pequenos (Divulgação)
Dayang Vorei 350 ADV: fácil de confundir com o Honda ADV 150 (Divulgação)

O scooter chinês é equipado com um motor monocilíndrico de 333 cm³ refrigerado a líquido, capaz de entregar 29,5 cv de potência a 7.000 rpm e 3,5 kgf.m de torque a 5.500 rpm. Estes são números bem interessantes, considerando que o novo Honda Forza 350, com motor monocilíndrico de 330 cm³, rende 29,2 cv de potência e 3,2 kgf.m de torque máximo. O Dayang Vorei 350 ADV vem equipado com um garfo telescópico de longo curso, dois amortecedores a gás na traseira e rodas de liga, de 14 polegadas na dianteira e 13 polegadas na traseira, ambas montadas com pneus de uso misto. A frenagem é através de discos dianteiros de 276 mm e 240 mm traseiro, ambos com ABS.

Dayang 350 ADV tem potência equivalente ao Honda Forza 350 (Divulgação)

A grande arma de destaque do Dayang Vorei 350 ADV frente o Honda ADV150, e até mesmo com Honda Forza 350, é sua longa e impressionante lista de equipamentos. O sistema de iluminação é total LED aprimorado por faróis para curvas. O painel é uma tela TFT de sete polegadas, que também serve como display para as câmeras frontal e traseira, e também conta com conectividade Bluetooth, que permite monitorar o trajeto do scooter com relatórios de condução detalhados e acesso a diagnósticos de defeitos, tudo na tela do seu smartphone. Ele também traz a praticidade da ignição sem chave, tomada USB e, estranhamente, um acendedor de cigarros.

Iluminação total LED e tela TFT (Divulgação)

Outra característica única deste scooter chinês de aventura é o enorme tanque de combustível de 17,4 litros, o maior já visto em um scooter. Um detalhe comum das motocicletas chinesas é o alto peso, e não poderia ser diferente com o Dayang Vorei 350 ADV, que é bem pesado e quebra a balança em 208 kg.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

E você, acredita que as máquinas chinesas da atualidade tem melhor qualidade ou elas ainda carregam o estigma da baixa qualidade? Deixem seus comentários.

Conteúdo Recomendado