Card image
Notícias
Clássica chega a quase R$ 3 milhões em leilão e bate recorde

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 29/01/2018
  • Por: Carlos Bazela

No último dia 25 de janeiro, a casa Bonhams fez mais um de seus famosos leilões de motos clássicas na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos. Seria tudo algo bastante normal se não fosse um exemplar de uma Vincent Black Lightning de 1951, que foi arrematada pela bagatela de 929 mil dólares, o que corresponde a quase R$ 3 milhões. Assim, o modelo inglês se tornou a moto mais cara vendida em leilão.

Além da pequena fortuna pela qual foi vendida, a moto também acumula um importante valor histórico. Em 1953, a moto bateu o recorde australiano de velocidade, chegando a 227 km/h nas mãos do piloto Jack Ehret, a quem ela pertenceu por quase 50 anos. O exemplar vendido está em sua forma original e não foi restaurada.

Segundo a Bonhams, cerca de 30 unidades da Vincent Black Lightining foram construídas apenas, o que faz desta moto ainda mais única. Cada uma delas contava com um motor de dois cilindros em “V” de 998 cm³ com arrefecimento a ar, comando OHV e capaz de gerar por volta de 70 cv. “Essa é uma das mais importantes Black Lightnings já feita e uma das motos mais desejadas do mundo”, disse Ben Walker, chefe do departamento de motociclismo da Bonhams. Por esse preço, a gente acredita!

Conteúdo Recomendado

Comentários