Card image
Notícias
Construtores de triciclos se reúnem no Espaço Motociclismo

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 25/08/2017
  • Por: Carlos Bazela

Quando alguém disser que o amor pelo motociclismo é muito mais do que duas rodas, acredite. Às vezes ele é três. Na noite do dia 22 de agosto, o Espaço Motociclismo recebeu diversos triciclos para celebrar a cultura do guidão ao lado das motos. Feitas de forma artesanal, as máquinas presentes no local chamavam a atenção pelas formas diferenciadas. E muita história para contar.

Principalmente o monstruoso triciclo com pintura e tema militares parado próximo ao caminhão interativo. Com 9m de comprimento, mais de 2m de altura e pesando seis toneladas, o colosso de três rodas ainda era equipado com um motor de seis cilindros em linha de quase 6.000 cm³. “É um motor Mercedes 1620 turbinado, que colocamos nele”, comenta Pirata, seu criador e membro do motoclube Maluco Beleza.

Segundo Pirata, sua obra levou um ano para ficar pronta por conta da curta equipe. “Eram apenas umas três pessoas mexendo e eu acho melhor assim mesmo”, revela. O construtor conta que já construiu triciclos sobre os mais variados chassis, inclusive de uma Kombi, mas que este foi seu projeto mais ousado. “Não tenho comigo o ‘não dá’ quando alguém me fala isso, fico com mais tesão de terminar o que estou fazendo”.

O construtor diz ainda que o triciclo gigante já rendeu situações engraçadas. “Outro dia, passando perto de um quartel do Exército, os militares vieram atrás de mim em um jipe, por causa da réplica da .50 que tem em cima”, comenta ele sobre a metralhadora de enfeite na traseira do veículo, que é “operada” por um manequim. Aliás, olhar para essa máquina e não se lembrar de um veículo dos Comandos em Ação ou do antigo boneco Falcon é quase impossível.

Orgulhoso do monstro que construiu, Pirata diz ainda que sua criação não tem preço. “É uma coisa que fiz pra mim. Porque eu tinha vontade. Não saberia colocar um preço e vender”, diz o criador do triciclo que custou por volta de R$ 50 mil.

Blues, estrada e três rodas

Outro construtor de triciclos presente no Anhembi revezava as apresentações de blues no palco do evento e suas aventuras no mundo das três rodas era Billy Boy. No evento com uma máquina construída com o motor tetracilíndrico – e outras peças – de um Opala, o criador revelou ter viajado boa parte do Brasil com ele, ao lado de sua esposa. “Passamos 52 dias na estrada”, comenta.

Billy Boy, que é veterano na construção de triciclos já está preparando outra criação. “Estou fazendo um com o motor boxer do Subaru Impreza”, revela mostrando em seu celular as fotos da máquina que está tomando forma em casa e sem abrir mão do desempenho. “Tem uns que a gente faz pra voar baixo”, brinca ele.

O capricho dos triciclos de Billy Boy têm um segredo: a calma. “Vou lá e faço sem pressa mesmo, pra não sair porcaria”, conta. E a qualidade se mostra no valor de cada máquina. “Uma vez minha esposa e eu fomos para Curitiba(PR) com um triciclo que eu tinha feito com motor de Ford Ranger. Um cara viu e quis comprar de mim na hora”, Revela Billy Boy, que não estava disposto a vender. “Eu pedi R$ 70 mil e ele pagou. E ainda pagou nossas passagens de avião de volta”, comenta o criador que havia gastado R$ 40 mil para fazer aquele triciclo em específico. A conversa com os criadores de triciclos se estendeu noite adentro. Muitas risadas e hits do blues depois, o que ficou foi a impressão de que em duas ou três rodas, o importante é aproveitar a vida.

O Espaço Motociclismo acontece às terças-feiras no Sambódromo do Anhembi em paralelo com o AutoShow Collection. Na semana que vem, dia 29, ocorre a Noite Dub e motociclistas que apresentarem o voucher abaixo não pagam entrada. O endereço é Avenida Olavo Fontoura, 1209 e a entrada é pelo portão.

Não esqueça o voucher impresso e entre de graça com sua moto

Conteúdo Recomendado

Comentários